Entrevista! Princesa Paola de Orleans e Bragança mostra que é uma nobre sem pompa, mas com muito estilo

Fotos: Omar Freitas (as imagens de Paola com vestido azul) e Tinko Czetwertynski
Fotos: Omar Freitas (as imagens de Paola com vestido azul) e Tinko Czetwertynski

Esqueça toda aquela pompa de contos de fadas com palácios, coroas e carruagens. Tetraneta do imperador Dom Pedro II e trineta da princesa Isabel, Paola Maria de Bourbon Orleans e Bragança Sapieha, 33 anos, mantém a majestade somente no nome. Entre flertes com a moda, o design e a música – com currículo que inclui até trabalhos como apresentadora –, a princesa brasileira não tem medo de testar novas possibilidades.

— Fui modelo, apresentadora, DJ. Fui tudo o que você imaginar — conta, em entrevista à Donna em passagem por Porto Alegre.

Nascida em Londres, Paola veio para o Brasil com pouco mais de um ano, após a separação dos pais. Morou boa parte da infância em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, até se mudar para São Paulo, onde cursou Desenho Industrial. Enquanto frequentava as aulas na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), deu o start no que seria uma de suas principais paixões: estreou como apresentadora do programa Blog 21, na Rede 21 – e, três anos depois, iria para o comando do I want it, da Fashion TV.
Quer mais? Desde 2012, a princesa virou empresária. Convidada pelos investidores Daniel Cunha e Roi Carthy, entrou de cabeça no projeto da Glambox, um clube de assinatura que entrega, todo mês, novidades do mundo da beleza na porta de casa das consumidoras.

— Foi um passo importante na minha vida de empreendedora, ter uma empresa e ver tudo desde o começo. Quando lançamos, tinha 500 assinantes só, mas eu respondia até o Facebook, fazia tudo, e isso foi muito legal — lembra.

00bd4541

Além de acompanhar as tendências do mundinho fashion e colaborar na curadoria de novidades para a Glambox, a princesa também adentrou profissionalmente o mundo da moda. Seus trabalhos como modelo já apareceram em revistas como Elle, Harper’s Bazaar e as edições brasileira e italiana da Vogue. Entre idas e vindas pela passarela, Paola de Orleans e Bragança já desfilou para a maison francesa Dior e também para grifes nacionais como Gloria Coelho, Animale, Rosa Chá e Cavalera. Com a experiência dos tempos de modelo e o diploma de Desenho Industrial em mãos, assinou duas coleções de joias e uma linha de móvéis, além de estampas e coleções de roupas. A mais recente é uma parceria com a Spezzato, pensada para o verão e que inclui 15 peças com pegada atemporal, como pantalonas e vestidos. Multitarefas e com uma criatividade aguçada, Paola agora centra no design seus esforços: além da colaboração, ainda comanda sua própria marca de lenços, cintos e acessórios.

— Desde 2015, em que fazia um monte de coisas, percebi que precisava voltar para a área do Design, que é onde está minha essência. Você precisa ser criativo e empreendedor — conta.

Veja também
:: Harm, OMINIMO e PHSD: três promessas da moda made in RS que vale a pena conhecer
:: 
Oh! Studio: designer gaúcha faz lingeries à mão
:: Lilian Pacce avalia o que há de novo na moda e faz suas apostas para a temporada

Nas fotos acima, Paola durante o lançamento da coleção para a Spezzato, em evento no Instituto Ling, em Porto Alegre. Nas fotos abaixo, os looks preferidos de Paola.

Nas fotos acima, Paola durante o lançamento da coleção para a Spezzato, em evento no Instituto Ling, em Porto Alegre. Nas fotos abaixo, os looks preferidos de Paola.

Leia mais
:: SPFWN42: Saiba tudo o que será tendência nas próximas temporadas
:: Por que esta edição da SPFW foi tão transgressora e revolucionária

A princesa conversou com Donna sobre moda, consumo e a influência do título em sua vida. Confira:

Princesa de verdade

“Tenho muito orgulho e sinto muita alegria e gratidão de ter nascido nesta família, que tem uma história linda, e ter tido a oportunidade de vivenciar pessoas e personagens muito fortes. Ultimamente tenho pesquisado muito sobre Dona Leopoldina e a Princesa Isabel e compreendido como eram mulheres muito à frente de seu tempo. Dona Leopoldina foi quem assinou a Independência do Brasil, e ela era defensora dos direitos das mulheres, sendo negras ou não, escravas ou não. Ela tinha uma visão muito avançada naquele tempo, e isso tem me inspirado muito – já que tenho uma posição um pouco melhor na mídia – em poder fazer isso também. Por outro lado, a gente vive em uma república, e tenho os mesmos direitos e deveres de qualquer outro cidadão. Mas é muito lindo ter essa história por trás e poder me inspirar nisso. Também tive possibilidades de viajar muito, de estudar em escolas muito boas, e de ter vivido em Petrópolis, que é uma cidade muito agradável – deve ser um pouco como Porto Alegre –, uma cidade pequena, com muito verde. Isso faz muito sentido para uma criança, acho que todas deveriam ter essa relação com a natureza, principalmente aqui no Brasil, um país tão rico. Privar uma criança disso é muito triste. Fora isso, sou uma batalhadora.”

22551602Saia Paola para Spezzato, maiô Haight Clothing, sandália Lane Marinho, colar de cerâmica Paola de Orleans e Bragança e óculos de acervo

Empreendedora

“Meus dois sócios são totalmente do mercado financeiro, de investimento. As reuniões que temos são uma aula. Tenho a Glambox há quatro anos e até hoje aprendo muito. Empreender é trabalhar sábado, domingo, mas de uma forma muito legal, porque você nem vê a hora passar. Está trabalhando para você e seu sonho.”

O que a moda ensinou

“Justamente essa troca. Você não faz nada sozinho. Quando está no mundo da moda, é tudo muito maior. Esse vestido passou por uma modelista, passou por uma equipe, passou por muitos processos para estar aqui. Tem muita história por trás. É um ambiente de muita criatividade e muita vontade. Quem trabalha com moda e com arte em geral se apaixona por uma ideia. Você cria a tendência, as marcas criam um sonho. Isso é muito lindo de viver.“

22551600Vestido Paola para Spezzato, bolsa Studio Dani Cury, lenço bordado que a avó de Paola usou em seu casamento, sapato Marc Jacobs e colar Flavia Madeira

Meu estilo é…

“Aposto muito em peças clássicas. Claro que adoro tendências, compro aquele sapato que você usa duas vezes, mas aposto muito em peças que sei que vão durar o resto da vida. Você consegue brincar com os acessórios. Chamo de um contemporâneo fun. A gente poder usar a roupa como uma fantasia – se estou me sentindo mal, coloco uma roupa que vá fazer com que eu me sinta bem. Com uma saia rodada, posso sair rodando pelo mundo. Uma peça mais clássica vai te fazer sentir mais segura, enquanto um vestido vai te lembrar algo que você usava quando era pequena. Pode mexer muito com seu espírito.”

 

As marcas preferidas

“Amo a Barbara Casasola. Ela tem uma força dentro dela e um estilo tão limpo e tão clássico. Gosto também das meninas da Isolda pelas estampas e pela alegria que colocam nas roupas. A Gloria Coelho também, é incrível. Temos tantos estilistas talentosos no Brasil. A GIG também é uma marca de que gosto muito, e a Spezzato tem peças incríveis.”

22551613Calça Azul Paola para Spezzato, sapato Marc Jacobs, bolsa Michael Koors, blusa e pulseiras de acervo

A coleção para a Spezzato

“Traz a minha essência. Sou clássica, mas gosto muito de ousar e de brincar com a moda. Peças clássicas te permitem fazer isso: você vai estar elegante, mas, se adicionar algo supercolorido ou um sapato diferente, continua elegante, mas também descolada. Queria criar peças que eu tivesse para o resto da vida. Tem saias que sei que terei para sempre – e a pantalona também. Peças pontuais que são essenciais no guarda-roupa, e com um corte limpo. Modelagem é bem feita, e uma peça bem atemporal.”

22551599Vestido Paola para Spezzato, capa vintage, sapato Sergio Rossi, colar Flavia Madeira

Mais entrevistas de moda em Donna
:: Steal The Look: A trajetória das empresárias gaúchas criadoras da plataforma de conteúdo e e-commerce fashion
:: Ronaldo Fraga fala sobre o papel da moda e exposição que inaugura em POA

::  Dudu Bertholini afirma: “A moda está aqui para que a gente se ame e não julgue as pessoas”
:: Estilista João Pimenta aponta moda masculina como futuro da indústria fashion brasileira
:: Patricia Bonaldi conquista o Brasil com vestidos bordados e onipresença na internet
:: Um papo com o estilista  Sandro Barros, referência no mercado de luxo
:: Carlos Bacchi, o estilista caxiense que é a revelação da alta-costura

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna