Modelo plus size, Raphaella Tratsk se destaca nos concursos de beleza e nas campanhas

Santa Catarina é famosa pela exportação de homens e mulheres que, no mundo da moda, são transformados em deuses e deusas da beleza. E não é de hoje, vide os concursos de misses. Com apenas 20 anos, Raphaella Tratsk poderia ser um clichê. Como a maioria das modelos, nunca deu muita bola para a profissão até se ver diante de um fotógrafo. Há três anos, iniciou uma promissora carreira no universo plus size. Rapha tem 1,72m e pesa 92kg, medidas perfeitas para adentrar em um mercado que fatura mais de R$ 4 bilhões por ano, segundo dados de 2013 da Associação Brasileira do Vestuário (Abravest).

Seu “descobridor” foi o avô Carlão, que junto com a mãe Valeska são os maiores incentivadores. Folheando uma revista com modelos plus size, o patriarca visualizou a neta posando para campanhas e desfilando. Para ajudar, uma tia bancou o primeiro ensaio fotográfico.

– Quando fui fazer as fotos, o fotógrafo revelou que sempre quis me fotografar. Eu até negava que queria ser modelo, mas gostei do resultado, curti o trabalho – comenta.

Foi a mãe quem anexou uma destas fotos em uma página no Facebook. Dali, surgiu o primeiro contato profissional. Acabou contratada pela Flaminga, uma loja online que reúne diversas marcas para o público que veste acima do tamanho 44. Sem muita noção de tudo o que envolve a área, mãe e filha receberam conselhos de Sylvia Sendacz, uma das sócias da multimarcas, até que foi contratada pela L’Equip, agência na capital catarinense. Mas o marco foi a vitória no concurso Mais Bela Gordinha do Brasil, em 2013. Ganhou reconhecimento e, a partir deste momento, os trabalhos não pararam de surgir. Ficou, inclusive, entre as finalistas do Miss Brasil Plus Size do ano passado. E já foi parar no palco do Esquenta, de Regina Casé, e no Mais Você, de Ana Maria Braga. Recentemente, conquistou espaço nas campanhas da gigante Marisa.

Essa mudança veio após uma fase de grandes descobertas. Como muitas adolescentes, foi fazer intercâmbio aos 16 anos. Mas não embarcou para os Estados Unidos, Canadá ou Inglaterra como é praxe entre as colegas. Quis uma experiência mais intensa, mais profunda. Passou um ano na Índia, vivendo todas aquelas novidades de quem se estabelece em outro país, as curiosidades, os ensinamentos.

– Eu queria aprender muito mais do que uma língua nova. O primeiro mês foi difícil, um chororô, pensava sobre o que tinha me levado pra tão longe, tudo tão diferente. E, além da cultura, a comida é muito diferente, bastante apimentada. Mas quando voltei, trouxe um monte de pimenta na mala, já acostumada – relembra, enquanto ri contando outras passagens, do sucesso que fazia nas baladas indianas e do conhecimento adquirido neste tempo.

Raphaella nasceu em Joaçaba e morou lá até os 15 anos. Atualmente, vive com a mãe em Florianópolis. Um assunto recorrente na infância daqueles que fogem dos ditos padrões estéticos é o bullying.

– Sim, eu passei por várias situações. Mas sempre reagi de uma maneira até engraçada. Quando me chamavam de gorda eu respondia: ‘e você que é magro’. E corria atrás dos meninos – diz, soltando uma risada gostosa, sempre falante, sem nenhum resquício de mágoa. Quando questionada sobre alimentação, ela garante que adora uma salada, mas tem uma queda por massas e sushi. A passagem indiana também fez com que gostasse da maneira como eles preparam os vegetais. Na adolescência, praticava handebol e basquete. E durante as fotos para esta matéria, mostra manchas roxas e curativos nas pernas resultado de uma queda durante uma circulada de bicicleta pela Ilha de Santa Catarina.

Tranquilamente, quando é requisitada, fotografa campanhas de beachwear e lingerie.

Enquanto se aprofunda na carreira de modelo – é fã da norte-americana Candice Huffine, modelo plus size que já foi capa da Vogue Itália e posou para o mítico calendário da Pirelli, destinado anualmente à registrar praticamente nuas sílfides como Gisele Bündchen e Isabeli Fontana –, a catarinense cursa o primeiro semestre de Administração. Mas tem outros objetivos:

– Quero trabalhar muito ainda. E, claro, sonho com uma bela carreira internacional – finaliza, cheia de carisma.

Raphaella Tratsk em recente campanha as lojas Marisa

Raphaella Tratsk em recente campanha as lojas Marisa

A modelo em sua primeira campanha, para a multimarcas Flaminga

A modelo em sua primeira campanha, para a multimarcas Flaminga

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna