Confira seleção de vestidos de noiva que fizeram sucesso no cinema

Os modelos de diferentes épocas e estilos foram eternizados pelas telonas

Vivienne Westwood assinou o vestido usado por Sarah Jessica Parker em 'Sex and the City
Vivienne Westwood assinou o vestido usado por Sarah Jessica Parker em 'Sex and the City Foto: Divulgação

Elas brilharam na  telona com figurinos de fazer suspirar as  mulheres que  também sonhavam com histórias de amor que  começavam (ou  terminavam) no caminho para o altar. Nos filmes, foram inspiração para as  noivas e um prato cheio para estilistas e  figurinistas exercitarem a criatividade. No fim de  semana de  boas-vindas ao mês das noivas, a ‘+ Estilo’ elegeu nove personagens icônicos com seus vestidos feitos  para casar.

Sex and the City ? o Filme (2008, EUA)

Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) passou seis temporadas discutindo relacionamentos em ‘Sex and the City’ até que, em ‘Sex and the City – o Filme’, ela decide subir ao altar. O modelo usado para o casamento com Mr. Big foi assinado pela estilista inglesa Vivienne Westwood, feito de seda pura em cor champanhe.

No filme, Carrie se apaixona pelo vestido em uma sessão de fotos e dá seu toque pessoal a ele, incluindo duas saias brancas bufantes, além de um véu com penachos. Superesperado pelas fãs da personagem, o figurino dividiu opiniões.

Cinderela em Paris (1957, EUA)

Assim como praticamente todo o figurino da filmografia de Audrey Hepburn desde 1954, o vestido de noiva da protagonista de ‘Cinderela em Paris’ foi criado por Hubert de Givenchy.

Vivendo uma balconista de livraria que se transforma em modelo internacional e se apaixona pelo fotógrafo de moda (Fred Astaire), Audrey usa um vestido de casamento com cinturinha marcada e saia balonê, no estilo bem feminino característico da Maison Dior dos anos 1950. Parece um figurino de balé, bem característico do estilo da estrela do cinema clássico.

Melancolia (2011, Dinamarca)

Criação do figurinista Manon Rasmussen, o vestido usado por Kirsten Dunst em ‘Melancolia’ é dramático como a obra do cineasta Lars von Trier. Com um corte simples e clássico, o tomara que caia tem um decote bem definido e uma longa saia de estilo princesa, com alguns drapeados na parte inferior do vestido.

Como ele é praticamente o único figurino usado pela personagem durante todo o filme, tem suas variações quando usado com um véu comprido, cheio de pequenos bordados e um agasalho com flores bordadas nos ombros.

Alta Sociedade (1956, EUA)

Na vida real, o vestido de noiva de Grace Kelly virou um dos maiores ícones de moda. Não era à toa, já que a atriz de Hollywood se casou com o príncipe Rainier de Mônaco, deixando a vida artística para virar realeza.

Pouco tempo antes, em seu último filme, ela havia usado este vestido muito mais simples e discreto para o casamento da sua personagem no filme ‘Alta Sociedade’.
Ela interpretava Tracy Lord, uma mimada jovem da alta sociedade que se prepara para o segundo casamento, mas tem que conviver com a presença irritante do ex-marido, vivido por Bing Crosby.


Vestida para Casar (2008, EUA)

Jane (Katherine Heigl) é uma jovem romântica que adora casamentos: ela já foi ‘dama de honra’ em 27 cerimônias, ajudando amigas, primas e colegas de trabalho a preparar tudo para o grande dia. No entanto, é só depois de muito drama (e também muita comédia) que ela finalmente veste o figurino branco para sua própria festa.

O vestido é da grife Amsale, com corte clássico e sem bordados. Como ela casou na praia, abriu mão do véu para não pesar o visual.


Noivas em Guerra (2009, EUA)

Emma e Liv sonharam a vida inteira com o momento de entrar na igreja para dizer sim. Amigas de infância, as personagens vividas por Anne Hathaway e Kate Hudson tinham personalidades bem diferentes. Emma, clássica e romântica, decide usar o vestido de casamento da mãe.

Era estilo sereia e justo até chegar na cauda, que se abre e fica mais volumosa, com o detalhe de um ombro só. Liv, moderna e ousada, opta por um tomara que caia com muito volume na saia de tule e uma fita lilás-acinzentada. Vera Wang é quem assina os dois vestidos.


A Primeira Noite de um Homem (1967, EUA)

A jovem Elaine Robinson, filha da Mrs. Robinson que dá nome ao título original deste filme de 1967, se veste de noiva nos últimos momentos do filme, mas em um dos mais icônicos dele.

Jovem idealista nos anos 1960, a personagem de Katharine Ross preferiu um vestido com corte tradicional e rendas ? perfeito para fugir do altar na hora certa. A responsável pelo modelo foi a figurinista premiada Patricia Zipprodt.

 


Amanhecer ? Parte 1 (2011, EUA)

Nos últimos anos, a única noiva a ter o vestido tão esperado e comentado pelo mundo quanto Bella Swan, da série ‘Crepúsculo’, foi Kate Middleton, esposa do príncipe William.

O vestido que Kristen Stewart usou em ‘Amanhecer – Parte 1’ foi criação de Carolina Herrera, que se inspirou na definição da autora dos livros. Nas palavras de Stephaenie Meyer, o vestido era clássico, com um ar de antigo, mas sem ser vintage. Simples e elegante.


O Pai da Noiva (1950, EUA)

Elizabeth Taylor tinha 17 anos quando estrelou a primeira versão de ‘O Pai da Noiva’, em 1950. Na história, um homem vai à loucura quando a filha mais velha anuncia que vai se casar, precisando dosar as crises de ciúme com o rombo financeiro criado pela festa. O vestido que Liz Taylor usou foi desenhado pela figurinista Helen Rose para ressaltar a beleza e a juventude da atriz.

Ela gostou tanto do figurino que o usou em seu primeiro casamento, que ocorreu algumas semanas depois do lançamento do filme. A mesma figurinista criaria, anos depois, o icônico vestido de noiva de Grace Kelly, que foi um presente da MGM para a futura princesa.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna