Louis Vuitton perde briga judicial contra a Warner Bros

Grife processou o estúdio pelo uso de bolsas falsificadas no filme "Se beber, não case"

Além de inaugurarem as lojas, as grifes de luxo centralizaram as operações no Brasil
Além de inaugurarem as lojas, as grifes de luxo centralizaram as operações no Brasil Foto: Divulgação

A Louis Vuitton perdeu uma das brigas judiciais mais comentadas do mundo da moda. A grife processava a Warner Bros pelo uso de bolsas não originais da marca no filme “Se beber não case 2”. A Justiça de Nova York deu a sentença nesta terça-feira pedindo que o caso fosse arquivado por não ter argumentos plausíveis.

A Louis Vuitton pedia indenização de US$ 580 milhões alegando que o uso de bolsas falsas no filme poderia confundir os consumidores. A grife de luxo divulgpu comunicado manifestando desapontamento com a decisão e reforçando que continuará se esforçando para que a marca não seja usada de forma inadequada.

Leia mais
Comente

Hot no Donna