8 dicas para fazer uma festa do pijama criativa

Festa da Tapete Voador - Elen Gorski Fotografia / Divulgação
Festa da Tapete Voador - Elen Gorski Fotografia / Divulgação

O aniversário de sete anos de Laura Garcia estava chegando, e a combinação era: nada de festa em salão, com todo tipo de brinquedos e muitos convidados. Mas a data, 22 de abril, também não poderia passar em branco. Foi quando surgiu a ideia de uma “festa do pijama”, formato que já tinha sido testado e aprovado por colegas de Laura.

:: Livro traz ideias simples e criativas para resgatar o prazer de brincar
:: Crianças criadas soltas: os benefícios de deixar os filhos brincarem na rua
:: 10 lugares na América do Sul, América Central e no Brasil para viajar com crianças

A ideia em si não é nova: pais e mães há muito se desdobram para organizar noites divertidas para a criançada comer e brincar até todos caírem no sono. O que mudou é que agora as festas têm ares de superprodução, com direito a decoração, recreacionistas, lanchinhos especiais e muito mais. A seguir, quatro organizadoras de Porto Alegre – Chayene Cheiran, sócia da Tapete Voador Eventos, Juliane Hammerschmidt, da Colorir Ateliê de Cabaninhas, Isabela Silva Belloli, sócia da Vira Noite Festa do Pijama, e Daniela Giardin, da Le Petit Château – contam os detalhes:

Vira Noite / Divulgação

1. Vantagem: menos convidados

A maior diferença entre as festas de pijama e as clássicas festas de aniversário está na quantidade de convidados e no fato de que os pais das crianças não estão incluídos na lista. O número pode variar entre quatro e 10 crianças, com algumas exceções para quem faz festas em dupla. A festa como a de Laura, feita pela Tapete Voador, por exemplo, está entre as mais populares: aniversário para um grupo reduzido, todas de meninas. Porém, outras comemorações como início de férias e fim do ano letivo também são motivos para uma festa do pijama coletiva com amiguinhos.

2. Atrações noite adentro

A festa geralmente começa no início da noite e termina só no outro dia de manhã. Recreacionistas podem acompanhar os pitocos do início ao fim, organizando brincadeiras diversas, desde os clássicos jogos de tabuleiro a desfiles de pijama. A faixa etária mais comum é entre seis a sete anos. Garotas um pouco mais velhas, já entrando na adolescência, também optam por derivados da festinha, como noite do spa, em que fazem unhas, cabelos e massagens.

3. Pais também aproveitam

Para quem tem filhos na faixa dos quatro anos, que talvez não se sintam seguros para dormir longe de casa a noite inteira, a festa do pijama não precisa durar tantas horas. E pode ser um mote para uma noite bacana também entre adultos. Nesse caso, o evento pode ir do fim da tarde até as 22h: pais e crianças ficam na mesma casa, mas em salas separadas, cada um curtindo atividades com seus amigos.

Festas Colorir / Divulgação

Festas Colorir / Divulgação

4. Cenários divertidos

A decoração é um item muito valorizado nas novas festas do pijama. Um hit são as cabaninhas que se espalham pelo quarto ou pela sala, fazendo o jus ao tema acampamento. Luzinhas, almofadas, tendas, livros, pantufas: tudo vira uma atração na casa da família.

Para as gurias, a decoração mais pedida é delicada, copiando um jardim com muito floral, grama sintética e velas de led para iluminação. Já os meninos preferem um local que remeta à selva, com barracas e roupas de cama camufladas.

5. Hora do lanche

A refeição é uma escolha da família, que pode optar pelos pratos favoritos das crianças. Salgadinhos, cachorro-quente, pipoca e docinhos: as clássicas comidas de aniversário são bem-vindas. Algumas empresas oferecem noites temáticas de hambúrguer ou oficinas de cupcakes, em que os convidados também colocam a mão na massa, como mais uma brincadeira programada.

Colorir - Divulgação

Colorir – Ateliê de Cabaninhas

6. E para pegar no sono?

Depois de todas as brincadeiras e lanchinhos, pode ser difícil fazer todo mundo se acalmar e pegar no sono, mas a oportunidade de dormir em cabaninhas encanta as crianças. Ainda mais quando, no dia seguinte, eles recebem café da manhã direto na cama, com sacolinhas individuais ou bandejas personalizadas para comerem ali mesmo, no “acampamento”. Logo depois do café, em torno das 10h30min, é hora de dizer tchau.

7. Para ficar na lembrança

Além dos kits individuais de lanchinhos no café da manhã, a família pode escolher como lembrancinha dar escovas de dente personalizadas, pijaminhas, robes e também chinelinhos, tudo temático conforme a festa.

Le Petit Château

Le Petit Château

8. Adulto também pode

Quem disse que só criança faz festa do pijama? A designer Rafaela Camacho aproveitou o aniversário de 23 anos para fazer duas as coisas que mais gosta: reunir os amigos e ficar de pijama. O frio de junho, mês do aniversário dela, foi mais um motivo para ela comemorar com uma noite do pijama:

– Como eu não sou muito fã do frio, resolvi fazer uma festa em que todos os convidados pudessem estar quentinhos e confortáveis – Rafaela contou. – Sempre quis fazer uma festa de aniversário temática e, como eu amo pijamas e, sempre que estou em casa, estou de pijama, resolvi que seria esse o tema mesmo.

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Já no convite, ela avisou os amigos que todo mundo tinha que ir com trajes para dormir. Eles adoraram a ideia e seguiram o dress code à risca. Mesmo com a impossibilidade de deixar 40 convidados dormirem no salão de festas, barracas foram armadas pela empresa Colorir, de Porto Alegre, para dar o desejado clima de acampamento.

Veja outras fotos de festinhas do pijama infantil:

Leia mais
Comente

Hot no Donna