Referência em moda no Estado, as consultoras Patrícia Parenza e Patrícia Pontalti celebram uma década de parceria

(Jean Kruze, divulgação)
(Jean Kruze, divulgação)

“Olha lá as Patrícias do Sul”. Era assim que as jornalistas Patrícia Parenza e Patrícia Pontalti eram apontadas nos bastidores da São Paulo Fashion Week – Morumbi Fashion Brasil em meados dos anos 1990. E mesmo que apenas uma estivesse lá, os assessores insistiam no plural. Entre um desfile e outro, o jargão batizou uma parceria de trabalho e, em 2005, nascia aspatrícias. Dez anos depois, as Patis, como são conhecidas nos corredores da moda, comemoram 10 anos de sociedade na empresa de consultoria que leva no nome o adendo “Inteligência em Moda”.

– Naquela época, a moda brasileira vivia um período de efervescência e existia muito espaço e trabalho no Estado – pontua Parenza.

Quer dicas d’AsPatrícias?
:: Será que combina? Como usar short de couro no trabalho
:: Saiba como usar: mescla de sutiã com corselete, o bralet volta a ser tendência
:: Tem quadril largo e ama calça branca? As Patrícias te mostram como usar

E trabalho é o que não falta. As consultoras vivem com os olhos atentos ao mundo da moda, captando e traduzindo tendências. De palestras a consultorias para grandes marcas e lojas de fast fashion, aspatrícias se tornaram uma das principais referências no Estado quando o assunto é moda, inclusive aqui em nosso site, onde são colunistas. Na década de parceria, elas acompanharam de perto a evolução do estilo dos brasileiros e do trabalho de criadores como o do designer paulistano Alexandre Herchcovitch – as sócias assistiram ao sucesso do estilista da primeira fila da SPFW e são fãs declaradas.

:: Aos 20 anos de carreira, Alexandre Herchcovitch afirma: “Não acredito em quem diz “não ligo para a moda”

– O mundo mudou muito, mas as boas ideias são sempre bem-vindas. As marcas que trabalham com verdade e um bom design são eternas e sempre terão espaço – indica Pontalti.

E é com design que a dupla celebrará a década de trabalho. Elas inauguram nesta terça a mostra aspatrícias – 10 anos de Moda, com peças de seus próprios closets e outras exclusivas de quatro de seus criadores favoritos. Serão 12 looks que marcaram as passarelas da SPFW na última década e têm assinaturas de Ronaldo Fraga, Lino Villaventura, Osklen e o próprio Herchcovitch. A exposição será realizada no Viva Open Mall, em Porto Alegre. Além das roupas que refletem momentos marcantes das passarelas do Brasil, fotos e textos contarão um pouco da carreira da dupla.

Direto da SPFW

AsPatrícias destacam as coleções e os designers que assinam as peças que fazem parte da exposição, com abertura nesta terça:

HERCHCOVITCH

A gente adora o desfile do verão 2012, que traz um prisma até então raro no sempre surpreendente trabalho do designer, que surge mais feminino, comportado, delicado. Sedas e cetins bordados, tons pastel, cinturas marcadas, corseletes, tudo bastante sofisticado e com um toque vintage. A coleção é de uma delicadeza singular, mas mantém a linha estilística de Herchcovitch, com precisão de formas e construções, além de uma discreta e provocativa sensualidade. Esses detalhes passam a fazer parte da moda de Herchcovitch com mais força desde então.


LINO VILLAVENTURA

Com uma visão de moda totalmente particular, Lino é do tipo goste ou odeie, mas é, sem dúvida, um criador. Dramático, barroco, luxuoso em cada detalhe, ele constrói imagens tão ricas quanto os seus tecidos. Sim. Ele trabalha a matéria-prima como ninguém, bordando, plissando, franzindo, tecendo sedas e outras tramas. Este desfile do verão 2006 nos faz suspirar por ser tão Lino, tão rico, tão cheio de informações, uma sobreposição sem precedentes de cores, texturas, estampas. Um glamour inesquecível.


RONALDO FRAGA

Com uma capacidade inesgotável de emocionar, Ronaldo Fraga não à toa é conhecido como um poeta das passarelas, um contador de histórias que nos envolve pelo ambiente, pela música, pelas imagens. Seus desfiles nos fazem pensar, refletir, sonhar, chorar, sorrir. Entre tantos momentos emblemáticos, a gente escolhe o do inverno, 2009, quando ele questiona o abandono e o desamparo dos idosos e das crianças inspirado pelo espetáculo Giz, de Àlvaro Apocalypse. Senhores e senhoras da terceira idade e simpáticos modelos mirins desfilaram vestidos, macacões e calças folgadas, típicos do trabalho do estilista, em meio ao cenário composto por marionetes do teatro Giramundo. Texturas e cores em negativo e positivo reproduziam o sombreado do giz no quadro negro, tudo em sedas, linhos e lãs. Lindo.

 OSKLEN

A Osklen é o Brasil contemporâneo, um Rio de Janeiro (que a todos fascina) de elegância onde a brasilidade ganha traços minimalistas de um design cobiçado além de qualquer fronteira. Cool por ser tão simples, tão limpo, tão leve. Oskar Metsavaht mantém a linha esportiva que deu origem à label com muito charme, como nesta deliciosa coleção de verão 2008, que começa como uma manhã em Ipanema e termina como uma noite no Jardim de Alá – mais carioca, impossível. Construções rígidas e leves se contrapõem, tons neutros e uma cartela de arco-íris se tornam parceiros, assim como os longos e curtos tão Osklen de ser.

Leia mais
Comente

Hot no Donna