Clássicos para (in)vestir: Roberta Weber indica os sapatos e as bolsas essenciais do closet feminino

Entender a moda como uma ditadura de tendências é tão equivocado como vestir algo que não nos deixa confortável. A avassaladora entrada e saída de peças das araras transformou muitos closets em depósitos de roupas e acessórios “do mês passado”. A tentação de investir altos valores em peças quase que descartáveis é fatal.

:: Paula Cademartori: a gaúcha por trás das bolsas de luxo mais desejadas do momento

No jogo das sacolas, sai ganhando mesmo é quem opta por rechear o armário com peças duradouras e úteis. Para a stylist Roberta Weber, de 27 anos, o segredo está na versatilidade dos acessórios. Às que estão pensando em investir naquela bolsa desejada há tempos, ela alerta:

— Prefira as peças em cores neutras, pois casarão com mais combinações de roupas.

Para dar dicas de como usar, ao que preferir nas compras e quais serão as tendências das próximas estações, a stylist abriu o closet e apresentou seus itens favoritos.

IT BAG

a00a4c4e2

O modelo Lucrezia, da Givenchy, tem sido o mais usado pela stylist. O tamanho permite ter por perto tudo o que será necessário durante aquele dia de reuniões no trabalho. Apesar da alça comprida, a bolsa consegue transmitir seriedade no estilo lady like.

MONOGRAMME

00a4c4e1

A bolsa no estilo clutch da YSL é elegante o suficiente para estar em looks de jantares casuais. Combinações de roupas não são problema, pois cai bem com tudo: desde jeans, blazer e sapatilha até o terninho mais elegante. A escolha pelo tom azul-marinho serve para fugir da obviedade do preto.

CLASSIC FLAP

00a4c4e0

A Chanel azul-marinho tornou-se a queridinha de Roberta pelo tamanho (comporta apenas carteira e celular). O item atende bem às necessidades durante eventos noturnos, como coquetéis. A comodidade se dá pela alça, que possibilita pendurar a bolsa no ombro.

ROCKSTUD TOTE

00a4c4df

A cor nude neutraliza qualquer peça. A opção por este modelo da Givenchy vem pela forma não estruturada e mais maleável. A alça que cruza deixa a peça mais versátil, possibilitando infinitas combinações.

MULE

00a4c4e6

Ainda são muito julgados no Brasil, mas no Exterior estão conquistando cada vez mais adeptos. O modelo, com textura de crocodilo, promete ganhar holofotes no próximo verão. Este da Topshop pode ser usado com calça de couro ou jeans rasgado, evitando formalidades.

SCARPIN BICOLOR

00a4c4e4

É, sem dúvida, o modelo mais democrático dos sapatos, por carregar consigo o toque chique e feminino. A divisão entre o preto e o nude alonga e afina a silhueta, por isso ganhou destaque em ambientes profissionais. O modelo da Arezzo funciona bem em compromissos diurnos e combina com shorts de couro, jeans e saias.

MARY JANE

00a4c4e7

Estilo bonequinha dos anos 1960, transmite ar romântico com a indissociável tira sobre o peito do pé. Neste caso, o salto é essencial para deixar a combinação elegante e perder a cara de colegial. O modelo da Topshop veste bem com saias e vestidos, especialmente com meia-calça.

PEEP TOE PRETO

00a4c4e5

Surgiu nos anos 1940 e voltou de vez, tornando-se essencial em qualquer guarda-roupa feminino. Pode não ser muito confortável, por isso prefira calçá-lo em eventos rápidos, como jantares. O modelo Louboutin combina com jeans, short de couro e até vestidos de festa.

*Fotos: Bruno Alencastro

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna