Dia da saudade: 11 músicas para quem está sentindo a falta de alguém

FreeImages.com
FreeImages.com

Levanta o dedo aí quem não está com saudade de alguém ou de alguma coisa. Pois hoje, 30 de janeiro, está mais do que permitido – e incentivado – expressar esse sentimento que pode estar (ou não) guardadinho no fundo do peito. É, existe até data para isso: Dia da Saudade.

A gente nem vai entrar no mérito de dizer que a palavra saudade só existe na língua portuguesa, que é difícil de ser traduzida para outras línguas e tal. Ops, quer dizer, acabamos de falar isso. Enfim: “lá fora”, a expressão costuma ser usada com frases como “I miss you” (“Sinto sua falta”). 

Seja no original ou nas gringas, o que não faltam são músicas que falam do tema. Haja saudade para dar origem a tanta letras românticas!

Selecionamos na redação de Donna as que mais curtimos por aqui.
Coloca o fone de ouvido e bora curtir uma saudadezinha aí de alguém?

Chega de Saudade – Tom Jobim e Vinicius de Moraes

É a primeira que todo mundo lembra quando pensa em “música de saudade”, certo? A letra diz:

“Vai minha tristeza/E diz a ela que sem ela não pode ser/Diz-lhe numa prece/Que ela regresse/Porque não posso mais sofrer/Chega de saudade/A realidade é que sem ela/Não há paz/Não há beleza/É só tristeza e a melancolia”

A Sua – Marisa Monte (2001)

Esta música foi lançada como single promocional do álbum Memórias, Crônicas e Declarações de Amor – Ao Vivo, mesmo nome da turnê de Marisa Monte. Ficou superpopular quando entrou para a trilha sonora nacional da novela Desejos de Mulher (2002). A letra fala assim:

Tô com sintomas de saudade/Tô pensando em você/Como eu te quero tanto bem/Aonde for não quero dor/Eu tomo conta de você/Pois te quero livre também/Como o tempo vai o vento vem”

Saudade – Marcelo Camelo (2008)

Está no primeiro disco-solo de Camelo, Sou, lançado após a dissolução do grupo Los Hermanos. Trata-se de uma letra curtinha, mas direta:

“Ai, ai/Vai ver é só você/Ai, ai/Vai ver é só você querer/Distante, imaginar/Caberia a quem dizer: “Amor, eu vivo tão sozinho de saudade”

Gostava Tanto de Você – Tim Maia (1998)

Se teve um cara que passou a vida toda cantando sobre o amor, este cara foi Tim. Essa aqui traz toda uma história de desilusão. Quem nunca cantou em um momentinho de fossa não sabe mesmo o que é sofrer de amor :-)

“Não sei por que você se foi/ Quantas saudades eu senti/ E de tristezas vou viver/ E aquele adeus não pude dar/Você marcou na minha vida/Viveu, morreu na minha história/Chego a ter medo do futuro/E da solidão/Que em minha porta bate… E eu… gostava tanto de vocêêê!”

Palpite – Vanessa Rangel (1997)

Álbum de estreia da cantora, o single Palpite bombou ao entrar para a trilha sonora da novela Por Amor naquele ano para embalar o romance entre os personagens de Carolina Ferraz e Eduardo Moscovis. Coisa mais fofa!

“Tô com saudades de você, debaixo do meu cobertor/De te arrancar suspiros, fazer amor/Tô com saudades de você, na varanda em noite quente/E o arrepio frio que dá na gente/Truque do desejo/Guardo na boca, o gosto do beijo/Eu sinto a falta de você, me sinto só”

Tanta Saudade – composição de Djavan e Chico Buarque (1969)

Apenas: um clássico! A canção feita por Djavan e Chico integra o álbum homônimo, de 1969. Na versão de Djavan, integrou a trilha sonora do filme Para Viver Um Grande Amor (1983). A versão do vídeo (abaixo) é interpretada por Seu Jorge e Ana Carolina. Fala de como a saudade pode doer, às vezes, até fisicamente na gente, não é mesmo?

“Era tanta saudade, é pra matar/Eu fiquei até doente, eu fiquei até doente menina/Se eu não mato a saudade, é “deixa estar”/Saudade mata a gente, saudade mata a gente, menina”

Mesmo que Mude – Bidê ou Balde (2004)

A letra da música da banda gaúcha Bidê ou Balde, do disco É Preciso Dar Vazão aos Sentimentos!, defende que é sempre amor, mesmo que mude, mesmo que acabe. E, mesmo quem não concorda com essa afirmação, fica com a abordagem deles sobre o sentimento que fica depois do fim de uma história. A música foi criada em 2003. Foi o guitarrista Rodrigo Pilla que compôs o som. O vocalista Carlinhos Carneiro criou a letra quando estava no período de superar o fim de um namoro de três anos, como contou à série de reportagens de ZH Ao Pé da Letra.

“É sempre amor mesmo que alguém esqueça o que passou/Para conversar/Nunca é muito tarde/Pra ligar/Ele pensa nela/Ela tem saudade/Mesmo sem ter esquecido que/É sempre amor mesmo que acabe”

Saudade – Julieta Venegas e Otto (2009)

Um dueto entre a artista mexicana e o músico brasileiro expressa de maneira muito simples, mas bela, o que é saudade:

“Saudade quero ver pra crer/ Saudade de te procurar/ Na vida tudo pode acontecer/ Partir e nunca mais voltar/Como um bom barco no mar/Eu vou, eu vou”

E umas músicas gringas também…

I Miss You – Blink 182 (2003)

A letra dessa música é uma coisa tão tãããão saudosa que ganhou o prêmio Teen Choice Awards de 2004 na categoria “Love Song”. Lá vai:

“And in the night we’ll wish this never ends/We’ll wish this never ends/I miss you, I miss you/I miss you, I miss you (…) Don’t waste your time on me you’re already/The voice inside my head” 
Tradução:
“E na noite desejaremos que isto nunca acabe/Desejaremos que isto nunca acabe/Sinto sua falta, Sinto sua falta/Sinto sua falta, Sinto sua falta (…) Não perca seu tempo comigo, você já é/A voz dentro da minha cabeça”

Miss You – Rolling Stones (1978)

Música-tema sobre saudade, faz parte até hoje do repertório da banda. Foi lançada no álbum Some Girls. O título  do disco, aliás, “homenageia” todas as garotas das quais os caras da banda não lembravam o nome. Hmmmmmm.

“”I’ve been holding out so long/I’ve been sleeping all alone/Lord I miss you/I’ve been hanging on the phone/I’ve been sleeping all alone/I want to kiss you”
Tradução: 
“Eu tenho resistido por tanto tempo/Eu tenho dormido completamente só/Caramba, eu sinto a sua falta/Eu tenho esperado o telefone tocar/Eu tenho dormido completamente só/Eu quero te beijar”

Miss You Love – Silverchair

“Millionaire say/Got a big shot deal/And thrown it all away/But I’m not too sure/How I’m supposed to feel/Or what I’m supposed to say/But I’m not, not sure/Not too sure how it feels/To handle every day/And I miss you love”
Tradução:
“O milionário diz que/Conseguiu um grande negócio/E jogou tudo pro alto mas/Mas eu não tenho muita certeza/De como devo me sentir/Ou o o que devo dizer/Mas eu não tenho, não tenho certeza/Não tenho muita certeza qual a sensação/De aguentar todo dia/E eu sinto sua falta, amor”

Sobreviveu até aqui? Uau, você realmente deve estar com saudade de alguém (ou rolou a barra nos comentários para nos xingar e dizer que faltou alguma coisa na lista, o que é altamente possível de ter ocorrido). Caso seja a outra opção, a gente aproveita o espaço para falar – mais um pouquinho – sobre saudade também.

A psicoterapeuta Maura de Albanesi diz que a saudade é um sentimento bacana porque simboliza uma lembrança de momentos bons que nós vivemos:

– É um sentimento muito saudável porque faz com que você se lembre de momentos felizes e seja grato pelas coisas que viveu. Se trata da memória dos nossos bons momentos.

Maaaas porém contudo entretanto todavia: a psicoterapeuta fala que, em alguns casos, a saudade pode ser um problema:

– Às vezes sentimos a saudade de um momento bom que tivemos, e no presente não estamos vivendo aquele momento feliz do passado. Se a pessoa não vive um bom momento atual, ela se questiona: “Nossa, eu era feliz e agora não sou mais”. A saudade que essa pessoa sente vem acompanhada de dor e angústia, pois ela não vive aquela plenitude almejada no passado – afirma.

Conclusão da Maura: a saudade é ruim quando a pessoa transforma esse sentimento, que deveria ser bacana, em queixas e lamentações. Então, a dica é curtir – sim! – as recordações e deixar a parte de comparações do passado com o presente de lado.

 Leia também
:: Quanto tempo se leva para encontrar um amor em aplicativos de paquera?

 

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna