7 coisas que você precisa saber para conservar sua lingerie por mais tempo

De nada adianta de nada comprar aquele vestido incrível de festa ou uma camisa perfeita para o trabalho se a lingerie por baixo não cumprir bem seu papel. Sutiã pequeno demais deixa tudo marcando e não sustenta bem os seios, marca da calcinha aparecendo embaixo da calça não fica legal – e disso tudo a gente sabe.

:: Por cima dos panos! Como a lingerie vem assumindo o papel de propagonista do closet feminino

Quando se encontra aquele conjunto de roupas íntimas que é confortável, bonito e ainda valoriza o nosso corpo, o que mais se quer é que ele dure para sempre, não é? A lingerie perfeita pode até não ser eterna na sua gaveta, mas, com alguns cuidados na hora de lavar, secar e guardar, você consegue prolongar a vida útil das suas peças preferidas. Espia só:

1. O sutiã não precisa ser lavado diariamente

Recomenda-se lavar o sutiã a cada dois ou três usos, por contam do acúmulo de bactérias na região da axila e busto, que são áreas quentes que abrigam esses micro-organismos. O ideal é deixar a peça em um local arejado após cada uso.

giphy (10)

2. Nem todos os tecidos podem ser lavados do mesmo jeito, viu?

Quando falamos de peças confeccionadas em tule e renda, o cuidado deve ser redobrado, pois são materiais bem delicados. A sugestão é lavar a mão com sabonete neutro, sempre com muito cuidado para não puxar nenhum fio do tecido. Já a microfibra e a liganete possuem uma resistência maior, além de serem menos propensas ao aparecimento de manchas.

Veja também
:: Marca de lingerie lança campanha inspirada em modelos reais
:: Nude fiel ao corpo: americana cria linha de lingeries para negras

3. Posso usar alvejante para deixar minhas lingeries branquinhas?

Evite! O produto não é indicado, embora possua ação bactericida – que auxilia no combate aos fungos e bactérias -, pois pode danificar o tecido. Recomenda-se utilizar sabonetes líquidos com fórmulas desenvolvidas para tecidos mais delicados e com componentes especiais antibactericidas.

Vale ressaltar que a lingerie é uma peça delicada, composta por diversas matérias primas de texturas e fibras diferentes e frágeis, por isso, efetuar a lavagem de produto íntimo em desacordo com o indicado pelo fabricante pode ocasionar desgaste prematuro.

giphy (9)

4. Lavar a lingerie no chuveiro pode danificar o tecido?

Verdade! Há diversos problemas ao adotar essa prática. Primeiro, a lavagem em altas temperaturas causa dano às fibras do tecido e favorecem a proliferação de bactérias. Por fim, é que geralmente ao se lavar durante o banho, utiliza-se sabonete comum que não é recomendado, já que sua formulação possui essências, hidratantes e óleos que podem alterar a cor do tecido. O ideal é realizar a lavagem à mão, em uma temperatura de no máximo 26ºC com sabão neutro.

5. Guardar o bojo invertido pode prolongar a vida útil do sutiã? 

Mito! Na verdade, esse é um dos erros mais cometidos na hora de guardar a peça. Com isso, o bojo perde a sua forma original, formando estrias e deformidades permanentes no sutiã. O recomendado é guardar os sutiãs abertos na gaveta de lingeries. No caso de outras peças, como espartilho ou corpete, utilize um cabide.

giphy (8)

6. Qual é a melhor forma de secar as lingeries?

O ideal é que a peça seque naturalmente à sombra, no varal, pois o sol desbota a cor e estraga a elasticidade do tecido. Quanto à secadora, elas danificam tecidos como renda e até mesmo a lycra que, dentro de pouco tempo ficam deformadas. Além disso, esse tipo de ação acaba deformando rapidamente a estrutura do bojo e desgasta o tecido que fixa o arco do bojo na peça. Depois, passe com ferro somente as peças feitas de algodão, se julgar necessário. Não é recomendado usar ferro em lingeries com rendas e detalhes em pedras e outros utensílios.

:: Editorial! Lingerie perde o ar básico e faz dobradinha com malhas e tricôs
:: 10 marcas de lingerie que você precisa conhecer

7. O uso de cremes e loções para a pele pode provocar manchas na lingerie? 

Verdade! Grande parte dos perfumes e cremes podem manchar roupas e tecido em geral, se seu uso for contínuo. No caso do perfume, o álcool das fragrâncias é o responsável por amarelar peças brancas e de algodão, assim como descolorir outros tipos de materiais. É recomendado utilizar esses produtos antes de vestir as peças, deixando a pele secar por alguns minutos.

 

* Fonte: Sapeka Lingerie

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna