Quer saber como funciona o backstage de um desfile de moda? Vem conferir os bastidores do DWI2017

Foto: Vini Dalla Rosa, especial
Foto: Vini Dalla Rosa, especial

Quem senta para assistir aos desfiles de Donna Week Iguatemi na passarela, com as modelos arrumadas e caminhando calmamente com os looks, nem imagina o caos que acontece nos bastidores para tudo fluir. Em alguns desfiles, há troca de roupas durante a apresentação. Em questão de minutos, os modelos precisam estar em roupas e acessórios totalmente diferentes.

Para tudo isso funcionar, entra em cena uma grande equipe nos bastidores. E basta ficar ali por poucos minutos para encontrar uma figura que se destaca no meio de todas. Com a energia de uma menina e o profissionalismo necessário para a liderança, Gabriela Casartelli, coordenadora dos desfiles, comanda sua equipe em ritmo non-stop. O que poderia parecer um “caos” aos olhos de quem vê de fora é pura organização: todo mundo sabe onde deve estar.


Essa é a primeira vez que Gabi coordena um backstage tão grande. Em números, são em torno de 60 modelos, 20 pessoas na equipe de organização, 30 pessoas na parte da beleza e cerca de 600 looks diferentes. Apesar da correria, é comum ouvir uma risada alta vindo de onde ela está.

– É um desafio muito legal e uma honra maior ainda. Ao mesmo tempo, é um grande teste para mim e para minha equipe. É meio “big brother” também, um desafio de relacionamento, porque estamos das 7h da manhã à meia-noite juntos.

Jornalista de formação, Gabriela trabalha com produção de moda há 10 anos e, há cinco, criou sua própria empresa de gerenciamento, produção, conteúdo e consultoria de moda, a A Imaculada. Junto com sua equipe, ela já trabalhou com diferentes marcas e publicações, inclusive a Revista Donna, onde já colaborou muitas vezes. Além da coordenação, eles também fizeram o styling dos desfiles da Renner e da Youcom no DWI. O evento tem realização da Revista Donna e do Iguatemi Porto Alegre, com apresentação da Renner.

– As pessoas me perguntam de onde vem tanta energia, mas eu sou leonina com ascendente em Áries, né? – brinca. – Como é um ambiente caótico, a base tem que estar bem organizada e preparada para que saia tudo certo. 

Ficou curioso para saber como funciona na prática o backstage de uma semana de moda? A gente acompanhou tudo nos quatro dias de Donna Week Iguatemi e conta por aqui.

  • A equipe d’A Imaculada é a primeira a chegar de manhã bem cedo. É quando organizam obsessivamente cada assessório, passam as peças e arrumam os postos de trabalho, e são os últimos a sair, que é a hora de recolher tudo e ensaiar o trabalho para o dia seguinte. Já durante os desfiles, o maior desafio fica na troca de roupas.
  • O clima é assim: são araras de roupas de um lado para o outro, um entra e sai de gente, barulho de secador, fotógrafos, maquiadores jornalistas, blogueiros, uma área para comida, outra para beleza. Trabalho não falta. 
  • Um desfile que começa às 19h, por exemplo, começa a ser preparado bem antes. A apresentação das roupas na passarela segue uma ordem pré-estabelecida quando a stylist edita o desfile. Cada modelo é maquiado e penteado conforme o conceito de cada grife. Vestem as roupas escolhidas e, então, não é mais permitido sentar para que as peças não amassem.
  • Os modelos ficam em fila na hora de entrar na passarela e devem memorizar suas posições.
  • Entre um desfile e outro, a turma faz amizades, conversa, mexe no celular e faz lanches. O catering, cuidado por Vanise Nunes Dias, traz números que impressionam. Desde a montagem do evento até o minuto final do DWI, foram consumidos 640 litros de água, 20 quilos de café, 4 caixotes de banana, 3 caixas de maçã e 100 pacotes de pães de forma, para os sanduichinhos entre um desfile e outro.

Leia mais
:: Na passarela aos 14 anos: conheça a modelo mais nova do Donna Week Iguatemi
:: 4 perguntas para a Miss Brasil Marthina Brandt no Donna Week Iguatemi
:: Gaúcha vencedora do The Look of The Year, concurso que revelou Gisele Bündchen, desfila no DWI 2017

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna