De veludo a bota branca: as tendências que vão bombar neste inverno

Foto: Agência Fotosite, Divulgação
Foto: Agência Fotosite, Divulgação

Em cinco dias de desfiles que se dividiram entre a Bienal, no Parque Ibirapuera, e locações espalhadas pela capital paulista, a São Paulo Fashion Week reuniu as apostas do que será moda no próximo inverno – e que deve respingar na estação de calor.

Nesta temporada, a SPFW começou mais cedo: em vez de meados de abril, o calendário foi antecipado em cerca de um mês para estar em sintonia com o lançamento das coleções de inverno. Diferentemente da edição passada, em que algumas grifes focaram no verão e outras adiantaram a estação do frio, desta vez houve quase uma unanimidade: por conta do modelo see now, buy now (veja agora, compre agora), as coleções foram dominadas por parkas, meias e peças mais pesadas, tudo pensado para os dias de inverno. O imediatismo exigido para realizar a compra no ato, porém, refletiu-se na passarela – ao acompanhar os desfiles, fica a sensação de déjà vu. Tendências vistas nas semanas de moda internacionais e que já estão nas nossas vitrines, como o veludo, por exemplo, seguem entre as principais apostas. Perde-se um pouco em frescor, mas ganha-se em rapidez – agora, praticamente tudo o que se viu já está nas lojas ou chegará nas próximas semanas. Se é a melhor escolha para o mercado da moda e o consumidor? Só o tempo dirá.

#DonnaNaSPFW
:: #TopDonna: Elegemos nosso desfile, modelo, look e acessório preferido da SPFWN43
:: Tendências da SPFW: o que foi destaque em maquiagem e cabelo na semana de moda

:: Estilista gaúcha Helen Rödel faz seu primeiro desfile na SPFW

:: Modelo que teve perna amputada fala sobre inclusão: “cicatriz ou amputação não te faz pior que ninguém”
:: Na SPFW, Miss Brasil Raíssa Santana fala sobre empoderamento: “a mulher é independente e não precisa de homem para ser feliz”
:: Direto do nosso Insta, tudo o que rolou na SPFWN43

Donna reúne os principais highlights direto da semana de moda mais importante do calendário nacional. Veja:

Veludo

Só deu ele! Aposta máxima para o próximo inverno, o veludo apareceu na maior parte das coleções vistas nesta SPFW, traduzido como desejo coletivo. Nossos destaques são o slip dress (pode continuar usando muito, viu? Ele segue!) da PatBo, de Patrícia Bonaldi, que perde um pouco o ar sexy na companhia de tênis. Foge do óbvio o macacão da Ratier, que deixa os ombros em evidência.

veludo

 

Sporty

Referências esportivas sempre estão presentes, de um jeito ou de outro na passarela da SPFW. Desta vez, o que se viu foi um domínio como há tempos não havia de peças que são a cara das quadras ou da academia – mas, claro, com uma pegada fashion.  O moletom, por exemplo, ganhou outro status na versão em preto & dourado da GIG Couture. Ou nos vestidinhos que lembram os uniformes das jogadoras de tênis, aposta da Memo.

sporty

 

Saia + blusão

Duplinha que ganhou todos os holofotes nesta temporada! Blusões, suéteres e moletons, sempre em modelagem oversized, perdem um pouco o ar street na companhia de peças mais leves e suaves, como as saias em tule, plissadas ou transparentes. Inspirações para usar já na passarela da LAB (foto) e de Juliana Jabour.

LAB SPFW - N43 Março / 2017 foto:  FOTOSITE

 

Logomania

Ainda com respingos do mood 90’s que dominou as últimos temporadas, as logomarcas assim, bem aparecidas, seguem como destaque. Alexandre Herchcovitch, por exemplo, fez até uma brincadeira unindo seu sobrenome ao nome da grife que comanda ao lado do marido, Fábio Souza: À La Garçonne virou À La Garçovitch, em alusão à coleção com mais referências às origens do estilista.

307440_687039_alga_lb_n43_0004

 

Bota branca

Pensou que ela não ia dar as caras novamente? Ao lado da pochete, a polêmica fashion que retorna desta vez é a bota branca. Mas esqueça a referência Paquita: o modelo surgiu com apelo moderninho – como na coleção inspirada no motocross, de Juliana Jabour, combinada com vestidos girlie soltinhos.

JulianaJabour_N43_0006

 

Transparência

Em saias, vestidos e até blusas: a transparência foi outra tendência que dominou as coleções deste inverno. Enquanto À La Garçonne propôs vestidos, bodies e até calças seguindo a tendência, a estreante Alexandrine (na foto abaixo) investiu em um longo para festa, usado com hotpant por baixo. Quando a mistura da transparência inclui lingerie, é aposta certa.

ALEXANDRINE SPFW - N43 Março / 2017 foto: Marcelo Soubhia / FOTOSITE

Renda

A renda havia perdido força nas últimas temporadas, mas agora engrena volta com tudo. Alexandre Herchcovitch e Fábio Souza investiram em vários modelos de vestidos longos com mangas compridas, totalmente confeccionados com o tecido. Já Vitorino Campos misturou um top de renda com calça em alfaiataria para a coleção da Animale. Em detalhes ou no look todo, ela está de volta.

renda

 

Parka

Se o inverno passado foi da jaqueta bomber (que, aliás, continua em alta), a próxima estação deve ser dominada pelas parkas. Em verde militar, com aplicação de pins – que substituem os patches – ou estampas e frases nas costas, é a companhia ideal para dar um ar moderno a vestidos ou acompanhar a dupla camiseta e calça jeans. Para investir! Na foto, peça da grife À La Garçonne.

alaga

 

As últimas do Donna
Comente

Hot no Donna