Sono que repara: dicas para ajudar seu filho a dormir bem

Fonte: Free Images/Divulgação
Fonte: Free Images/Divulgação

Acordar pela manhã sentindo que a noite foi bem dormida renova a energia para o começo de um novo dia. E deve ser regra sobretudo para as crianças.

– Durante o sono, reorganizamos o gasto gerado durante o dia, o estresse e o acúmulo de tarefas: ocorre uma série de modificações hormonais fundamentais para o bom andamento de nossa saúde. É como um recarregar de baterias. Com a criança não é diferente – explica o pediatra José Paulo Ferreira.

Os pais devem ficar de olho em alguns aspectos que influenciam a qualidade do sono: como destaca o pediatra, dormir sete horas nem sempre equivale a uma noite bem dormida.

:: Espaços com programação estilo colônia de férias oferecem diversão para as crianças no verão em Porto Alegre ::
:: SERVIÇÃO! 27 lugares com espaço kids em Porto Alegre :: 

Confira as dicas do pediatra:

Ajude seu filho a desacelerar

Especialmente com as crianças, vale um acompanhamento mais de perto do momento em que os pequenos dizem “Boa noite”.

– Um sono reparador começa antes de a criança deitar. Os estímulos, sobretudo os eletrônicos, devem ser retirados aos poucos. O ritmo vai baixando, e a pessoa já deita com uma sensação de relaxamento. Em muitos casos, os filhos deitam às 22h e ficam até a madrugada no tablet, no smartphone ou com a TV ligada, e os pais nem sabem. Outros até desligam tudo, mas estão ainda tão estimulados que ficam com o pensamento em atividade, sem conseguir pegar no sono.

Prepare o ambiente

Um bom sono também depende de um ambiente tranquilo, com temperatura agradável – nem muito fria, nem muito quente. O travesseiro, as cobertas, o colchão – tudo influencia na qualidade do sono.

:: Tchau, fraldinhas! 10 passos para ajudar os pais na hora do desfralde ::
:: Quando meu bebê vai começar a falar? Como ajudar no desenvolvimento da fala do seu filho ::

Estabeleça uma rotina

Uma boa noite de sono das crianças, independentemente da faixa etária, depende da organização e da atenção familiar.

– Estabelecer uma rotina para o que chamamos de higiene do sono é tarefa dos pais. Há um número substancial de crianças que estão com a vida e o sono completamente desorganizados porque os pais mal acompanham a rotina dos filhos – alerta o pediatra.

O mesmo se dá com os adolescentes: é preciso acompanhá-los em suas rotinas.

– Muitos pais dizem: “Ah, mas ele já é grande”. Ótimo, mas sua responsabilidade com a saúde de seu filho continua –  diz Ferreira.

Atenção à volta às aulas

Um alerta para a época de férias: é agora que começa a ser preparada a rotina das crianças para o período escolar.

– É natural que, nas férias, as crianças brinquem até mais tarde ou estejam com a família reunida por mais tempo à noite. Contudo, uma desaceleração deve ser promovida algumas semanas antes do retorno às aulas, um voltar aos horários do dia a dia. Não há como, de um dia para o outro, uma criança passar a acordar às 6h se ela ficou dois meses dormindo até tarde e acordando ao meio-dia. E criança que dorme mal vai render mal na escola – avisa o médico.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna