Aristocrática, clássica e elegante: como Lady Di usava a moda para expressar sua personalidade

No dia 31 deste mês, a trágica morte da princesa Diana completa 20 anos

Foto: Gerry Penny, AFP
Foto: Gerry Penny, AFP

A ideia de que nossos looks devem representar quem somos e serem uma extensão da nossa personalidade é defendida por consultores de imagem, mas nem sempre bem compreendida ou colocada em prática. Mas a eterna princesa Diana sabia fazer isso como ninguém.

Foto: Joel Robine, AFP

Foto: Joel Robine, AFP

Ela entendia o poder da roupa de comunicar mensagens: sua famosa empatia era comprovada em suas escolhas. Ao visitar crianças, evitava chapéus já que a peça dificultava abraçá-las. Em um hospital para deficientes visuais, escolheu veludo pelo toque agradável e aconchegante, necessário para quem conseguiria apenas senti-la.

Foto: Jamal A. Wilson, AFP

Foto: Jamal A. Wilson, AFP

Suas escolhas eram sempre naturais: a marca David Emanuel, responsável por seu look de noivado e seu icônico vestido de noiva, com a cauda gigantesca e metros de tafetá. O vestido, um dos mais famosos de todos os tempos, levou três meses para ser confeccionado e foi uma verdadeira operação de guerra para que nenhum detalhe fosse conhecido antes do grande dia.

Foto: Johnny Eggitt, AFP

Foto: Johnny Eggitt, AFP

Corajosa, Diana gostava de quebrar regras. Foi a primeira mulher da família real britânica fotografada usando calças em eventos formais noturnos. Quando o mundo passou a acompanhar sua vida pós divórcio, optou pela simplicidade, posando para as icônicas fotos de Mario Testino com maquiagem leve, nenhum acessório e vestidos de apelo minimalista, disposta, de forma inédita para alguém em sua posição, a parecer vulnerável e aberta. Diana sempre usou sua sensibilidade e acessibilidade como trunfo.

Foto: Anwar Hussein, Divulgação

Foto: Anwar Hussein, Divulgação

É clara a evolução de seu guarda-roupa acompanhando suas mudanças na vida. Quando surgiu para o público, era fã de tons pastel e detalhes românticos. Seu estilo mais preppy, com influência aristocrática, foi marca registrada nos anos 1980, passando a ideia de uma mulher com valores tradicionais, mas disposta a viver em seu tempo. Pérolas eram suas prediletas e estavam presentes em seus looks durante toda a vida, dos modelos delicados de uma volta só até as chokers, com destaque para a peça mais icônica, de diamantes e com uma safira no meio.

Foto: Carlos Santana, AFP

Foto: Carlos Santana, AFP

Glamourosa, elegante, sofisticada, Diana recentemente ganhou status cool devido à admiração de nomes como Rihanna, que apontou a princesa como seu ícone de moda. Já a Virgil Abloh da Off-White, marca americana mais incensada e cool do momento, anunciou que sua coleção de Verão 2018 será toda inspirada no estilo de Lady Di, confirmando a relevância e seu legado fashionista de Lady Di.

Leia mais
:: 
:: Príncipe William fala pela primeira vez sobre a bulimia da mãe, a princesa Diana
:: Príncipes William e Harry participam de documentário sobre a princesa Diana

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna