Todo mundo ao seu redor influencia na vida dos seus filhos: como lidar com esta situação

Livro da “Supernanny” Cris Poli aponta alternativas para a educação

Fotos: Divulgação, Mundo Cristão
Fotos: Divulgação, Mundo Cristão

Você pede para a filha ir dormir cedo na casa dos avós, mas ela só deita de madrugada. Seu ex-marido quer uma escola rigorosa, você prefere uma postura mais relax. Em turma, seu filho consome conteúdos na internet que em casa são barrados. São tantas as interferências externas na criação dos filhos que chega a dar nó na cabeça. Tem solução? Cris Poli acredita que sim.

Com 40 anos de experiência em educação infantil, a apresentadora do reality show Supernanny (SBT) ministra cursos e palestras sobre o tema. Reuniu neste mês seus conselhos no livro Atenção! Tem gente influenciando seus filhos, para compartilhar orientações e fazer a família refletir. Cris propõe a seguinte análise: as crianças estão sob a influência de muitas pessoas além dos pais (amigos, parentes, propagandas, moda, internet, mídia e outros).

Todos interferem na maneira que elas pensam, agem e falam. Em vez de demonizar o mundo externo (e criar filhos em uma bolha), a sugestão é apostar em assertividade, diálogo e firmeza de convicções, afinal os problemas não são os outros: é o que acontece na sua própria casa que irá influenciar de verdade o caminho dos pitocos.

imagem_release_772609QUEM É MAIS SUSCETÍVEL ÀS INFLUÊNCIAS EXTERNAS, A CRIANÇA OU O ADOLESCENTE?
Os dois de maneira diferente. A criança porque falta maturidade para filtrar as influências e está em plena fase de formação de personalidade e caráter. O adolescente porque é uma fase da vida em que as opiniões fora da família são muito fortes e eles estão abertos a novas ideias e formas de pensar.

UMA VEZ QUE SEU FILHO SURGE COM COMPORTAMENTOS QUE APRENDEU FORA DE CASA, COMO ABORDAR O QUE VOCÊ JULGA ADEQUADO?
Educar exige sabedoria da parte dos pais para saber lidar com cada questão. Essa situação não é diferente e, no caso, os pais devem deixar claro – com os filhos e a família em geral – que eles são responsáveis pela educação dos seus filhos e a opinião que predominará é a deles. O importante é a maneira como esse recado é dado, com firmeza, convicção, respeito pelos pensamentos dos outros, mas com determinação na responsabilidade por eles assumida com seus filhos.

COMO ALINHAR COM OS AVÓS AS REGRAS? QUAL O LIMITE PARA ELES SEREM “PAIS COM AÇÚCAR”?
No caso dos avós que tomam conta dos netos enquanto os pais trabalham, devem ser estabelecidas as regras desde o começo para que não haja confusão com o papel dos pais e dos avós na vida dos netos. É diferente quando as crianças vão passar um fim de semana ou uma temporada na casa dos avós ou quando os avós cuidam dos netos no dia a dia, assumindo, de alguma maneira, uma certa responsabilidade na educação deles. É uma situação delicada que precisa ser bem definida desde o começo.

Supernani-9436

OS PAIS COMPARAM SUAS REGRAS COM AS DE OUTRAS FAMÍLIAS. COMO SE BENEFICIAR DESSA TROCA SEM DEIXAR DE SER FIEL AO QUE ACREDITA?
A troca de ideias, opiniões, pontos de vista etc. é importante entre amigos ou familiares, mas os pais precisam ter seus pontos de vista definidos para não abrir mão de seus princípios e valores devido à influência externa. Conversa, muita conversa com maturidade e responsabilidade é necessário.

PAIS E MÃES ÀS VEZES DISCORDAM SOBRE COMO EDUCAR OS FILHOS. QUE TIPO DE SITUAÇÃO É MAIS COMUM?
Discordância entre os pais com respeito à educação dos filhos é muito frequente As que mais ocorrem são com respeito a regras e à maneira de agir diante da desobediência. A regra de ouro é maturidade para entrar num acordo longe dos filhos, e nunca na hora do conflito.

Leia também
:: Como ensinar as crianças a lidarem com dinheiro
:: Os temidos dois anos: a fase de mudanças no comportamento das crianças

Leia mais
Comente

Hot no Donna