Minas Trend, dia 2: o barroco cool de Lucas Magalhães, o organic clean da Modem e as tramas da Doisélles

E a semana de moda na capital mineira continua! No segundo (e último) dia de desfiles da 19ª edição do Minas Trend Preview, cruzaram a passarela marcas como Lucas Magalhães e Ellus, além das estreantes ModemDoiselles. Como convidada especial  da Ellus, quem desfilou por aqui foi a Miss Brasil 2016 recém eleita, Raíssa Santana.

Veja também
:: Minas Trend: Plural, 2nd Floor, Natália Pessoa e Victor Dzenk no primeiro dia

:: Tudo o que rolou na última edição da SPFW
:: Rio Moda Rio: a estreia da nova semana de moda carioca
:: GALERIA! O melhor da Paris Fashion Week

Quer saber como foi? Preparamos um resumão com os melhores momentos (e fotos!) do dia. Você também pode acompanhar nossa cobertura direto da ExpoMinas pelo nosso Insta @revistadonna – e também no Stories! -, pelo nosso Snapchat revistadonna e também pela página no Facebook. Todos os detalhes da passarela e do backstage você encontra na #DonnaNoMinasTrend.

 

O barroco cool de Lucas Magalhães

Nada mais propício para começar bem o segundo dia de desfiles por aqui. O estilista mineiro Lucas Magalhães foi buscar ali, nas recordações de sua infância em Itabira, a inspiração para seu inverno 2017. Vai além: além de referências a elementos típicos de Minas, como o barroco – aqui, de um jeito cool e que foge ao caricato -, o designer também traz como ponto de partida a poesia de Carlos Drummond de Andrade. “Como dizia o poeta, ser mineiro é ter simplicidade e pureza, fidalguia e elegância”, comenta o próprio no material de divulgação.

O resultado são peças como as camisas com estampas de tatuagem old school, que remetem às pinturas portuguesas – mesma padronagem, aliás, vista nos tênis lançados por Lucas em parceria com a Fiever, vistos na passarela. Os vestidos e saias em comprimento mídi estão lá, assim como os conjuntinhos em tricô, marca registrada do estilista. Além das tramas e linhas, o clima de aconchego mineiro também aparece nas sobreposições em tons como o verde militar, azul marinho, vermelho, laranja e rosa. Em clima de see now, buy now, a coleção já está à venda no e-commerce Gallerist.

 

O organic clean da Modem

Com pouco mais de um ano de existência, a etiqueta paulista Modem Studio estreou na passarela nesta edição do Minas Trend. E fez bonito: desejo instantâneo as peças certeiras com corte impecável, em tons sóbrios como o preto, o amarelo e branco. A arquitetura e o impressionismo abstrato são as influências têm tudo a ver com o visual limpo da marca, batizado pela dupla criativa André Boffano e Sam Santos de “organic clean”.

Para o inverno 2017, a grife escolheu detalhes estratégicos, como os babados nas mangas de blusas e os ilhoses aparentes em calças e saias. Os vestidos aparecem com sobreposição de mangas longas e também em couro ou com estampas gráficas, como as listras. Olho também nos acessórios como as chokers com detalhes geométricos, uma parceria da Modem com a também paulista Gla.

 

 

As tramas da Doisélles

“As pessoas não são más, mano, elas só estão perdidas”. É com as palavras do rapper Criolo em Ainda há tempo ao fundo que a estilista Raquell Guimarães traz suas tramas pela primeira vez à passarela do #MinasTrend. Com o conceito de “economia criativa”, a estilista mineira confeccionou seus tricôs com o auxílio de doze detentas de dois complexos penitenciários de Minas Gerais. Em meio ao casting, estava também a detenta Marcella Moreira Gagnani, eleita Miss Prisional.

Com base no tricô e no crochê, ponto alto da Doisélles, Raquell acrescentou a malha para criar vestidos longos e mídis, calças cropped, coletes máxi e casaquetos. Tramas largas se destacam no inverno 2017 da grife, dominado pelos tons terrosos.

 

O Havaí da Ellus

Presente pela segunda vez nesta edição do Minas Trend – o début foi na quarta-feira, com o desfile da Second Floor -, a Ellus mostrou na passarela uma continuação de seu desfile na última SPFW. Ou seja, nada de apostas para o inverno: o que vimos foram propostas atualizadas para o alto verão. Para abrir o catwalk, a eleita foi ninguém menos do que Raíssa Santana, recém eleita Miss Brasil.

É no Havaí que a diretora criativa Adriana Bozon e o estilista Rodolfo Souza buscaram referências para a coleção, que se reflete nas estampas típicas de camisas e bermudas, para eles e para elas. Os biquínis aparecem com cintura alta, lembrando modelos típicos dos anos 1940. Também estão lá as bombers, peça que segue como aposta absoluta para a próxima estação – aqui, em versão tropical, Embora com ares praianos, o alto verão da Ellus não abandona o ar rocker, garantido por peças como saias, jaquetas e vestidos de couro. Em clima de see now, buy now, as novidades já estão à venda nas principais flagships da marca espalhadas pelo país.

* A repórter viajou a convite da organização do Minas Trend.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna