O Homem que Vendeu o Mundo, o livro define o papel de David Bowie na cultura pop

Confessamos: qualquer coisa que envolva as palavras David e Bowie assim, nessa ordem, nos fazem dar pulinhos. Essa semana, a responsável por nossa euforia foi a editora Nossa Cultura, que está lançando por aqui O Homem que Vendeu o Mundo – David Bowie e os Anos 70 (R$ 59,90, em média).

:: Três livros para as férias, por Mariana Kalil
:: Livro reúne receitas de hambúrgueres sem carne
:: Divã de almas femininas e inquietas: Diana Corso lança livro que mistura literatura, cultura pop e psicanálise

Assinado pelo jornalista Peter Doggett, colaborador das inglesas Mojo, Q e GQ, o livro estuda as músicas de Bowie e o papel dele na cultura pop – debruçando-se especialmente sobre como a música dele refletia e influenciava o mundo que o cercava e vice-versa. A obra começa com o primeiro grande sucesso do músico, Space Oddity (1969), e termina em 1980, com o lançamento de Scary Monsters, apresentando cada momento do camaleão do rock em detalhes, explicando como figurino e atitudes de Bowie impactaram na música e no comportamento da época.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna