Em coletiva de imprensa, Stella McCartney apresenta sua coleção para a C&A

Edu Lopes/Agência Fotosite
Edu Lopes/Agência Fotosite

A poucos dias do lançamento oficial de sua coleção para a C&A, Stella McCartney esteve no Brasil para divulgar a nova linha em uma coletiva de imprensa no Iguatemi São Paulo. Com representantes dos maiores veículos femininos do país, Stella – sorridente e muito simpática – participou de bate-papo mediado pela jornalista Maria Prata, onde falou sobre a coleção, percepções sobre o Brasil e até sobre o estilo da mulher brasileira. 

Agência Fotosite/Divulgação

Agência Fotosite/Divulgação

Usando look preto e branco com os sapatos-hit de sua marca homônima, Stella – que, mesmo usando pouca maquiagem, tem uma pele perfeita e iluminada (consequência provável de sua alimentação vegana e lifestyle saudável) – representa uma elegância descolada e descomplicada.  A estilista afirmou que as peças desenvolvidas na coleção são “um compilado de tudo que nós fazemos na Stella McCartney, trazendo as peças icônicas para um público mais amplo”.

 

 

Quando questionada sobre sua luta pela sustentabilidade versus o conceito de “moda descartável” que, muitas vezes, o fast fashion traz, Stella é pontual: “eu quero desacelerar o fast fashion. Criamos toda a coleção da maneira mais sustentável possível, criando peças atemporais, menos descartáveis.” De fato, a coleção apresenta looks que podem ser usados durante muitas e muitas estações: calças de alfaiataria (que ela jura terem a modelagem impecável de sua marca), macacões, camisas, blazers, vestidos, suéters e acessórios que trazem a feminilidade cool que lhe é tradicional.

 

A mesa de doces foi um pedido especial de Stella para o evento #spfw #stellamccartney #donnacircula #c&a

Uma foto publicada por Revista Donna (@revista_donna) em

 

As peças – que estarão disponíveis em lojas selecionadas da C&A a partir do próximo dia 18 -custam de R$ 49,90 (cinto) e R$ 259 (macacão). “Eu acho que todas as marcas de luxo deveriam colaborar com o fast fashion, de maneira a desacelerá-lo. Acho que o fast fashion é uma ótima saída para a moda – vamos admitir, seria impossível vivermos em um mundo só com marcas de luxo. Muitas pessoas não teriam o que vestir.” Anotou?

 

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna