Literatura erótica: quem são as autoras essenciais e dicas de escritoras da nova geração para conhecer

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Seane Melo

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Autora de contos eróticos e uma das fundadoras da iniciativa Mulheres que Escrevem

Hilda Hilst

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“Estou apaixonada por ela! Existe uma dificuldade de falar de sua obra pornográfica porque as pessoas acham chocante e pesada. Li O Caderno Rosa de Lori Lamby, que conta a história de uma criança narrando como foi prostituída pelos pais. É forçado para ser um soco, mas o livro dá uma virada louca. Descobrimos que, no fim, é um livro sobre escrita erótica. É uma aula.”

Leia mais:
:: Com novas autoras, literatura erótica ganha força em blogs e redes sociais e faz (re)nascer o desejo de ler sobre sexo
:: Dia Nacional do Escritor: 5 autoras gaúchas que você precisa conhecer
:: Clara Averbuck: Há muitas mulheres inseguras com sua escrita, com vergonha de mostrar, com medo de errar

Natasha Felix

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“Conheci Natasha a partir dos poemas que publicava no Facebook e, no ano passado, consegui comprar seu zine j. não é um nome (selo manga, 2017) em um evento no RJ. É muito fácil se encontrar na poesia erótica da Natasha, porque ela se concentra no comum, no sutiã de renda que todo mundo esconde na gaveta ou nas mensagens que a gente quer apagar. Para mim, é o retrato da mulher desejante.”

Érica Essó

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“É uma fotógrafa de São Paulo que publica contos/crônicas eróticos no tumblr Amar Amar(ela) os dentes. Érica consegue ir direto ao ponto e trazer muita naturalidade e vida pros relatos.”

Cassandra Rios

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“A primeira mulher que li. Achei fantástica, também porque ela é lésbica. Ela tem um ponto de vista que me falta, porque sou hétero. Aprendi com ela sobre outra sensibilidade.”

Natália Nodari

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Autora de contos eróticos publicados na página Osegundocu no Facebook

Anaïs Nin

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“Ela me afetou em dois sentidos: suas obras ficcionais me inspiraram, seus diários me deram coragem. Anaïs publicou seu primeiro livro erótico em 1936, época em que ser autora era ainda mais difícil do que hoje.”

Hilda Hilst
“Minha segunda inspiração é a Hilda que, com A Obscena Senhora D, me mostrou que o erotismo pode ser encontrado nos locais mais sujos e menos óbvios da mente humana.”

Fernanda Mellvee

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“Gaúcha, contista e agora romancista. Lançou neste ano A mágica que não pode acontecer.”

Tamiris Tinti Volcean

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“Paulista, publicou um romance chamado As pessoas que matamos ao longo da vida no ano passado. A Tamiris publica várias crônicas no Facebook dela, são ótimas.”

Bruna Escaleira

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Autora de livros de poemas como Algo a Declarar

Olga Savary

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“Descobri a Olga pesquisando sobre a Hilda Hilst, uma das primeiras poetas eróticas que li. A Olga passou um tempo na Casa do Sol da Hilda pra terminar o livro Magma (1982), tema da minha pesquisa. Foi bem difícil achar o livro, já que está esgotado e só tinha em sebos. Quando finalmente chegou em casa e eu abri, li de uma vez só até o final. Foi arrebatador! Senti uma identificação tão profunda, como se alguns versos eu mesma tivesse escrito. Ela tem uma sensibilidade assombrosa.”

Maria Teresa Horta

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“É uma das principais escritoras portuguesas do século 20 e um ícone do feminismo português. Ainda assim, tão desconhecida por aqui… Só fui descobrir a Horta no mestrado. É uma escritora rebelde por natureza, tudo o que ela escreve vem carregado de transgressão. Ela escreve pra desordenar o mundo à sua volta.”

Maria Giulia Pinheiro e Luiza Romão

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“Duas surpresas para literatura brasileira contemporânea. Transitam dos palcos às prateleiras com a maior naturalidade. Suas palavras sempre contundentes me dão ânimo pra seguir criando ao lado delas.”

Leia mais
Comente

Hot no Donna