Polêmica: consultoras de moda opinam sobre o quimono de Renata Vasconcellos no “JN”

Na noite da última quarta-feira, a apresentadora Renata Vasconcellos, do Jornal Nacional, entrou para os trend topics do Twitter. Motivo: ela apresentou a chamada do noticiário vestindo um quimono que, na hora, já foi apelidado nas redes sociais de “chambre” e “roupão”. Detalhe: a peça é supertendência, como atestam as quatro consultoras de moda que Donna ouviu. Confira a opinião das especialistas:

Roberta Weber, stylist e colunista de Donna:

“O estilo “pijama” está em alta, chega com a tendência boudoir, que tem inspirações em lingeries e adiciona sedas e peças delicadas aos looks. No caso de Renata, havia ainda a questão oriental, com quimonos, que também é tendência. Mas, ao optar por uma roupa de que se gosta, é preciso descontextualizá-la. Você escolhe uma peça delicada – como aquele quimono – e aplica com algo mais pesado: um jeans ou um salto mais cool ou masculino. Talvez ela até estivesse quebrando o look da cintura para baixo, mas, como surgiu apenas sentada, a composição não aparecia. Outro ponto é o tom. Se for escolher uma peça inspirada em pijama, que é bem literal, é melhor optar por outra cor, em vez daquele tom lavanda.”

Patrícia Pontalti, consultora de moda e colunista de Donna:

“Esse tipo de peça, embora seja tendência, não é adequado para o tipo de ocasião. Até porque a leitura de um telejornal é só com a parte superior do corpo e não é possível pegar um contexto de atitude, de comportamento, de combinação. Parece que ela está de roupão mesmo, e isso provoca muito estranhamento, principalmente nesse tipo de ambiente. A gente sempre fala que, embora a moda seja extremamente democrática, é preciso prestar atenção onde se está. Na minha opinião, a escolha foi errada para ocasião, para o ambiente e para profissão dela. Embora tudo seja permitido, há de se ter bom senso de onde se está. Ela ficaria muito mais elegante com outras opções que são tão tendência quanto quimono.”

Gabriela Casartelli, stylist e produtora de moda:

“Acho quimono uma peça linda e maravilhosa de usar, talvez ela só pudesse ter feito uma escolha melhor, com mais detalhes . Afinal, a melhor parte dele é quando se está de pé, assim se nota o caimento, o acabamento e o corte oriental. O aprendizado que fica: não importa o que ela fizer, sempre estarão olhando. E, às vezes, acontece mesmo de montar um figurino para alguém e achar lindo, mas o sapato e a saia são os pontos fortes, só que a pessoa vai ficar sentada. Então, é preciso puxar o olhar para cima, para perto do rosto, utilizando um detalhe, uma estampa ou um acabamento. As pessoas estão sempre prontas para criticar, e o grande problema da pessoa pública é que ela tem que estar sempre um pouquinho à frente dos outros, sabendo que tudo o que vestir, falar e fazer vai estar conectado diretamente com o povo.”

Ana Carrard, stylist:

“Quem trabalha com moda ou é mais antenado sabe que a peça é tendência, mas não quer dizer que todo o público do Jornal Nacional não vai entender a tendência do pijama da mesma forma. Causa estranheza. Então, a peça acaba se tornando inadequada, pois a roupa da apresentadora chama mais atenção do que a notícia. Saber se vestir de acordo com a ocasião e de acordo com nosso o público é uma questão de bom senso – a não ser que o objetivo de fato seja chamar a atenção ou causar polêmica. E esse papel da moda de transgredir é muito importante e muito legal, só acho que o JN não seria o canal mais adequado para isso.”

Confira a repercussão na internet:

Confira o vídeo da chamada

Leia mais
:: Cartaz de filme causa polêmica ao sugerir que Branca de Neve não seria bonita se fosse gorda

:: Com a frase “magra e linda”, tênis ilustrado da Dolce & Gabbana causa polêmica
:: Bela Gil causa polêmica nas redes sociais ao postar foto amamentando filho
:: “Delicada e perfumada”: Cerveja Proibida só para mulheres provoca polêmica nas redes

Leia mais
Comente

Hot no Donna