Usar preto no verão? Por que não? Veja dicas para usar look black em dias de calor

O tecido correto é o mais importante para definir se a roupa será ou não apta ao clima

Giovanna Antonelli | Foto: Agnews
Giovanna Antonelli | Foto: Agnews

Por Isabel Rodrigues, Estadão Conteúdo

Mulheres, abram seus armários! Em meio a inúmeras peças ele vai estar lá, pode apostar. O “pretinho básico”, que muitas vezes salva o look nas mais diferentes ocasiões, é um curinga que está frequentemente associado ao luxo e à elegância. Ele pode vir em saias, camisas, vestidos… E a roupa preta ainda tem o poder de afinar a silhueta. Não à toa, os vestidos e macacões deste tom seduzem famosas e sempre caem no gosto do público.

Os usados recentemente pelas atrizes Juliana Paes e Giovanna Antonelli e pela cantora Claudia Leitte são bons exemplos e chamam a atenção por serem lindos e versáteis.

Foto: AGNEWS
Foto: Agnews

– Podemos dizer que o preto é a união do que toda mulher deseja em um look – diz a consultora de moda e estilo Rafaelle Bortolin.

 Mesmo em dias mais ensolarados ou em cidades com o clima nada ameno, o visual “black” pode ser cultuado sem restrições. A cor preta atrai mais calor, sim. Mas a escolha do tecido influenciará muito neste aspecto.

– O tecido correto é o mais importante para definir se a roupa será ou não apta ao clima. O ideal é optar por tecidos compostos de fibras naturais, que são mais leves e fresquinhos, pois permitem que o corpo respire melhor – explica Rafaelle.

:: Criações de designer gaúcha para novelas da Globo caem nas graças das telespectadoras ::
:: Gargantilha, anel duplo e sandália gladiadora! Como usar os acessórios das personagens de “A Regra do Jogo” e “Totalmente Demais” ::
:: Figurino do filme “Carol” revive o glamour e o cotidiano da década de 1950 ::

Juliana Paes e o marido no show de David Guetta | Foto: Agnews

Juliana Paes e o marido no show de David Guetta | Foto: Agnews

Outra dica interessante é evitar os sintéticos, já que eles são hidrofóbicos, ou seja, não absorvem e nem deixam o suor passar pela trama, deixando o calor “preso” no corpo, criando aquela sensação de “estufa”. Para não ter dúvida, é bom verificar a composição da peça na etiqueta.

Um clássico de Chanel

Roupas nesta cor nunca saem de moda e são definidas como peças clássicas. A história, aliás, teve início em 1926, com a aclamada estilista Coco Chanel. “La Mademoiselle”, como era chamada por seus colaboradores, apareceu usando um vestido preto, de corte simples, sem frescura, “frufrus” ou flores, de caimento até os joelhos. O escândalo foi imediato, e o sucesso também. Até então, a cor era usada apenas por viúvas ou empregadas da época.

Tempos depois, o vestido foi imortalizado pela atriz Audrey Hepburn no filme Bonequinha de Luxo, já na década de 1960.

Annex - Hepburn, Audrey (Breakfast at Tiffany's)_14

– A partir daí, ele foi recriado e reinventado por grandes estilistas, foi ganhando novas formas e modelos, tornando-se cada vez mais versátil. Chanel tornou a roupa preta a peça mais importante do guarda-roupa de toda mulher até os dias de hoje. Quem nunca ouviu a expressão: Aposte em um pretinho básico que não tem erro? – completa a profissional.

Leia mais:

:: Clássico que sempre cai bem: atualizada, renda segue como tendência em 2016 ::
:: #DonnaIndica: 6 modelos de cangas lindas para arrasar na praia ::
:: Selecionamos as marcas que já entraram em liquidação para você aproveitar ::

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna