Que tal aprender coreografias e ainda perder até 500 calorias por aula? Conheça a Sensual Hip Dance

Foto: Isadora Neumann
Foto: Isadora Neumann

Sabe as coreografias das bailarinas de divas pop como Beyoncé ou Rihanna? Muita sensualidade e uma técnica precisa, que faz da dança um espetáculo aos olhos de quem assiste? Tudo isso foi incorporado à modalidade Sensual Hip Dance, aula que mistura movimentos sensuais, coreografias cheias de técnica e mais: pode te ajudar a perder até 500 calorias.

Donna conversou com Gabriela Chultz, professora gaúcha que criou a modalidade e que dá aulas no Grupo My House, espaço de dança no bairro Três Figueiras, na Capital, que tem atraído alunas a fim de mexer o corpo, perder calorias e, ainda, ganhar confiança e autoestima.

Foto: Reprodução/Instagram

Foto: Reprodução/Instagram

Gabriela já deu aulas para celebridades como Sabrina Sato, Cleo Pires, Juliana Paes e a modelo Diana Villas Boas: as atrizes chegaram por acaso até seus vídeos e se interessaram. O resultado? Vídeos cheios de sensualidade no Instagram de todas e a popularidade da Sensual Hip Dance só aumentando.

Foto: Reprodução/Instagram

Foto: Reprodução/Instagram

MISTURA QUE DÁ CERTO

“A minha dança primária é a do ventre, que iniciei aos sete anos. Depois, aos 12, conheci as danças urbanas, em especial o hip hop e me apaixonei, tanto que comecei a levar as duas práticas juntas. Assim, ao longo da minha trajetória, as pessoas começaram a me dizer que eu tinha um jeito muito único de dançar e isso começou a me fazer pensar em uma modalidade que unisse as duas práticas: a sensualidade, a movimentação de quadris, da dança do ventre, junto com os movimentos fortes, energéticos e explosivos do hip hop e das danças urbanas. Assim surgiu a Sensual Hip Dance. Assim que criei, comecei a usar bastante o nome, repeti-lo, pois queria que pegasse. E aí as pessoas começaram a aderir e a pedir para outras escolas pela modalidade. Tanto que, neste ano, comecei a certificar professores para dar aulas em outros lugares.”

OS BENEFÍCIOS

“A aula resulta em perda de até 500 calorias. Já no início elevamos os batimentos cardíacos, trabalhamos com exaustão. E por trabalhar com movimentos que geram sensualidade e empoderamento, a gente acaba trabalhando a autoconfiança e a afirmação de que toda mulher pode se sentir bonita e sensual do seu jeito.”

Foto: Isadora Neumann

Foto: Isadora Neumann

DIFERENÇAS COM A CLIP DANCE

“Na verdade, a gente usa bastante técnicas para vídeo. Tanto é que eu tenho um curso dentro da modalidade que se chama Twerk Vídeo Dance, que é especificamente para isso: a gente se testar para dançar para a câmera. Entre as principais diferenças destacaria que a Sensual Hip Dance tem uma sofisticação no sentido de técnica e de metodologia. Até envolve a questão do clipe, do vídeo, de dançar para a câmera, e com músicas no estilo vídeo dance. Mas o que difere mesmo é a metodologia. O clipe seria um estilo, uma forma de dançar, mas não tão metodologicamente organizado e formulado.”

PERFEITO PARA FÃS DE BEYONCÉ

“O Twerk, que é o princípio técnico fundamental da aula, é de uma vertente norte-americana que vemos muito nesses clipes de Beyoncé, Rihanna, entre outras. Nas suas coreografias, elas utilizam muito dessa movimentação sensual, por meio do quadril. E a gente usa essas músicas na aula.”

SEM PRÉ-REQUISITOS

“A minha proposta é fazer com que mulheres que nunca dançaram possam dançar. Mas isso não quer dizer que será algo fácil. Tem um grande desafio até chegar lá. Mas juntas, com técnica e prática, é possível. Não precisa ter uma bagagem ou uma experiência anterior de dança.”

COMO FUNCIONA

“Fazemos uma coreografia por mês. Isso permite que sempre tenha um fluxo de alunos podendo acompanhar. Cada mês trabalhamos um tema. Em junho, por exemplo, fizemos a coreografia da Britney. O ideal é que as alunas cheguem até o 15º dia de cada mês, para não perder muito. A cada aula, avançamos um pouco mais na coreografia e sempre repassamos – o que possibilita agregar novas pessoas à turma sempre. Mas é importante deixar claro que a coreografia é apenas 30% da aula, o restante é técnica que vai preparar a aluna para dançar. Temos o aquecimento geral, em que elevamos a frequência cardíaca, um aquecimento mais específico, já estudando os movimentos que serão usados na coreografia. Depois, ao som da música, treinamos a movimentação do quadril, e aí iniciamos um exercício que é praticamente um ritual dentro da Sensual Hip Dance: a contração de glúteos, que serve para ampliar a consciência desta musculatura. Ainda temos um Hiit, que é um treinamento intervalado e de alta intensidade com movimentos que se relacionam com a coreografia pra aumentar o condicionamento físico e, por fim, a coreografia. Ou seja, quando as alunas chegam à coreografia já estão superpreparadas. Até quem nunca dançou consegue iniciar.”

Leia mais:
:: Como fazer exercícios no frio: veja dicas para praticar atividades físicas no inverno
:: Conheça o LISS: treino que te ajuda a abandonar o sedentarismo e queimar gordura
:: Hora do treino: o que fazer primeiro, musculação ou exercício aeróbico?

Leia mais
Comente

Hot no Donna