Férias à vista? Dicas de como economizar na hora de fazer o câmbio

As tão sonhadas férias estão próximas? Então, vai uma dica para quem planeja viajar para o Exterior: saiba quando e como fazer o câmbio e planejar os gastos.

Confira algumas dicas para economizar na hora de comprar o câmbio:

  • Procure comprar a moeda de destino para não fazer mais de uma conversão. Porém, se a moeda for muito exótica, você não conseguirá realizar a compra no Brasil: assim, pesquise qual a melhor moeda a ser comprada – nem sempre será o dólar americano! Por exemplo, para Cuba se recomenda levar dólares canadenses ou euros.
  • A opção mais barata é levar a moeda em espécie, que tem 1,10% de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras)

OBS: Cuidar as notas antigas de dólares americanos! As cédulas passam por atualizações como meio de inibir as  falsificações.  Para quem tem dólares guardados da década de 1980/90, será praticamente impossível realizar a troca no Brasil ou em outro país que não seja os  EUA. Lá qualquer nota impressa, mesmo de 1950 é válida!

Leia também:
:: Seis roteiros para mulheres curtirem uma viagem com experiências interessantes
:: Histórias e dicas de mulheres que viajam sozinhas mundo afora

  • Se a viagem tiver uma duração acima de 15 dias, é  recomendável levar um cartão pré-pago, apesar de ter 6,38% de IOF, é uma maneira segura de levar seu dinheiro. No caso de perda ou roubo, um novo cartão será enviado. E, se ficar sem $$ na viagem é só solicitar ao seu assessor de câmbio uma recarga no cartão (a recarga entra em até 24h úteis)
  • Cartão de crédito! EVITE! Use em último caso! Além de ter 6,38% de IOF você não sabe qual a cotação do câmbio que irá pagar, uma vez que será a cotação do dia do fechamento da sua fatura e não a do dia da compra. Como tudo sempre tem uma exceção, alguns países, como o Uruguai, retornam o valor IVA (Imposto sobre Valor Agregado) para quem pagar com cartão de crédito alguns serviços.
  • O ideal é ir monitorando o câmbio e efetuar a compra aos poucos, a cada oscilação favorável para fazer um preço médio.
  • Realizar a compra em grupo poderá ser interessante na hora de pedir um descontinho na taxa de câmbio, pois o volume será maior.
  • Não dá para viajar sem fazer um seguro viagem! Realize a compra do seu seguro em um dia em que o dólar estiver caindo, pois o cálculo é realizado sobre o dólar comercial.

Agora é escolher os looks da viagem, preparar a mala e não esquecer de levar uma “doleira” (aquelas pochetes fininhas de tecido para você usar dentro da roupa para carregar o $$) –  seu assessor de câmbio deverá ter uma para lhe dar. Caso ele não tenha você encontra em loja de multicoisas.

E o mais importante: Aproveite sua viagem e lembre-se que quem converte não se diverte!

Leia mais:
:: Aprenda a economizar em cinco passos
:: Dicas para ganhar mais, gastar menos e investir
:: Não gosta do que faz? Veja dicas de como mudar de carreira

*Aldrey é consultora de finanças

Leia mais
Comente

Hot no Donna