Por que o corte de cabelo faz toda diferença no look | Ana Clara Garmendia

Hoje ao passar por uma linda mulher na rua, percebi como seus cabelos faziam toda a diferença no conjunto de sua roupa. Ela usava saia, sandálias de salto médio e uma camisa com sobreposição de uma echarpe. Estamos no final da primavera, mas costumo dizer que ela dura apenas uma tarde. Quase sempre temos que andar cobertas e por isso o cabelo é tão importante. Sobre a linda mulher que me fez começar esse texto: não sei que idade ela tinha, cerca de 40, talvez. Seu corte Chanel longo valorizava o tom cinza, mechas naturais e isso me fez a observar por alguns segundos e viajar no tema.

Mais colunas direto de Paris?
:: Casacos ou saias longas são os companheiros perfeitos dos tênis e sapatos masculinos
:: Por que um lenço pode que pode mudar tudo 
:: Vinil (o tecido!) voltou com tudo 

Pensei em como ela era corajosa ao deixar os fios brancos à mostra e também em como isso não afetou em nada sua perfeita beleza. Para mim, os cabelos sempre foram um problema. Lembro quando, logo na adolescência, eles deixaram de ser sedosos e lisos e começaram a arrepiar bem na parte debaixo. Foi a primeira grande crise de  futilidade que tive e também o começo de anos de luta contra os arrepiados carregados de mudanças bem radicais.

Passei e passo por diferentes cores, penteados, cortes, uma peregrinação que não sei se terá fim. Não que eu imagine hoje. Não sou corajosa como a linda francesa que cruzei e acredito que muitas mulheres são como eu. Fiquei pensando no real motivo dela deixar os brancos totais à mostra e talvez seja a falta de paciência em dedicar tempo e dinheiro com colorações que duram, no máximo, um mês. Mas não me afastei da ideia de ter novas ideias de outras maneiras de usar os cabelos. Pensando nisso fui buscar nos meus arquivos alguns cabelos que venceram, que funcionam, que estão na moda e que ajudam a sair da monotonia dos lisos, mechados e compridos tão comuns entre as mulheres.

Não encontrei nenhuma imagem de uma autêntica jovem de cabeça branca. Não existem muitas tão desprendidas como ela, a rara, a mulher dos lindos cabelos brancos que guardarei na memória, mas podemos avançar, ir além, continuar nosso eterno tango com nossos cabelos. E mudar. #DiretodeParis

Para emocionar

1

A atriz espanhola Rossy de Palma mostra um penteado típico. Uma moda antiga que sempre volta. Use em qualquer momento do dia. Sempre dá uma boa requintada. Excelente para salvar os dias em que os cabelos rebeldes não se domam nem com ferro de passar roupa, quem lembra?

Curtos e não convencionais

2

Gamei nesse corte. Um curto original. Vale para quem gosta de cuidar do cabelo. Quanto mais curto, mais se pinta e mais se corta. A manutenção é tango total.

Quase tradicional

3

Meio lambido, brilhoso, ar de natural. Ela quebra o gelo com os grampos à mostra. Eu amo esse toque de deixar menos convencional e você?

O desarrumado mais complicado

4

Amo esse, mas confesso que até hoje não sei como ele pode ficar assim com jeito de não ter sido penteado. Tem que ir ao salão para conseguir. As mechas são bronze e finas e simplesmente lindas. Nada de apenas pontas, começam na raiz. Tendência.

E falando em tango:

Leia mais
Comente

Hot no Donna