It’s a match! Os 10 mandamentos para se dar bem usando os apps de paquera

Foto: Pexel
Foto: Pexel

Antes de mais nada, vale ressaltar que ninguém manda em você, nem em aplicativos de paquera e nem em nenhum outro lugar. Encare esses “mandamentos”, portanto, apenas como dicas de comportamentos que, segundo diferentes fontes e pesquisas, apresentam melhores resultados quando o objetivo é conhecer pessoas interessantes e se divertir no processo. Que venham os matches!

1. Não terás vergonha de estar no app

Segundo o livro Tinderellas: O Amor na Era Digital, da psicóloga Lígia Barush de Figueiredo, entre as usuárias mais comuns de apps de paquera no Brasil estão as que a autora chama de “antropólogas”. São mulheres que pesquisam largamente os perfis dos seus matches antes de iniciar conversa, muito por estarem receosas, tateando aquele ambiente. Nada contra, há um tempo de adaptação aos apps, mas quanto antes você perder a vergonha de onde está e do que está fazendo, antes vai começar a se divertir com a prática.

2. Usarás as fotos com sabedoria

É superficial escolher e ser escolhida por fotos, por isso mesmo é importante comunicar algo mais por meio delas. Evite colocar todas as suas fotos em poses, roupas e situações semelhantes. Tente equilibrar imagens que, além de mostrar como você é, demonstrem um pouco sobre o que você gosta de fazer, qual é o seu estilo no dia a dia, que tipo de lugares frequenta e assim por diante. Dica de fotos para não usar: fotos em grupo, de infância, desenhos, fotos sem foco ou resolução. Evite também usar somente selfies.

3. Não dispensarás bios descontraídas

Sim, apps de paquera se baseiam muito por imagem, mas vale dedicar umas poucas linhas a escrever algo divertido sobre você. Em 2016, uma especialista em marketing digital da agência norte-americana ThinkRenegade transformou o seu perfil no Tinder em um experimento. Uma das grandes lições que ela tirou foi: poucos leram, mas praticamente todos os pretendentes que se deram o trabalho a aprovaram depois de ler uma biografia simples e engraçadinha: “Geek de salto agulha. Trabalho por sapatos.”

Screen-Shot-2016-02-11-at-17.55.18

4. Deixarás e procurarás brechas para puxar assunto

Uma reclamação constante dos habitués dos apps é a dificuldade em se engajar em uma conversa minimamente interessante. Mas também, o que perguntar se tudo o que a pessoa conhece sobre você são cinco poses de biquinho de pato em frente ao espelho? Portanto, deixe brechas na bio, nas curtidas (filmes, séries e comidas sempre rendem) e nas fotos para ser perguntada e se interesse da mesma forma pelo perfil de quem deu match com você. É um jeito de o papo pegar no tranco.

5. Não terás preconceito

Não lide com o seu perfil como se fosse uma agência de empregos abarrotada de candidatos por vaga. Na sua bio, foque em quem você é e, se desejar, no tipo de pessoa que você gostaria de conhecer. Fazer comentários sobre o tipo de pessoa que você não deseja conhecer pode poupar trabalho na hora de dar ou receber coraçõezinhos, mas além de preconceito, são uma tremenda grosseria.

6. Não mentirás (nem por foto)

Uma coisa é escolher fotos nos seus melhores ângulos, outra é fazer usar fotos de diversos anos atrás ou que mascaram características suas que ficariam evidentes em um encontro. Além disso, mentir a idade, a profissão, o tempo pelo qual ficará naquela cidade e tudo mais só abre caminhos para confusão no futuro. Se você é perguntada sobre algo e não deseja falar a resposta, diga exatamente isso. Sem julgamentos. Mentir pode ser mais fácil, mas é melhor ser dura e prudente do que desonesta.

7. Dirás e perguntarás as profissões

Uma coisa bacana dos apps de paquera é que eles “furam bolhas”. Ou seja, te mostram pessoas de fora do seu convívio social ou profissional. Eis uma chance de ouro para conhecer gente com gostos e hábitos bem diferentes do seu, a começar pelo trabalho. Apenas lembre de não ser esnobe com a sua profissão. Curiosidade: as quatro profissões mais curtidas por eles no Tinder são: fisioterapeutas, designers, empreendedoras e RPs. Por elas são: pilotos, empreendedores, bombeiros e médicos.

115636-tinder-anuncia-o-envio-de-gifs-para-voce-624x0-1

8. Não abusarás do poder sobre o próximo

No Tinder, homens são 6,2 vezes mais propensos a aprovar um perfil feminino do que o contrário. Isso significa, no final das contas, que 80% deles disputarão entre si a atenção de 22% das mulheres depois de um match. No Happn, pouco muda: eles mandam 150% mais charms do que elas. Então, não faça aquilo que você também condena como marcar encontro e não aparecer ou fingir interesse. Resumindo, não abuse do poder que você tem.

9. Dispensarás amigos, conhecidos e colegas

Essa apareceu em uma lista da revista Cosmopolitan norte-americana de 12 Pessoas Mais Constrangedoras de Encontrar no Tinder. Inclui ex-namorados, chefes, amigos, namorados de amigas e assim por diante. O conselho da revista, na maioria dos casos, é não dar coraçãozinho. Se for um colega de trabalho que você curte, já é informação o suficiente saber que ele está solteiro e ele saber que você também está. Com isso em vista, vá por outro caminho evite constrangimentos no café do dia seguinte.

10. Terás cuidado com roubadas

Uma estatística da empresa de pesquisas GlobalwebIndex: somadas os casados e em outros tipos de relacionamento, 42% das pessoas no Tinder são comprometidas. Nem todas estão ali em busca de infidelidade: há quem não entenda o propósito do app, quem tenha relacionamentos abertos, quem começou a namorar e nunca desinstalou o app, quem procura parceiros para o casal… Há de tudo. Então tenha o cuidado de que se certificar que a pessoa com quem você conversa tem os mesmo objetivos do que você.

Leia mais
:: Da paquera ao “enfim sós”, como o mundo digital reinventou os ritos do relacionamento
:: Quanto tempo se leva para encontrar um amor em aplicativos de paquera?

Leia mais
Comente

Hot no Donna