Cartinhas para a Cegonha: jornalista relata em livro o tratamento que fez para engravidar

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

Stefanie Cirne, especial

O desejo de ser mãe surgiu cedo para Mariana Xavier de Araújo, a Amora Xavier, 37 anos. Antes mesmo do casamento com o fotógrafo Daniel Moragas da Costa, a jornalista e produtora teatral já sonhava em ter filhos. O que não imaginava era que engravidar seria um desafio dos mais penosos: durante quase quatro anos, Amora e o marido consultaram médicos, fizeram dezenas de exames e tentaram de tudo para que a família crescesse. Nada funcionou – e a causa da infertilidade permanecia um mistério.

Leia mais:
:: Blogueira posta foto do corpo depois da gravidez: “Você merece celebrar o seu corpo”
:: Tainá Müller compartilha experiências sobre maternidade: “Amamentar não é uma tarefa fácil”

Nesse período, a frustração e a ansiedade da jornalista aumentavam a cada mês. Quando o casal decidiu partir para a reprodução assistida, Amora buscou um escape para tanta tensão. Foi assim que, em maio de 2015, nasceu o projeto Cartinhas para a Cegonha, seguido hoje por mais de 18 mil pessoas no Instagram. Como se estivesse escrevendo a uma amiga distante, a jornalista passou a compartilhar na rede social suas angústias e expectativas para a fertilização in vitro.

– Mergulhar nesta fantasia fez que com, a cada dia, a cegonha se tornasse mais real e a minha espera, menos dolorida e mais colorida – diz Amora.

Querida cegonha, mais um mês se passou e você não apareceu, não mandou noticias, não deixou recado, nem uma mensagem de Whatsap….não sei se você acompanha, mas nós que queremos ser mamães, ficamos contando os dias do calendário, fazendo contas com os dedos, gráficos de temperatura e sobretudo, cálculos para adivinhar o dia fértil. Através de todos os sinais que existem ou que inventamos. E, sempre que existe uma possibilidade…ou até mesmo sem existir, ficamos acreditando e querendo que tudo dê certo. Que a menstruação não chegue, que passe do dia…só mais um… Nos controlamos para não comprar o teste de farmácia e, quando compramos, queremos ver aquela segunda listra, que não aparece. Não adianta esperar mais tempo, nem sacudir como se fosse termômetro… Não foi desta vez, mas vamos lá! Não vamos desistir. Se você tiver um tempinho este mês, podemos marcar um chopp, um café, um jantar. Levo o meu calendário e você mesma escolhe onde marcar o “X”. O que você acha? #respondecegonha #cartinhasparaacegonha #cartasparaacegonha #vemcegonha #tentantes #queroumbebe #instatentantes #tentandoengravidar #tabelinha #calendario #calendarioparaacegonha

Uma foto publicada por @cartinhasparaacegonha em

Sensíveis e bem humoradas, as postagens oscilam entre a confidência e o acerto de contas com a cegonha. O que começou como um projeto pessoal logo se tornou a porta de entrada de Amora para o universo das tentantes – mulheres que, como ela, almejam viver a experiência da maternidade. A jornalista conta ter se surpreendido com a repercussão rápida e positiva da página: identificadas com os relatos, muitas seguidoras dividiram suas histórias e se aproximaram de Amora.

– Recebo diariamente mensagens e e-mails de pessoas que agradecem a forma leve com a qual escrevo, dizendo que minhas cartinhas aliviam muito essa angústia da espera – diz a criadora do projeto.

Localizando a cegonha

Além de elogios e agradecimentos, Amora recebia nos comentários das postagens incentivos para compilar as cartinhas em um livro. A ideia ganhou força durante o acompanhamento médico: nascida em Pelotas e residente no Rio de Janeiro há 16 anos, a jornalista optou pelo tratamento na Fertilitat, clínica de Porto Alegre especializada em medicina reprodutiva. Quando apresentou o projeto ao dr. Alvaro Petracco, coordenador do espaço, Amora recebeu o estímulo que faltava para organizar a publicação. O livro Cartinhas para a Cegonha foi lançado em setembro pela Editora Age, com direito a sessão de autógrafos na capital gaúcha.

Fazendo jus ao título, a obra é estruturada como uma correspondência: além dos desabafos de Amora, traz as respostas da Cegonha, elaboradas com a orientação técnica da equipe da Fertilitat. As cartas esclarecem aspectos clínicos da reprodução humana e oferecem mensagens de conforto às tentantes, para que mantenham o ânimo e controlem a ansiedade.

– O livro é bom tanto para quem quer engravidar quanto para quem já está grávida, porque mesmo quem não passou por tantas tentativas viveu esse mesmo processo – afirma Amora.

Querida Cegonha, eu estava louuuuca para contar essa novidade para você! Foi muito difícil segurar, logo de você, amiga, que sabe de todos os meus sonhos, projetos e segredos. Prepare seu coração: está pronto! Saindo do forno, o nosso livro! E foi por aqui que tudo começou. Quando criei esse IG, lia muitas coisas e anotava tudo para questionar o meu médico, eram enormes listas. Um dia, ele perguntou de onde eu tirava tantas coisas. E eu contei para ele sobre as cartinhas que mandava para você. Foi então, que ele recolheu várias delas e, sem me contar, pegava as repostas que você mandava para mim, e separava para a realização. deste livro. Que é seu, que é meu, que é nosso, que quero que seja de todas as pessoas que aguardam a sua visita. Assim como você recebe muitas cartinhas, eu recebia muitas mensagens pedindo para que as cartinhas que escrevo para você, se tornassem um livro e aqui está ele! Espero com esse livro, que a questão de famílias que esperam sua visita seja mais debatida, mais abordada. Quero muiito que minhas cartinhas se tornem um sorriso para alguém que, como eu, que como várias por aqui, enfrentaram muitos obstáculos para encontrar com você. É um sonho amiga! E como todo sonho tem muita magia, o livro foi ilustrado pela @eusouabe que deu uma outra vida ás cartinhas, que colocou cores e poesia como só ela sabe fazer. E ainda, um outro grande presente para mim, o prefácio foi escrito pela Joice, amada mamãe da princesa @clarinha_summer . Você imagina a minha emoção? Me belisca! Faremos um lançamento em Porto Alegre, dia 09 de setembro e outro no Rio. Mas, como você não deve estar se aguentado de curiosidade, já está disponível para pré venda no site www.editoraage.com.br corre, ops, voa para ler! #cartinhasparaacegonha #viroulivro @eusouabe

Uma foto publicada por @cartinhasparaacegonha em

A rede de contatos formada pelo Instagram também foi contemplada na realização da obra: a mãe que assina o prefácio, Joice Larissa Hansen, e a ilustradora Luisa Simão se aproximaram de Amora a partir da página do projeto. A autora espera agora ampliar a discussão sobre a infertilidade e amparar outras tentantes que estejam sofrendo em silêncio.

– Por estar atualmente inserida neste universo, fico chocada como este assunto não é discutido, e o problema, vivido solitariamente – observa a jornalista. – Se com o livro, eu conseguir abrir um pouco o diálogo sobre esse assunto, ou, ao menos, arrancar um sorriso de alguma leitora, já valeu.

Entrega para você

Ao contrário do que Amora esperava, o processo de fertilização in vitro não começou na chegada à Fertilitat. Na primeira consulta, o dr. Petracco sugeriu à jornalista que agendasse uma videolaparoscopia – cirurgia que detecta e trata a endometriose, hoje uma das principais causas da infertilidade feminina. Mesmo desconfiada, Amora seguiu a orientação, e finalmente encontrou uma luz no fim do túnel.

– Quando, ao sair da cirurgia, o médico me respondeu que havia encontrado focos de endometriose, não contive as lágrimas de alívio – relembra a jornalista. – É muito mais fácil enfrentar um obstáculo quando sabemos qual ele é, e naquele momento eu tinha descoberto o meu.

Após o procedimento, a doença reincidiu e Amora não conseguiu engravidar naturalmente. Com a fertilização, o encontro com a cegonha enfim aconteceu: em março, cerca de 400 cartinhas depois, Amora engravidou de Noé, que já conta 35 semanas. A chegada do pequeno, porém, não deve encerrar o projeto.

– Imagino que, depois que o bebê nascer, as dúvidas vão seguir e, provavelmente, até aumentar. Como agora somos grandes amigas, eu e a cegonha vamos continuar nos comunicando.

Querida Cegonha, há 8 meses a vida adquiriu um novo ritmo, uma nova perspectiva, uma nova cor, um novo som, um outro tom. Sim, não precisamos mais ter pressa, o tempo segue e dita o ritmos dos passos. Vemos o mundo de uma outra forma. Por que se prender a coisas pequenas? Só isso? Já passa. As cores são mais intensas se misturam, e tudo parece ter um brilho jamais visto. Já brincamos com os som da voz, com os barulhos, com as canções. Há 8 meses, dentro de mim batem dois corações. O meu que bate, desesperadamente sorrindo e um novo coracaozinho lindo, acelerado. Quanto tempo esperamos por isso! Quanto desejamos! Quando fizemos! Quanto nos ultrapassamos! Cada minuto e cada obstáculo se justifica com uma troca de olhares, com um toque. Uma nova emoção e descoberta a cada movimento que sinto. Tudo acontece dentro da minha barriga mas ultrapassa o corpo e o coração. Sim, meu amor, o nosso filhote está aqui conosco, agarradinho, no seu primeiro dia das crianças. Desejo para ele muitos sorrisos, muitas risadas, muitas brincadeiras, uma imaginação sem limites. E que o mundo seja para ele o que ele é para nós: música, cores, tons e o amor, que mesmo de dentro, já transborda. Obrigada, obrigada, obrigada, querida Cegonha. Meu pitoco amado Noé, que Nossa Senhora Aparecida te abençoe e te proteja. E que você sempre sinta esse amor que agora faz com que meus olhos lotem de lágrimas. Lágrimas que, num piscar de olhos, fogem para espalhar a minha alegria de te ter aqui. #cartinhasparaacegonha #cartasparaacegonha #sermae #gestacao #maternidade #gravidez #instatentantes #instababy #instablog #maedemenino #maedeguri #34weeks #34weekspregnant #sonhos #diadascrianças Kit Berço: @milkstudiorj

Uma foto publicada por @cartinhasparaacegonha em

Amora cogita ampliar o Cartinhas para a Cegonha para além do Instagram: a ideia é criar um blog para dar espaço a outras tentantes e facilitar a troca de figurinhas. Com a tão sonhada encomenda entregue, a certeza é de que o projeto deve se tornar ainda mais inspirador.

Veja também em Donna:
:: Menstruação dolorida? Dificuldade para engravidar? Saiba mais sobre a endometriose e o seu tratamento
:: Lena Dunham mostra cicatrizes de endometriose no Instagram
:: 5 coisas que não te contaram sobre a maternidade

Leia mais
Comente

Hot no Donna