Happy b-day! 5 lições que aprendemos com Britney Spears, a aniversariante do dia

Parece que foi ontem que passávamos a tarde assistindo ao Disk MTV e tentando copiar a coreografia de (You Drive Me) Crazy com as amigas, não é? Mas a princesinha do pop, que à época nem a maioridade havia atingido, faz aniversário neste 2 de dezembro.

Que Britney Spears acumula polêmicas no seu currículo, a gente sabe. Depois do sucesso meteórico no início da carreira, períodos de turbulência na vida pessoal foram constantes, como a separação do bailarino Kevin Federline e a perda da guarda dos filhos.  Demorou, mas aos poucos Brit voltou aos holofotes e às paradas de sucesso com hits como I Wanna Go e Womanizer. E teve quem dissesse que ela estava na pior…

Os últimos aniversariantes que amamos
:: Ryan Gosling e as caras de desprezo que adoramos
:: Clap clap, Matthew LeBlan! 5 motivos por que sempre vamos amar o Joey, de Friends
:: Parabéns, Emma! 10 motivos para amar (ainda mais) as Spice Girls

Entres idas e vindas, a loira – que já foi morena e até careca – coleciona histórias de superação dos mais variados pequenos e grandes traumas da vida. Foi por isso que enumeramos as lições que podemos aprender com Britney (acredite, existem!). Espia só:

1. Um bad hair day pode até virar um bad hair year, mas sempre terá fim

Sabe aqueles dias em que você acorda com o cabelo mais volumoso que o da Marge Simpson? Parece que os fios nunca mais vão voltar para o lugar e a gente lava a cabeça às 6h da manhã, se vale do combo secador + chapinha + creme para pentear + o mousse mais caro da temporada e nada dá certo. Mas o fim do dia chega e o que dava sinais de ser eterno durou menos de 24 horas. No caso dela, o bad hair day durou, digamos, um pouco mais – e até a cabeça ela raspou. Mas se Britney e seus cabelos sobreviveram a 2007, por que você não aguentaria um dia com o picumã desajeitado? Joga um lencinho no maior estilo pin-up ou prende tudo em um rabo de cavalo e voilá!

giphy (3)

2. Continue acreditando no par de chinelo velho para o pé cansado

O engenheiro loiro de olhos azuis,  que ama gatos e cozinha mais do que Jamie Oliver com quem você saiu na última sexta-feira até hoje não ligou? Calma, amiga, não precisa se desesperar. Se tem uma coisa que Britney aprendeu na vida é que não dá para desistir do amor.

:: Tipo Justin e Brit: 5 casais que nunca deveriam ter se separado

Ela, por exemplo, não cansa de buscar seu príncipe encantado – que achou que seria o bailarino Kevin Federline, com quem casou, teve dois filhos e se separou; Justin Timberlake, o primeiro amor; ou o paparazzo Adnan Ghalib, que ameaçou divulgar uma suposta sex tape do casal e o próprio agente de Brit, Jason Trawick. Ufa, deixa a gente recuperar o fôlego. Teve também o advogado David Lucado, que foi flagrado beijando uma mulher e com quem a cantora terminou em agosto. Mas, pelo menos por enquanto, Britney parece estar feliz. É que ela engatou um romance com o produtor de TV Charlie Ebersol, filho do co-criador do Saturday Night Live, Dick Ebersol. Resumo da ópera: a tenteada é livre!

justin-timberlake-07

3. Toda TPM, por pior que seja, é superável

Vale quase a mesma máxima de que falamos na primeira lição: se Britney sobreviveu àquele turbulento 2007, quando os ataques de fúria a fizeram ameaçar um paparazzi com uma sombrinha, por que você não aguentaria aqueles dois dias de TPM? Escolhe uma comédia romântica no Netflix (aliás, listamos os melhores filmes com Julia Roberts por aqui, espia!), se joga no sorvete e espera passar!

giphy

4. Nem sempre o garoto mais belo da turma é, necessariamente, seu príncipe encantado pra sempre

Ele, integrante de uma das maiores boybands da época. Ela, consagrada como a princesinha do pop. Casal real da música é pouco para definir a união de Justin Timberlake e Britney no início dos anos 2000. Mas o cabelo miojo e a carinha de bom moço não foram suficientes para manter a moça apaixonada.

giphy (4)

As revistas de fofoca da época falavam em traição, mas até hoje não se sabe o que motivou a separação dos dois – que, trouxe, pelo menos uma coisa boa: o hino dos corações partidos Cry Me a River, que, dizem, foi composto pelo ex-N’Sync após o fim do namoro. Fato é que o príncipe encantado não durou para sempre, e Britney se encontrou mais com vários patinhos feios ao longo da vida. Inclusive atualmente. Porque nem sempre o bonitinho é a melhor opção (p.s.: mas Justin, te amamos!)

giphy (5)

5. Quem lhe ama de verdade sempre estará lá – não importa sua posição na Billboard

Que Britney tem alguns dos fãs mais fervorosos do mundo, ninguém duvida. Eles vibraram durante a performance de I’m Slave 4 U com uma serpente no VMA de 2001 e defenderam a eterna princesinha do pop na apresentação sofrida de Gimme More na premiação da MTV de 2007, que marcava o retorno da carreira.

tumblr_lqo3d6mzb81qay934o1_500

Na Billboard ou fora dela, na lista de mais vendidos ou maiores fiascos da indústria fonográfica, os #britfãs estiveram sempre ali – quase como aquela sua melhor amiga da infância que lhe ajudou a superar a primeira decepção amorosa e aquela demissão inesperada.

britney-spears-gif1

Leia mais
Comente

Hot no Donna