SPFW, dia 2: o romantismo de Ronaldo Fraga e a land art da Animale

* De São Paulo

Na segunda noite de São Paulo Fashion Week, duas coleções quase que opostas foram as que mais chamaram a atenção. De um lado, a sensibilidade e o romantismo de Ronaldo Fraga e, de outro, a arte inspirada na natureza em sua forma mais crua na passarela da Animale.

#DonnaNaSPFW
:: Tudo sobre a edição inverno 2016 da SPFW
:: SPFW começa com convidados chegando de metrô ao desfile de Herchcovitch
:: Veja os bastidores de tudo o que rola na semana de moda no nosso Insta, o @revista_donna

Além das duas marcas, o line-up ainda contou com as apresentações de Lilly Sarti e Uma por Raquel Davidowicz. Quer saber como foi a maratona fashion na Bienal? Espia o resumão do dia que a gente preparou:

Animale e a arte da natureza

Pouco depois das 17h, a Animale abriu o segundo dia de desfiles da 20ª edição da SPFW com uma coleção batizada de Híbridos. A inspiração do estilista Vitorino Campos (que ainda desfila a coleção de sua marca homônima nesta terça-feira) foi a Land Art, movimento artístico dos anos 1960 que apresenta a arte através de recursos naturais.

O que se viu na passarela foram peças que brincavam com a silhueta oversized, como pesados casacos de lã – a cara do inverno gaúcho – em comprimento 7/8. Além da elegante mistura de preto, branco e cinza, a coleção também foi baseada em tons que lembram a natureza, como os terrosos e nuances de verde. A exemplo do que já havia se visto no desfile de Alexandre Herchcovitch e nas passarelas internacionais, o inverno 2016 deve ter muita gola rolê, casacos de pele (fake, please!) e as pantcourts, as pantalonas cropped que ensaiam ser a calça da vez.

 

Uma e a urgência da mobilidade

Raquel Davidowicz acaba de abrir sua primeira loja em Nova York – e foi justamente a cidade que nunca para que a inspirou a criar uma coleção que preza, antes de tudo, pela liberdade. Conforto e praticidade dão o tom do desfile com peças descomplicadas e que brincam com o oversized, em materiais como couro, seda, lã e moletom.

Regido por tons terrosos, cobre e preto, o inverno da grife traz também a sobreposição de camadas como um dos recursos dos looks monocromáticos. Para ficar de olho: os slip dresses, vestidos que lembram camisolas, não param de aparecer entre as escolhas dos estilistas.

 

Ronaldo Fraga e o amor, simplesmente

Quem conhece o trabalho de Ronaldo Fraga sabe que o estilista é sensibilidade pura – e isso só transparece ainda mais quando ele resolve falar de amor. Em um desfile permeado pela delicadeza e pela poesia, o mineiro transformou o coração – tanto a forma como o próprio órgão – em estampas vivas e coloridas. Outras imagens que remetem ao sentimento, como rosas, cravos, músicas e poemas também ganharam novas interpretações e viraram desenho nas peças ricamente detalhadas de Ronaldo.

Quer mais? O estilista ainda abriu espaço para a discussão de gênero na moda, com eles usando vestidos e até trocando de roupas com elas na passarela. O gran finale, aliás, foi um capítulo a parte: ao invés de simplesmente sair quando o catwalk terminou, os modelos se deitaram nas camas espalhadas pela passarela, que já haviam ganhado projeções de corações no início da apresentação. Para se apaixonar, mesmo!

 

Lilly Sarti e o misticismo

Com uma legião de tops na passarela – como Carol Ribeiro, Aline Weber, Vivi Orth e Daiane Conterato -, as estilistas e irmãs Lilly e Renata Sarti encerraram a primeira noite de desfiles com uma coleção inspirada no misticismo. Mas é tudo muito pé no chão, permeado por tons como o preto, o vinho, o marinho e o caramelo.

Muita transparência, ombros de fora, sensualidade na medida com recortes estratégicos, mas também conforto em peças de tricot e lã. Pantalonas soltinhas e peles coloridas aquecem, enquanto os coletes alongados dão bossa ao visual. A grife também celebrou um bem-vindo retorno dos mocassins, combinados com saias longas e calças flare.

 

O que vem por aí

Terça-feira (20/10)

11h – Vitorino Campos
12h – Iódice
16h – GIG Couture
17h – João Pimenta
18h30min – PatBo
20h – Ellus

Quarta-feira (21/10)

12h15min – Reinaldo Lourenço
16h – Samuel Cirnansck
17h – Apartamento 03
18h30min – Coven
20h – Hêlo Rocha

Quinta-feira (22/10)

1 – Lethícia para Riachuelo – 10h00
2 – Gloria Coelho – 12h20
3 – Fernanda Yamamoto – 16h00
4 – Juliana Jabour – 17h00
5 – Lolitta – 18h30
6 – Lino Villaventura – 20h00
7 – Osklen – 21h00

Sexta –feira (23/10)

10h – Giuliana Romanno
11h30min – Patricia Viera
16h – Wagner Kallieno
17h30min – Ratier
19h – Colcci
20h – Amapô

* A repórter viajou a convite da organização da SPFW
** Fotos: Agência Fotosite

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna