Editorial! Lingerie perde o ar básico e faz dobradinha com malhas e tricôs

Se você pensa naquele abrigo meio velhinho quando escuta a palavra homewear, pode rever seus conceitos. Em produções charmosas, mas que não abrem mão do conforto, o visual largadão cede espaço a peças que abraçam o corpo, como tricôs e malhas. À roupa para usar em casa é adicionada uma pitada sensual incluindo belas e aparentes lingeries na jogada. O conselho para acertar nesse mix é utilizar roupa de baixo com uma pegada vintage e comportadinha, podendo aparecer sem problemas.

– A dica é juntar peças confortáveis que todo mundo já tem no guarda-roupa com lingeries lindas e que não revelem muito o corpo. São peças com cara de lingerie da vovó, outra tendência super em alta – explica a stylist e produtora Camylla Vitório.

Ficou com vontade de renovar a gaveta de underwear?
:: Lindas e democráticas! 10 marcas de lingerie que você precisa conhecer

00a1e67dBlusa crochê FYI para loja Refinaria e conjunto Sorellina

 

00a1e69aKimono Sorellina e sutiã Lacelab

Antenadas para a busca feminina pelo conforto total nas peças íntimas, empresas têm focado no estilo slow-fashion, criando peças de qualidade em pequena escala, caso da Lacelab, uma das marcas participantes deste editorial, que foca na usabilidade – oferecendo, por exemplo, lingeries reguláveis com melhor ajuste entre busto e costas. O resultado é nada de aperto e estilo garantido.

– Hoje, o conforto está acima de tudo. E, se você observar vitrines de marcas nacionais e internacionais de lingerie, vai perceber essa tendência. Acredito que uma mulher confortavelmente vestida consegue se movimentar melhor e se preocupar menos com detalhes, como gordurinhas fora do lugar e no quanto a lingerie aperta. A liberdade de uma peça confortável é espelhada nos gestos, e isso tudo se converte em sensualidade – defende Camylla.

00a1e691
Sutiã Sorellina e shorts LF&CO para loja Maria Leite

00a1e683Body Sorellina e blusa Farm para Refinaria

Em San Francisco, nos Estados Unidos, uma start-up focada em tecnologia e inovação levou a busca pelo sutiã perfeito às últimas consequências.

A True & Co entrevistou um milhão de mulheres para chegar ao modelo ideal. O segredo, segundo a CEO da empresa, Michelle Lam, é investir em uma modelagem que privilegie a curvatura do seio. Mais de 6 mil tipos de mamas foram identificados e transformados em espécies de pontos, semelhantes a um desenho em 3D.

As informações foram reunidas em um sistema de código de cores chamado Spectrum.

Ao acessar o site, a cliente é direcionada a encontrar o modelo para o seu tipo de corpo, baseado em categorias como tamanho, ângulo e formato – e, especialmente, a curvatura da mama. São oito cores que representam cada uma das formas mais citadas de seio: a Violet, por exemplo, é o peito menor e arredondado, enquanto o Citrino é o mais cheio e comum, que enquadra 28% das norte-americanas. A True & Co garante que oito em cada 10 usuárias se dizem satisfeitas com o produto.

00a1e690Lingerie Aladoo e colete Afghan

00a1e687Conjunto Lacelab e casaco Farm para Refinaria

Além de investimentos em pesquisas em busca de conforto, a lingerie também é cada vez mais alvo da moda. Na semana passada, a top Gisele Bündchen anunciou a abertura da primeira loja física de sua linha Gisele Bündchen Intimates, em plena Paris, capital mundial da moda – e do romance. No mercado desde 2011, a grife GBI tem suas peças comercializadas e fabricadas pela Hope, marca da qual a modelo também é garota-propaganda e que se destaca no mercado pelo conforto nas peças sem abrir mão da feminilidade e, claro, da sensualidade que é característica da lingerie.

A empresa deve continuar vendendo as lingeries por aqui, mas a ideia é que haja mais investimento em internacionalizar a GBI. Enquanto isso, os produtos podem ser encontrados no site de Gisele.

Para entrar no clima e selecionar peças para compor com a moda íntima que sugere sem revelar, abuse de roupas com textura, moletons e transparências. Sensual na medida para um dia de preguiça.

00a1e684Calcinha Sorellina e camiseta Maria Filó

00a1e68aBody Sorellina

Ficha técnica

Modelo: Jessica Lamim, Lequipe Model
Produção e styling: Camylla Vitório
Maquiagem e cabelo: Juliana Florencio
Fotografia e tratamento: Mariana Florencio, Estúdio Blaze

*Este editorial de moda é uma realização da revista Donna de Santa Catarina. Para maiores informações sobre produtos, ligue para (48) 3218-3528

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna