Donna Viaja: Gabriela Ghisi, do Gaby no Canadá, compartilha um roteiro especial de três dias em Toronto

Autora do blog Gaby no Canadá, a catarinense Gabriela Ghisi elaborou para as leitoras de Donna um roteiro especial na cidade onde mora com o marido Juliano e o cachorro Joe.

Gabriela Ghisi, especial

T oronto, a maior cidade do Canadá, é conhecida pela sua multiculturalidade: 60% dos moradores da cidade não falam inglês em casa. Toda essa mistura de culturas e pessoas influencia o estilo de vida de quem mora em Toronto: culinária diversificada, comunidades ecléticas e multiculturais, como Little Portugal, Little Italy e Chinatown, muitos parques e uma infinidade de atrações que vão muito além da famosa CN Tower.

         Gabriela com o marido Juliano e o cachorro Joe no High Park

Dia 1: Toronto Islands + Mercado Público St. Lawrence

De manhã pegue o ferry para as ilhas de Toronto, um destino de lazer superpopular dos moradores e visitantes, com parques, uma praia, uma pequena comunidade residencial e até um aeroporto. Vale passear por lá durante uma manhã.  Você pode passear a pé, alugar bicicletas ou quadriciclos. De lá, a vista do centro de Toronto e seus arranha- céus é espetacular.

Volte de ferry e almoce no St. Lawrence Market, o Mercado Público de Toronto, composto de três edifícios principais: o mercado sul, o mercado norte e o St. Lawrence Hall. O mercado sul, o mais visitado, tem três níveis com mais de 120 fornecedores especializados em comidas variadas. É lá que você consegue comprar frutos do mar frescos, carnes de todos os tipos, queijos de diferentes os lugares do mundo, frutas e verduras exóticas, além de souvenirs. As opções de comidas prontas também são muitas, entre elas o World Famous Peameal Bacon Sand wich da padaria Carousel e o fast food de frutos do mar do Buster’s Sea Company.

Vale um passeio na região ao redor do mercado, antiga e muito bonita. Depois do passeio, volte para o lago e caminhe pelo. A região da margem é cenário para feiras, restaurantes, pista de patinação no inverno, praia e jardins.

Dia 2: Aquário + CN Tower 

A CN Tower é certamente a atração turística mais visitada em Toronto, além de ser o principal cartão- postal da cidade. A Canada’s National Tower já foi considerada a estrutura mais alta do mundo, até perder o seu posto em 2007 para um arranha- céu em Dubai. No topo há um restaurante panorâmico e giratório. Você pode subir na torre e almoçar ou jantar no local.


Embaixo da CN Tower fica a mais nova atração de Toronto: o Ripley’s Aquarium of Canada ( foto acima), o maior aquário do Canadá, com a maior coleção de tubarões da América do Norte. A atração principal do local é o Dangerous Lagoon que leva os visitantes por um túnel de 97 metros, numa esteira rolante, passando por várias espécies de tubarão.

Dia 3: Downtown Toronto + jantar no Distillery District

O terceiro dia fica reservado para você explorar o centro de Toronto. Não deixe de conhecer: Casa Loma, Royal Ontario Museum, Universidade de Toronto, Yonge Street, Parlamento e Queen’s Park, Nathan Phillips Square
(prefeitura nova e antiga), Eaton Centre e Dundas Square, Chinatown, Art Gallery of Ontario e The Path ( caminho subterrâneo). Durante o passeio, não deixe de tomar café em um dos Tim Hortons ( marca de cafés canadense mais popular).  A Queen Street West está na lista da Vogue como o segundo bairro mais cool do mundo.

         Nathan Phillips Square e o Old City Hall (antiga prefeitura da cidade)

Dica para almoço: Bannock, restaurante de comfort food com menu simples e baseado em ingredientes saudáveis.

Se depois de todo este passeio você tiver fôlego para sair para jantar, vale passar no Distillery District, que abrigava, em 1832, a destilaria Gooderham and Worts. Um dos meus restaurantes preferidos lá é o mexicano El Catrin.
Vale passar no Balzac’s Cafe ( cafeteria linda e com um café delicioso).

Distillery District, antiga destilaria da cidade, hoje abriga restaurantes, cafés, lojas e galerias de arte

Leia mais
Comente

Hot no Donna