Como deixar os padrões de lado e usar a moda para melhorar a autoestima | AsPatrícias

Pois você não precisa ser igual à modelo da revista para ser bonita!

Fotos: Pixabay
Fotos: Pixabay

Quando você se olhou no espelho hoje de manhã, sentiu-se bonita? Se você estiver no mesmo grupo da maioria das mulheres com as quais temos conversado, provavelmente não. E essa negativa é uma decepcionante conclusão do nosso cotidiano de consultoria de moda no qual topamos com mulheres de todos os tipos e estilos, classes sociais e atividades, silhuetas e idades, que têm em comum não apenas a dúvida do que vestir e de serem belas cada qual de um jeito, mas o triste fato de se acharem feias, de não gostarem de seus cabelos, de suas bocas, de seus quadris, de seus seios, de terem um padrão absurdamente inacessível de beleza imposto pela moda. Essa mesma moda que a gente tanto ama, mas que jamais deveria ser usada para tolher a liberdade de ser quem se é.

Como você já deve ter percebido, hoje não vamos dar dicas objetivas de estilo ou falar de tendências, vamos falar de algo que chega antes, que faz a diferença na hora de desfilar com qualquer vestido: melhorar a autoestima. É essa tal fulana garbosa que faz com que uma mulher brilhe em qualquer ambiente, que sinta-se à vontade com a roupa que escolher no baile que preferir. E a gente, sim, acredita que ela deva ser burilada, forjada, trabalhada diariamente. E como fazer isso? Possivelmente, estaremos sendo superficiais em muitos aspectos, mas, frisa-se, nossas dicas derivam da nossa experiência no mercado de moda e em ouvir as pessoas – e são focadas nisso. Simples assim. A gente acredita que todo mulher deveria ouvir isso antes de escolher a roupa do dia – e realmente praticar, viu?! Vamos lá!

Não. Você não precisa ser igual à modelo da revista para ser bonita. Por favor, quem foi que disse que o padrão imposto pela indústria – e, na maior parte das vezes, reforçado por dezenas de efeitos de luz, sombra, maquiagem e photoshop – é o certo? Por sinal, padrão de que mesmo? De um percentual minúsculo de pessoas no mundo? Existem lindezas baixas, cheinhas, curvilíneas, com narizes grandes, com lábios finos, com seios de todos os tipos, com quadris de todos os tamanhos, com barriga, sem barriga, com 19 ou com 70 anos, com cabelos compridos ou curtos, ralos ou vastos. Entenda isso, por favor: a diversidade é sempre bem-vinda. Vamos amar a beleza que foge ao convencional imposto por meia dúzia.

 girl-1130761_1280

Seja você. Sabe o que gera frustração imediata? Querer ser quem a gente não é. Esqueça a atriz da novela, esqueça a vizinha, esqueça a amiga da faculdade, a colega de trabalho, a menina do Instagram, a blogueira estrelada. Seja você mesma! E isso já dá um trabalhão, viu?! Identifique o que você gosta em cada uma delas, mas adapte à sua realidade, ao seu dia a dia, ao seus desejos, ao seu corpo.

Saiba quem você é. Identifique o que você mais curte no seu corpo, quais são os pontos que deixam você mais à vontade, e tente sempre valorizá-los. Sim. Foque suas atenções para o que deixa você mais segura e feliz. Por exemplo, você curte seu colo, revele-o com bons decotes. Você ama seus olhos, então os valorize com uma maquiagem bacana. São seus braços que lhe provocam orgulho, parabéns, deixe-os à mostra. Esse é um dos segredos da beleza.

Saiba o que você precisa. Como é seu dia a dia? Você tem um trabalho formal ou atua como professora de aeróbica? Você vai do trabalho direto para faculdade? Tem filhos? Costuma dar um esticadinha à noite ou ir direto para casa? Pense nas suas necessidades na hora de se vestir e de comprar roupas e acessórios, afinal, nada adianta um closet cheio de peças casuais se você passa a maior parte do dia em um escritório formal, nada adianta saltos altíssimos se sua vida exige conforto e praticidade. Ter um closet que atenda suas necessidades é um excelente apoio para se sentir mais bonita.

Deixe a preguiça de lado. Uma dieta equilibrada e exercícios físicos fazem bem para tudo – e não apenas para emagrecer. Falando sério: emagrecer nem é a questão aqui. A questão é se cuidar para ser mais feliz. E nada melhor que começar de dentro pra fora. Isso faz muito bem. Esqueça a segunda-feira. Comece já!

blue-eyes-237438_1280

Capriche nos detalhes. Um corte de cabelo, um batom, uma cor de esmalte diferente, uma pele bem hidratada. Pequenos cuidados que fazem muita diferença. E não é preciso gastar fortunas, não, afinal, existem alternativas para todos os bolsos. Se cuide, mulher!

Ame! Suas curvas. Suas retas. Suas cicatrizes. Suas linhas. Suas manchinhas. Suas particularidades. Ame o que a faz ser você. Bela ao seu jeito.

Outras colunas d’AsPatrícias:
:: Como usar jaqueta esportiva: confira 4 dicas de looks 
:: Como usar cargo skinny: veja 4 opções de looks 
:: Como usar uma pantacourt: 4 dicas de looks para se inspirar 

 

Leia mais
Comente

Hot no Donna