Belo e dramático, desfile de Samuel Cirnansck fecha a noite na SPFW

Estilista trouxe luxo, longos e inspiração animal

Foto: Zé Takahashi

A passarela de Samuel Cirnansck foi uma das mais glamourosas do São Paulo Fashion Week. O estilista, que fechou o terceiro dia da semana de moda, inspirou-se em animais para criar peças artesanais, onde cada vestido passou pelas mãos de várias pessoas. “As roupas foram feitas com a técnica de desfiar o tecido. Desfiei e depois drapeei para dar o efeito que eu gostaria. Para imitar um urso polar, por exemplo, nós usamos tricô de pele”, contou Cirnansck.

Os longos, marca registrada do estilista, foram bordados de forma majestosa e ganharam a companhia de peles e transparências. A sequência de cores começou com brancos, nudes, passou por amarelos e dourados e fechou com preto. Vários dos modelos abaixo do joelho trouxeram a tendência da parte de trás ligeiramente mais comprida. 

A passarela foi ladeada por quilos de sal. Como trilha foi usada a belíssima Love is blindness, originalmente gravada pelo U2, mas no desfile interpretada por Jack White (ouça abaixo).

Este foi o último desfile do sábado na São Paulo Fashion Week. O evento segue até o dia 24.

Leia mais
Comente

Hot no Donna