Adele abre o jogo sobre depressão pós-parto: “(A maternidade) parecia a pior decisão da vida”

Fotos: AFP
Fotos: AFP

Estrela da capa da Vanity Fair do mês de dezembro, Adele revelou detalhes sobre como se sentiu durante a depressão pós-parto. Seu filho, Angelo, está com quatro anos.

Na entrevista, a cantora britânica de 28 anos contou que, no início, estava hesitante em pedir ajuda naquela época, em 2012.

– Eu não quis falar com ninguém, estava muito relutante. Meu namorado (Simon Konecki) disse que eu deveria conversar com outras mulheres que estavam grávidas e eu disse: “F**** isso, não vou ficar saindo por aí com um monte de mães f**** – declarou à revista.

Leia também
:: “A pressão em cima de nós mães é absolutamente ridícula”, desabafa Adele sobre amamentação
:: Com dieta vegetariana e sem fumar, cantora Adele perde 30 quilos e planeja novo álbum

adele_625x300_51412572038

Adele disse ainda que, até então, seus conhecimentos sobre a depressão pós-parto seria de que a mulher não quer ficar com a criança, de que a mãe ficava preocupada que pudesse machucar o bebê e se questionar sobre se estaria criando do jeito certo.

– Mas eu estava obsessiva com isso. Eu sentia que havia tomado a pior decisão da minha vida (ao optar pela maternidade). Eu me sentia inadequada – afirmou.

adele-vanity-fair-cover-zoom-622f4e2d-0430-4aa2-a9da-2ac579c3ef0a

Leia também
:: 26% das brasileiras sofrem com depressão pós-parto, aponta estudo
:: Marido faz lista dos motivos pelos quais ama a esposa que luta contra a depressão

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna