Representatividade! Desfile da Casa de Criadores traz casting somente com modelos negros

Fotos: Agência Fotosite, Divulgação
Fotos: Agência Fotosite, Divulgação

Depois do show de representatividade que presenciamos na última edição da São Paulo Fashion Week, foi a vez de uma grife que desfila na Casa de Criadores chamar a atenção – e orgulhar! – por conta do casting. No terceiro dia de evento, na noite desta quarta-feira, o estilista Diego Fávaro escolheu somente modelos negros para mostrar suas criações na passarela.

Veja também
:: Por que esta edição da SPFW foi tão transgressora e revolucionária

:: Ronaldo Fraga faz primeiro desfile da história da SPFW somente com modelos trans e travestis
:: SPFWN42: Saiba tudo o que será tendência nas próximas temporadas
:: #TopDonna: Elegemos nosso desfile, modelo, look e acessório preferido da SPFW

Batizada de Bronx, a coleção tem como inspiração o distrito de Nova York dos anos 1970 – época em que nasceu o hip hop. Destaque para as estampas – a com rostos é a nossa preferida! Além da malharia característica de Diego, o designer também investiu em jeans, sempre soltos, como pede a estética hip hop. Olho também nos chinelinhos e nas pochetes.

Para além da coleção, a escolha de Diego Fávaro para o casting unicamente com modelos negros se soma a duas iniciativas para lá de bacanas (e necessárias) da SPFW. No desfile da LAB, marca do rapper Emicida com o irmão, Evandro Fióti, cruzaram a passarela vários modelos negros e também três plus size. Já Ronaldo Fraga chamou somente modelos transexuais, travestis e andróginos para seu desfile.

A gente torce para que, logo, logo, a diversidade seja regra também nas passarelas – e não surpreenda, ainda que positivamente, a escolha de um estilista por um casting que inclua, de verdade, modelos negros, trans, plus size e muito mais.

GALERIA: O desfile de Diego Fávaro

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna