Confira três dicas para descobrir se o tecido da roupa é de qualidade

Com o atual boom da seda no mercado fashion, saiba como escolher

Saia de seda (foto)
Saia de seda (foto) Foto: Reprodução

Camisas de seda usadas, especialmente, fechadas até o pescoço viraram febre entre as antenadas. Para garantir um ar moderninho, a sacada é misturar a peça com outras mais atuais e acessórios luxuosos. E, apesar de o tecido ser mais fininho, também é aposta no inverno tropical brasileiro.

Entre as releituras das peças inspiradas na estética dos anos 1970, as camisas de seda aparecem com gola, laço no pescoço, mangas bufantes e/ou punhos lisos.

Imitações de seda são comuns de se encontrar nas lojas mais baratas e também nas mais caras, mas José Favilla, consultor têxtil da Santaconstancia, explica que esses tecidos sintéticos não são necessariamente ruins.

Confira três etapas simples para você descobrir se o tecido é de qualidade ou não:

1) Sinta com os dedos – O que define a qualidade do tecido é a finura dos fios na hora de tecer. Quanto mais fino e maleável, mais elaborado é o produto. Por isso, quanto mais sensível ao toque, melhor a qualidade. Quanto mais áspero, pior

2) Observe o tecido com cuidado – Tecidos que apresentam bolinhas ainda na arara só tendem a criar mais bolinhas na lavagem

3) Leia a etiqueta – Pela legislação brasileira, toda roupa tem de ter uma etiqueta com a composição do tecido. No caso da camisa, existem fibras sintéticas boas, como modal, liocel e poliamida, que podem ser misturadas com outros fios naturais, como a seda.

Leia mais
Comente

Hot no Donna