Seleção sub-30: conheça a nova geração de mulheres estilistas que conquistaram nome no mundo da moda antes dos 30

As garotas sorridentes da foto acima representam a nova geração da moda no Rio Grande do Sul. Antes de chegar aos 30, elas já lançaram coleções, criaram a própria marca e, mais do que isso, definiram seu conceito de moda. A seguir, conheça mais do trabalho destas jovens estilistas

Veja nossos editoriais de moda
:: Editorial! As tendências de biquínis e maiôs para o verão 2016
:: Editorial! Veja seis peças essenciais para acertar o look no verão
:: Editorial! De hot pants a maiôs: confira as principais tendências em moda praia

 

NUME, de Cristhiane Rockenbach

Cristhiane Rockenbach tem 30 anos e uma marca há um ano e meio. Criada em setembro de 2014, a Nume traz o conceito de simplicidade: um minimalismo rústico e natural, com materiais e cores atemporais. A moda chegou na vida da Cris na hora de decidir a profissão: ingressou em duas faculdades e acabou se encontrando em cursos técnicos de corte, costura e modelagem. Começou criando e produzindo roupas para si mesma, depois para amigas e, finalmente, clientes. Hoje, Cris trabalha na criação das coleções da Nume em um espaço coworking e terceiriza a produção das peças.

00b707bc
CONCEITO

“Gosto de explorar o simples mais elaborado e criativo através do uso de poucos elementos de estilo como base de expressão”

LOOK DA FOTO

“Representa o cuidado em fazer uso de poucos elementos de estilo e criar peças, ao mesmo tempo, elaboradas e descomplicadas, com qualidades atemporais”.

PEÇAS-CHAVE

Macacão amplo com a cintura marcada, calça de linho, saia de cintura alta com short por baixo, ponchos em linho, vestidos longos desenvolvidos em linho, viscose e seda.

MATERIAIS

Cris investe em fibras naturais como algodão e linho, além de seda rústica e viscose.

ONDE ENCONTRAR

No site numebf.com.br e no Coworking SoulFly (Rua Dr. Timóteo 405). Outra opção é entrar em contato direto com a Cris para solicitar uma maleta com peças selecionadas online pela cliente.

CAROLINA POTRICH

Já na primeira aula da faculdade de Design de Moda na Universidade de Caxias do Sul, Carolina Potrich teve certeza de que havia feito a escolha certa. Hoje, aos 25 anos, comanda uma marca que leva seu nome e está à frente de uma equipe que inclui a mãe dela, Ilma Potrich, uma profissional que trabalha com tecidos e acabamentos, além de 10 crocheteiras. Em um trabalho artesanal, com todas as peças feitas à mão, as coleções de Carolina são atemporais e românticas.

00b707bd

CONCEITO

“As mulheres que vestem Carolina Potrich não dispensam um clássico. São sempre femininas, mas estão na lida: trabalhando, cuidando da casa e de si próprias.”

 LOOK DA FOTO

“O vestido fala muito do feminino, e as peças, tanto a minha quanto a da modelo, têm cores atemporais e clássicas. O off-white é tão elegante que eu me contentaria só com essa cor natural da seda, se todas as clientes topassem.”

PEÇAS-CHAVE

Vestido e saias.

MATERIAIS

Seda, algodão egípcio e linho.

ONDE ENCONTRAR

No ateliê de Carol (Rua La Salle, 933), em Caxias do Sul.

 GVERRI, de Gabriela Verri

Gabriela Verri cresceu na Itália e conviveu diretamente com a moda desde pequena. Quando a família mudou-se para o Japão por conta do trabalho de seu pai, o técnico Dunga, Gabriela se encantou com as combinações loucas que os jovens vestiam como forma de expressão. Depois de se formar em Tecnologia em Moda e Estilo pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), Gabriela foi a Roma para fazer um estágio no ateliê do estilista Rocco Barroco e voltou ao Brasil com a certeza que de gostaria começar sua própria marca. Plano realizado: hoje, aos 29 anos, ela está à frente da Gverri e trabalha em um ateliê no bairro Moinhos de Vento.

00b707be

CONCEITO

“É uma alfaiataria jovem”.

LOOK DA FOTO

“Esta mistura de estampas representa meu jeito mais divertido de ver a vida”.

PEÇAS-CHAVE

Vestidos e t-shirts.

MATERIAIS

Seda, algodão e linho, além de zíperes aparentes como elementos de estilo.

ONDE ENCONTRAR

No site gabrielaverri.com.br e, a partir de março, na GVERRI Store, loja compartilhada na Rua Dinarte Ribeiro, 50, na Capital.

OCKSÅ, de Deisi e Igor

Också (“também”, em sueco) é uma criação conjunta dos sócios Deisi Witz, 25 anos, e Igor Bastos, 28, ex-colegas do curso de Design de Moda da UniRitter. Já em seu primeiro ano, 2013, a Också foi selecionada para apresentar sua coleção no Rio Moda Hype, durante o Fashion Rio: um desafio e tanto para a dupla, que exibiu suas roupas ao lado de estilistas consolidados. Com a proposta desenvolver peças atemporais utilizando materiais tecnológicos e tecidos de fibras naturais, Deisi e Igor têm suas peças à venda em Porto Alegre e São Paulo – e planos de expandir.

00b707ba
 CONCEITO

“Propomos uma estética inovadora. Procuramos desenvolver e consolidar um lifestyle para indivíduos multifacetados, livre de preconceitos de gênero”.

LOOK DA FOTO

“A peça representa o conceito da marca: uma roupa sem gênero, com modelagem ampla e confortável, aliando utilitarismo e versatilidade”.

PEÇAS-CHAVE

Vestidos mídi, cardigans volumosos, calça saruel e camisetas assimétricas.

MATERIAIS

Fibras de algodão e linho, fitas de rayon e fechos de segurança.

ONDE ENCONTRAR

No site store.ocksa.com.br, na loja Pandorga (Miguel Tostes, 897), em Porto Alegre, e na Cartel011 (Artur de Azevedo, 517), em São Paulo.

RÓCA, de Tainá Teixeira Pedroso

Tainá Teixeira Pedroso, 28 anos, não chegou na moda de primeira: antes, ela cursou Biomedicina. Acabou o curso sem interesse em exercer a profissão e optou por começar de novo, dessa vez no Design de Moda. A relação com moda vem da avó da estilista, que tinha um ateliê de moda infantil, em que fazia roupas de crochê e tricô. Após concluir o curso na UniRitter, ela criou a Róca ao lado do publicitário Aníbal Martins, em 2014. Enquanto Tainá cuida da criação, ele trabalha com marketing e vendas – a produção é terceirizada. O objetivo da Róca é autenticidade: “Roupas diferentes que possam ser incorporadas ao guarda roupa das mulheres”, segundo Tainá.

00b707bb

ESTILO

“Um produto casual para mulheres que levam a vida de forma descolada e que gostam de se expressar por meio da sua forma de vestir”.

LOOK DA FOTO

“Representa nossas técnicas artesanais e as estampas desenvolvidas para a coleção em um look casual e autêntico que se encaixa na vida das consumidoras, refletindo o estilo e a essência da marca”.

PEÇAS-CHAVE

Tricôs manuais.

MATERIAIS

Malhas, crepes, malharia retilínea, tricô e tear manual, viscoses acetinadas e jacquards.

ONDE ENCONTRAR

No showroom da marca localizado no Espaço TK (Barão de Santo Ângelo, 321) e em lojas multimarcas como TK Concept (Vasco da Gama, 90), em Porto Alegre, Quem te viu quem te vê (Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 5.600, sala 11), em Igrejinha, Soho (Coronel Flores, 603) em Caxias do Sul, e Sala 3 (Av. da Maçonaria, 28), em São Paulo.

 

TEXTOS: Natasha Heinz
FOTOGRAFIA: Gabriel Not
CONCEITO E DIREÇÃO DE ARTE: Duddu Vanoni (Moda & Comportamento e21)
STYLING: Tanise Haas
BEAUTY: Ana Ferrary
MODELO: Maryana Barden (Ford)
ASSISTENTE DE FOTOGRAFIA: Lucas Martins e Mártin Cardoso
ASSISTENTE DE ARTE Inês Johnson (Moda & Comportamento e21)
TRATAMENTO DE IMAGEM: Ana Lombaldo e Gustavo Dias (Flatten Imagem)
AGRADECIMENTOS: Axis Anima, Minimercado Almeida Boer e Priscillas Bakery

Leia mais
Comente

Hot no Donna