Campanha da Gucci é banida por ter modelos muito magras

(Divulgação)
(Divulgação)

Na contramão de muitas marcas que têm colocado “mulheres reais” em suas campanhas, a Gucci gerou polêmica ao lançar uma propaganda com modelos em níveis “não saudáveis” de magreza. A grife italiana teve a divulgação de sua campanha proibida pela agência reguladora de publicidade do Reino Unido, a Advertising Standards Authority (ASA) (“Autoridade sobre Padrões Publicitários”, em tradução livre).

(Divulgação)

(Divulgação)i-

A coleção Cruise 2016 da marca tinha como uma das modelos, a jovem Avery Blanchard, de 17 anos. As imagens foram filmadas por Glen Luchford, em Florença, na Itália, em dezembro do ano passado. Um comunicado da ASA, afirmava que o fato da modelo parecer “doentiamente magra”, fazia da campanha algo “irresponsável”.

:: Bolsa da Gucci satiriza a falsificação e vira objeto de desejo das fashionistas
:: Gisele Bündchen aparece sensual em campanha de joalheria brasileira

A marca tentou refutar a proibição, alegando que não existe como afirmar concretamente que a magreza das modelos não pode estimular ou não. “Em lugar nenhum do anúncio aparecem os ‘ossos’ das modelos, suas maquiagens eram leves e naturais”, declarou um representante da Gucci. Mas não teve efeito na decisão da agência reguladora. O anúncio foi banido, o vídeo precisou ser editado e algumas imagens precisaram ser retiradas.

Espia só:

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna