Mangas e alças aparecem só de relance no tapete vermelho do Oscar

Leia comentário sobre os vestidos das celebridades na noite da principal premiação do cinema

Atriz Amy Adams cercada de fotógrafos durante cerimônia do Oscar
Atriz Amy Adams cercada de fotógrafos durante cerimônia do Oscar Foto: Noel West

 

As mangas eram tão poucas e as alças estavam tão mal representadas na cerimônia do Oscar deste ano que elas devem ter sido proibidas. Mas espere um segundo antes de abrir o envelope: O veredito sobre o tapete vermelho deste ano não é de todo mau. Pelo menos não foi a monótona parada de vestidos de princesa de sempre.

Na verdade, foi chocante, de certa forma, ver modelos como o vestido usado por Anne Hathaway. Sua escolha de última hora foi um vestido rosa pálido que parecia ter sido feito com um avental de cozinha, o símbolo mais marcante da repressão feminina que já houve. Mas o vestido, feito por Miuccia Prada com detalhes amarrados frouxamente nas costas, exibia um corpete intencionalmente subversivo. As costuras do busto eram tão sexualmente sugestivas que muitos telespectadores em casa pensaram ter visto parte da anatomia de Hathaway.

? Eu não sabia o que eu ia vestir até três horas atrás ? disse Hathaway no tapete vermelho antes da cerimônia de 24 de fevereiro, e, na verdade, isso seria por volta do período em que Valentino havia enviado uma nota anunciando que ela estaria vestida com um de seus longos de alta costura.

Hathaway evidentemente mudou de ideia, e é de se imaginar que isso seja um sinal de independência da atração pela Grande Moda. Ela também tinha um colar Tiffany & Co. no valor de meio milhão de dólares, mas ela o usou ao contrário.

Qualquer um que preste a menor atenção na moda conhece a tendência das atrizes de usarem roupas dos mesmos designers com os quais elas têm grandes contratos de propaganda. E embora ainda fosse possível detectar um impulso de interesses especiais no tapete vermelho, a sensação de que os atores eram painéis de propaganda era menor.

Não foi surpresa quando Jennifer Lawrence, o novo rosto das bolsas de mão Miss Dior, apareceu em um vestido de alta costura Dior, no mais pálido dos rosas numa forma moderna de vestido de baile. Foi sua terceira aparição em grandes prêmios com essa marca. Mas esse foi o melhor exemplo até agora de como o novo look da casa, do designer Raf Simons, pode ser usado na vida real, diga-se lindamente, mas sem dificuldade. A saia do vestido era tão grande que Lawrence tropeçou ao subir as escadas a caminho de receber o prêmio de melhor atriz por “O Lado Bom da Vida”.

Enquanto os modelos sem alça comandavam a noite, nem todos eram a mesma coisa de sempre. Houve um momento constrangedor, por exemplo, quando Helen Hunt disse estar usando um vestido sem alças da varejista sueca H&M ? não que a marca não tenha tido experiência para se firmar no cenário principal. Parece pouco provável, no entanto, que Hunt tenha corrido e pegado da arara um vestido maravilhoso e super na moda. Mas não vamos esquecer que Sharon Stone usou uma blusa de gola alta da Gap tirada de seu guarda-roupas em 1996.

Havia muitas micro tendências para os lojistas considerarem, como as cores metálicas e as miçangas metálicas (Nicole Kidman se espremeu em um L’Wren Scott, Naomi Watts vestiu um Armani prateado extraterrestre e Catherine Zeta-Jones usou um vestido dourado Zuhair Murad de camponesa). E também, mesmo que visto em apenas dois exemplos ? os diamantes Tiffany de Hathaway e uma longa e delicada corrente Chopard usada por Lawrence ? os colares usados do lado contrário devem virar tendência.

Não há argumento válido contra o antigo vestido de gala sem alça de Hollywood usado por Jessica Chastain (um vestido customizado de cetim texturizado com bronze de Giorgio Armani) ou Reese Witherspoon (um Louis Vuitton naval com um laço inteligente). Mas não seriam os vestidos com mangas mais interessantes, mais, como dizer, nova Hollywood?

Jane Fonda, em um Versace amarelo brilhante que cobria quase tudo menos uma fenda na parte de trás, com certeza acabará na lista das mais bem vestidas, ao lado de Sally Field em um vestido Valentino vermelho de chiffon plissado de alta costura com uma cauda longa.

E os ombros pontudos do vestido art decô coberto de bordados de Halle Berry podiam ser um pouco severos, mas foi legal descobrir que Berry disse à estilista Donatella Versace que ela queria ir ao Oscar vestida como uma Bond Girl, e que as mangas longas tenham sido parte do resultado.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna