Slide: como usar o chinelo cheio de estilo que conquistou famosas como Rihanna

Eles podem não ser a novidade mais quente da temporada, mas, sem dúvida, se mantêm na lista de desejos dos fashionistas – e dos agora nem tanto – que buscam conforto com estilo. Estamos falando do slide, modelo muito usado em ambientes esportivos desde os anos 1970 quando a Adidas criou a versão mais famosa, o Adilette, chinelão de borracha com uma única e larga tira que pode ser considerado a versão mais jovem da prima alemã Birkenstocks (esta, criada em 1966). No Brasil, o modelo ganhou fama na década de 1990, com modelos assinados pela marca Rider.

Depois do boom, o Rider caiu em certo ostracismo, assim como seus parentes de todo o mundo. Virou chinelo de tiozão, sem qualquer apelo de moda, ou simplesmente um modelo funcional para atletas. O motivo exato do retorno à cena fashion não é certeiro, mas podemos dizer que o filme Rede Social, de 2010, trouxe luz ao slide, calçado favorito do personagem central deste roteiro que trata sobre a criação do Facebook, o próprio criador da rede, Mark Zuckerberg. Embora frequentador assíduo de listas de mais mal vestidos, Mark, um colecionador de slides com muitas dezenas de pares no closet, não deixa de ser uma inspiração de sucesso, né mesmo?! E foi logo depois do filme e da fama crescente de Zuckerberg que os slides começaram a pipocar aqui e acolá.

Outras dicas d’AsPatrícias
:: Moletom fashion: como usar sem perder o estilo
:: Brincos grandes, coloridos e divertidos: tendência para o verão
:: Sapatilha da balé: quatro jeitos de usar a nova queridinha da moda

Outro fator que colaborou – e muito – para o retorno dos ditos é a tendência que se denominou de normcore, que aponta para a busca de conforto e certo ar de normalidade no visual. E o que seria melhor que um bom chinelão para refletir esse desejo ? E assim os slides surgiram em looks de gente que sabe muito bem o que está combinando, virando estrela do street style já há uns dois anos.

E o desejo pelos slides não para, com novas marcas criando suas versões. Além das labels esportivas, como Nike e Adidas, grifes renomadas, vide Michael Kors e Givenchy, tem os seus. E agora acaba de chegar ao Brasil o modelo criado por Rihanna para a Puma (foto destaque), decorado por um punhado de pele em várias cores. Lindo de se ver, como a maioria dos looks excêntricos desta musa da moda, esgotou nas lojas paulistas antes mesmo do lançamento oficial, que será nesta quinta-feira.

Fotos DivulgaçãoModelos Melissa, Nike, Puma por Rihanna, Michael Kors, Givenchy e Adidas/Fotos Divulgação

 

Curtiu? Quer saber como usar? A gente dá uma forcinha com algumas dicas essenciais para “contemporaneizar” o chinelão. Vem!

+ O slide é perfeito, é claro, para usar com qualquer peça de inspiração esportiva, jeitinho mais fácil para se acostumar ao modelo. Fica lindo com calças jogger, aquelas com punho na barra, com vestidos ao estilo camiseta, com regatas alongadas e legging.

+ Para impor um toque sofisticado ao modelo, combine com peças de alfaiataria, como calças, saias lápis, pantacourts estruturadas, vestidos ajustados ao corpo, saias plissadas, paletós alongados, shorts de prega, camisas compridas ao estilo vestido.

+ O slide casa muito bem com as peças de inspiração boudoir. Portanto, use com vestidos-camisola, os sleep dress, e com saias e tops na mesma linha. Esse contraste entre a suavidade da roupa e o peso do chinelo é muito interessante. Ah! Aposte em camisetas e outras blusas usadas sob os vestidos e os tops, criando uma sobreposição muito bem vinda hoje.

+ Com jeans, os slides formam o casal ideal. Use com calças sequinhas, skinnys ou amplas, bem largadonas, como Rihanna adora, contrastando com croppeds ou bodies. Crie um novo tailleur, formado por jaqueta e sais jeans, que vai evidenciar o estilo do slide com despojamento e requinte em doses idênticas.O chinelo também incrementa a dupla camisa e calça/short jeans, viu?!

+ Embora um desafio maior, o slide é ótimo para usar com peças de inspiração romântica, como camisas de gola laço, vestidos florais e leves, tons aquareladas. Aqui é preciso bastante intimidade com a ousadia, mas vale tentar.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna