Seja qual for seu roteiro na Cidade do México, confira sete dicas necessárias

Por Fabiano Moraes

A Cidade do México rivaliza com São Paulo pelo título de maior cidade da América Latina. Com mais de 8 milhões habitantes, recebe uma alavancagem nos números oficiais por causa da inclusão da região metropolitana. Neste caso, a população salta para 20 milhões – quase 20% da população do país. Por causa do tamanho e da quantidade de atrações culturais e históricas, uma semana é pouco para explorar a metrópole. No site da cidade você encontra roteiros e as principais atrações. Mas confira aqui algumas dicas off-tour para aproveitar melhor o passeio.

1) Hospede-se nas redondezas do Centro Histórico. Há desde hotéis cinco estrelas até hostels modestos. A vantagem é que você poderá visitar algumas das principais atrações a pé e deixar para comprar os “regalos” ali mesmo, no final da viagem.

2) Visite a Catedral Metropolitana. Enorme – é a maior da América Latina – e lindíssima, fica bem no Centro Histórico. Compre uma vela e acenda para a Virgem de Guadalupe.

3) Caminhe pelo Centro à noite. Lojas e restaurantes ficam abertos até as 23h ou mais, e uma multidão circula pelas ruas.

4) Não leve dólares. Quase nenhum estabelecimento comercial aceita a moeda norte-americana. Troque seus reais direto por peso mexicano.

5) Coma na rua. A culinária local não é só feita de burritos e tortillas. É muito diferente dos pratos “mexicanos” dos restaurantes brasileiros. Escolha o lugar com mais gente na fila e experimente sem medo.

6) Visite as ruínas de Teotihuacan. Vale mesmo para quem não é chegado em turismo místico. Reserve um dia para ir até lá e leve água mineral, boné e protetor. O sol pega forte.

7) Ande de metrô. Para passear ou ir e voltar do aeroporto, o metrô é seguro, rápido e barato (R$ 1 o bilhete).

O jornalista viajou a convite do canal a cabo TNT.

480784_80981869

Leia mais
Comente

Hot no Donna