Blogs com dicas para modelos plus size se multiplicam na internet

Nota-se que as mulheres que vestem acima do manequim 42 estão tendo um momento de fama

Nicolette Mason, de 26 anos, dá dicas de moda para mulheres plus size na edição americana da revista Marie Claire
Nicolette Mason, de 26 anos, dá dicas de moda para mulheres plus size na edição americana da revista Marie Claire Foto: Deidre Schoo

No último verão, Gabi Gregg, uma blogueira de Chicago que usa tamanho 50, postou uma foto em que aparece usando biquíni. A foto causou tanto furor que Gregg, 26 anos, foi convidada para dar entrevistas na tevê.

– O público em geral não está acostumado a ver alguém do meu tamanho usando roupa de banho em público – disse ela.

Gregg está entre o número crescente de blogueiras de moda plus size. Elas são, na maior parte, mulheres jovens que adoram a elegância das roupas de Alexa Chung, Solange Knowles e Chloe Sevigny, mas que têm orgulho de vestir tamanhos acima do 42.

– Eu realmente amo moda e amo ser uma porta-voz das mulheres plus size, mas eu quero ser reconhecida por ser estilosa e estar na moda – disse Gregg, que recebeu inúmeros comentários em seu post com a foto de biquíni (o modelo que ela usa na foto, uma versão listrada de branco e preto da Simply Be, se esgotou, segundo ela).

Nota-se que as mulheres plus size estão tendo um momento de fama. Comediantes como Rebel Wilson e Melissa McCarthy estão se tornando estrelas por méritos próprios, Adele conquistou as ondas do rádio, e programas de televisão como Parks and Recreation e Awkward, da MTV, são estrelados por personagens plus size com vidas amorosas ativas. Estrelas com tamanhos um pouco menores que os plus size, como Lena Dunham e Mindy Kaling, tornaram-se conhecidas pelo físico curvilíneo, e Lady Gaga assumidamente ganhou alguns quilos.

Como o mundo fashion não é conhecido por ser particularmente hospitaleiro com qualquer um que esteja um número acima do manequim, então as blogueiras plus size se juntaram em uma espécie de comunidade de tipos diferentes. Bethany Rutter, 23 anos, do blog londrino Arched Eyebrow, disse que frequentemente ouve garotas dizerem que nunca tinham pensado ser possível usar um macacão, um biquíni ou calças estampadas antes, mas depois de me verem usando as peças, deram uma chance a elas.

– Algumas vezes, porém, a coisa é bem maior. Como examinar a relação que elas têm com seus corpos pela primeira vez, questionar por que elas sentem que deveriam perder peso ou por que elas não merecem aproveitar a moda.

 
A atriz Rebel Wilson faz parte da nova geração de atrizes plus size
Foto: Just Jared/Reprodução

Tiffany Tucker, 22 anos, escreve no blog Fat Shopaholic de sua casa em Chicago e sonha que os estilistas Jeremy Scott ou Rick Owens lancem uma linha plus size.

– Eu recebo muitas mensagens dizendo que eu inspiro as leitoras a se vestirem bem – disse Tucker.

Nadia Aboulhosn, 24 anos, é uma blogueira e modelo de West Harlem, Nova York, que, usando tamanho 42-44, já posou para as revistas American Apparel e Seventeen.

– Às vezes, eu me vejo como um modelo a ser seguido. As mulheres norte-americanas são tamanho 42, 44, 46. As pessoas não estão acostumadas a ver roupas em pessoas com as minhas curvas. Se você é fashion, o é apesar do seu tamanho.

Os posts que mostram o que elas vestem tendem a ser os mais populares.

– As pessoas gostam de ver o que você veste para ir ao trabalho, para sair com os amigos, ou para ir à academia – contou Samantha Rasmussen, 26 anos, do blog Stiletto Siren. – Elas querem falar “eu amo essa jaqueta”, e clicar no link e achar uma para elas.

Rasmussen, que mora em Boise, Idaho, começou o blog como um lugar para fazer crônicas sobre sua dieta.

– Eu estava me sentindo muito mal comigo mesma. Pensei que deveria estar escrevendo para as garotas cheias de curvas que estão por aí, que estão confiantes, lindas, vivendo a vida com seu próprio peso, e não com um peso imaginário que elas não podem alcançar.

Discutir o peso é inevitável, mas não é um tabu.

– As pessoas ao meu redor ficam incomodadas quando me refiro a mim mesma como gorda – disse Amanda Valdez, 27 anos, de Fresno, Califórnia. Ela escreve para o blog Fashion, Love and Martinis.

– Eu sou adepta da palavra “gorda”. Gorda não me define, não define meu caráter, ou o que eu já fiz na vida. Eu sou apenas mais uma garota postando sobre sua vida e seu estilo, e também sou gorda.

As blogueiras dizem que evitam lojas tradicionais como Lane Bryant, Ashley Stewart ou Avenue, em favor de modelos mais atuais na ASOS Curve, Forever 21 (PLUS) e em brechós vintage.

– Eu não compro muitas coisas em lojas como Lane Bryant – diz Chastity Garner, 32 anos, que mora em Dallas e escreve no blog Curvy Girl’s Guide to Style. Gabi Gregg, que quer lançar sua própria coleção de roupas, disse ter achado sua vocação para a moda como uma mulher plus size.

– Uma vez que parei de frequentar as lojas tradicionais, passei a adorar ainda mais fazer compras. Foi um desafio. Só porque eu tinha um certo tamanho, não queria dizer que eu usaria roupas caretas. Eu queria mostrar a elas que existem outras opções. Eu diria que não há regras para a moda plus size.

Regras de uma geração anterior (nada de listras horizontais, cores chamativas, caimentos justos ou estampas arrojadas) foram jogadas fora por essas blogueiras, que adotam minissaias, blusas de peplum e camisas translúcidas.

– Eu digo a todas as minhas leitoras para jogarem fora todas as regras que conhecem – avisa Alissa Wilson, 30 anos, dona do blog Stylish Curves de Bayside, Brooklyn. – O objetivo não é parecer mais magra; o objetivo é achar roupas que deixem você bonita.

A maioria dos estilistas plus size ainda não pegou o jeito, ao que parece.

– As lojas parecem pensar que, depois de um certo tamanho, você não liga mais para moda e não quer nada mais moderno do que outro vestido de jérsei com saia pelas canelas, uma abertura falsa na frente e uma estampa horrorosa – escreveu Diane Dennis, 37 anos, do blog Fat Girls Like Nice Clothes Too. – Nos mostrem algo novo e, Deus que me perdoe, na moda!

As tendências podem demorar até dois anos para chegar às linhas plus size.

– Adoraria que Marc Jacobs, Topshop, Zara ou Urban Outfitters tivessem roupas plus size – sonha Gregg.

Rutter, do blog Arched Eyebrow, disse que as clientes plus size estão condicionadas a comprar apenas roupas baratas.

– Nós não temos um estilista cujas peças possamos desejar a cada vez que abrimos uma revista. Não há páginas e mais páginas da Miu Miu ou da Isabel Marant para dar o tom de qualidade e preço das roupas que podemos usar.

Um dos problemas é que geralmente se considera que as mulheres plus size estão num estado transitório, numa pausa vergonhosa antes de voltar aos tamanhos menores.

– Quando você acha que seu corpo atual é temporário, para que gastar dinheiro vestindo-se bem? – perguntou Nag Rao, 27 anos, que escreve para o blog A Curious Fancy from England and India. – As mulheres gordas precisam entender que vale a pena vestir bem seus corpos.

Nicolette Mason começou a comprar revistas de moda aos 12 anos e disse a sua mãe que queria ser Anna Wintour quando crescesse. Hoje, aos 26 e morando em Williamsburg, Brooklyn, ela é colunista plus size da Marie Claire e tem seu próprio blog. Mason diz ter encontrado um elemento radical no blog plus size.

– Nós não deveríamos nos esconder, ficar com vergonha ou ser invisíveis. Postar suas fotos na internet dizendo “oi, eu estou na moda, mesmo que a mídia fashion não me reconheça” é superpolítico.

Gregg gosta da atenção que tem recebido, mas ao mesmo tempo confessa ficar frustrada.

– Por que o fato de alguém do meu tamanho usar biquíni virou manchete?

_________________________________________

DICAS:

Dicas de moda de Chastity Garner para mulheres plus-size

– Seja ousada. Preto não é a única cor. Faça testes com estampas clássicas, como leopardo, bolinhas ou xadrez.

– Não queira parecer magra. Favoreça suas formas criando uma silhueta violão. Blusas e saias de peplum são ótimas para dar esse efeito. Use também um cinto para definir sua cintura.

– Use um sutiã do tamanho certo para você. Não tenha medo de usar sua cinta como parte dos seus looks para o dia. Isso permitirá que suas roupas tenham um caimento melhor.

Dicas de moda de Nicolette Mason para mulheres plus-size

– Encontre uma costureira que faça ajustes. Roupas compradas prontas raramente terão um caimento perfeito.

– A internet é sua grande fonte, mas isso significa que você precisa saber suas medidas. Não se apegue muito aos tamanhos.

– Listras horizontais, babados e branco – tudo pode ser usado para ajudar a balancear as proporções.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna