Para maiores de 50: seis dicas de onde fazer amigos, passear e mexer o corpo em Porto Alegre

Carlos Macedo, Agência RBS
Carlos Macedo, Agência RBS

Para ver e ser vista

Boteco Anexo MP
• Rua Pinheiro Machado, 12, no bairro Independência
• (51) 3311-6547

Lembra das Gurias do Calendário? Pois a autora do projeto (que fez com que 13 senhoras se despissem e mostrassem para um fotógrafo a beleza de sua nudez) agora abriu um bar para o público maduro. Embora mais ousada, a proposta de 2005 era a mesma: a psicóloga Márcia Papaléo deseja falar de autoestima depois dos 60 anos.

Atuando no ramo há uma década, a terapeuta sentia que faltava um espaço para abrigar os encontros pós-terapia do grupo que coordena. Foi assim que surgiu o Boteco Anexo MP, uma extensão do seu consultório, onde a proposta é se reunir e se divertir. Tudo é pensado para agradar ao público, como o conforto para sentar, almofadas extras, rampas, a presença de jogos de tabuleiro, pista de dança e a garantia de boa música. A casa também conta com segurança e estacionamento. Com três ambientes, o espaço funciona nas quartas e quintas das 19h em diante, quando tem shows ao vivo, mas também pode ser alugado para eventos. Batizado de Confraria do Formigueiro (em alusão ao estado permanente de produtividade das formigas), o bar vive cheio.

– A ideia é se divertir, se permitir, se soltar, fazer vivência noturna diferente, entre pessoas que têm a mesma idade. As relações são o nosso carro-chefe – diz Márcia.

Para encontrar companhia

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Agência Viver POA
• Rua Tenente Coronel Fabricio Pilar, 179/508, no bairro Mon’t Serrat
• Telefone: (51) 9381-1414

Pensando em facilitar a vida do público acima dos 60 anos, as empresárias Angela Falcão Laurino e Maria do Carmo Meneghetti Soccol lançaram, há três anos, a agência Viver POA, promovendo idas a teatros, shows, museus, vinícolas, feiras e restaurantes. O diferencial do serviço é que elas buscam e levam em casa, cobrando um valor que já inclui taxa de transporte e alimentação (entre R$ 100 e R$ 300). Com isso, movimentam a rede de uma porção de gente que estava precisando de um incentivo extra para sair.

– Percebemos que nossas mães, tias, vizinhas e suas amigas, a maioria com mais de 60 e muitas delas viúvas, têm poucas opções de lazer. Às vezes falta companhia, criatividade ou iniciativa – diz Angela, que é psicóloga e faz a integração do grupo.

O resultado surpreendeu as idealizadoras, que celebram cada vez que conseguem arrebanhar uma nova participante para sair e curtir a cidade.

– A gente ganha o dia quando elas percebem que a vida pode ser mais interessante e despertam dentro de si uma vontade de interagir, de participar ativamente na sociedade – reforça a psicóloga.

Para dançar em grupo

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Grupo Geap – Agasai
• Rua Doutor Flores, 240, no Centro
• (51) 3226-5107

Foi um convênio do serviço do marido que levou a aposentada Vera Lima, 67 anos, a se integrar ao Grupo Executivo de Assistência Patronal, o Geap. Ela coordena uma turma de 30 mulheres que se reúnem toda semana para dançar – com ensaios e apresentações em espaços públicos. Os encontros são na Associação Gaúcha dos Servidores Federais Aposentados e Pensionistas (Agasai).

O que parece passatempo para a maioria tornou-se assunto sério na vida de Vera. É ela que sempre monta os roteiros, contata os lugares, reserva mesas. No mesmo ano em que perdeu o marido, conquistou uma vaga na UFRGS para cursar Saúde Pública, aos 60 anos. Antes de deixar a universidade, entregou para os gestores do hospital de Clínicas (local onde fez estágio), um cronograma de atividades para quem tem mais de 60. A agenda inclui aulas de tango, oficina de ritmo, alongamento e baile mensal.

Para se exercitar

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

VivaClub – Maturidade e Lazer
• Visconde do Herval, 604 – Menino Deus

• www.vivaclubepoa.com
• (51) 3907-7444

No coração do Menino Deus, um grupo de lazer e convívio tem como premissa manter o corpo em movimento na maturidade. O VivaClub oferece programas de ginástica, alongamento, pilates, ritmos e dança cigana, entre outros. As atividades são voltadas ao público acima dos 50 anos (alguns horários de pilates são abertos para o público mais jovem), com profissionais da área de Educação Física e fisioterapeutas preparados para as necessidades da faixa etária. Oficinas de criatividade, ritmos, palestras, teatro, jogos, cinema, excursões, passeios e jantares também são oferecidos pelo clube.

Para ir ao cinema pagando menos

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Viver Mais
• www.itau.com.br/vivermais
• Cinema com desconto
• Espaço Itaú de Cinema – Shopping Bourbon Country (Av. Tulio De Rose, 80 – Passo D’Areia)

Vai uma superdica para quem tem mais de 55 anos e curte ir ao cinema: basta se cadastrar no site do projeto Viver Mais Itaú para ter desconto de 25% na aquisição dos ingressos no Espaço Itaú de Cinema. Além desse benefício, o grupo que utiliza o programa (não é necessário ser correntista do banco para se inscrever) participa de várias atividades, como viagens, almoços e festas. Todo mês, os associados podem ir a uma sessão comentada e gratuita no Espaço Itaú de Cinema, que conta com um convidado especial para falar sobre o filme após a exibição.

A amizade vai além do cinema: o grupo do Viver Mais tem encontros semanais marcados em dois pontos da cidade (um na Vila Assunção, na Zona Sul, e outro no bairro São Sebastião, na Zona Norte), com atividades como yoga, ritmos e alongamento em horários pré-determinados.

Para aprender tecnologia

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Integrar Terceira Idade
• E-mail: contatos@integrarterceiraidade.com
• Rua Caldas Júnior, 20, sala 31, no Centro
• Telefones: (51) 99218-2958 e (51) 98423-3765

Você talvez já tenha passado pela situação de querer aprender algo novo e não tivesse quem ensinasse. Para auxiliar idosos a experimentar todos os benefícios da tecnologia, a Integrar Terceira Idade se especializou em ministrar oficinas com metodologia simples e que respeita a velocidade de aprendizado. O método é focado no interesse do aluno, isto é, as aulas são segmentadas para computador, tablet ou celular além de aplicativos como Facebook, WhatsApp, Skype, Youtube e tudo mais que desejar. Os encontros são na sede da escola, , no centro da Capital, ou a domicílio.

Leia mais
:: Dia dos Avós: pesquisa comprova que convivência com idosos só faz bem para crianças
:: Na era dos superavós: idosos do século 21 assumem um novo papel

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna