SPFW, dia 5: a estreia da Cotton Project para elas e o jeans luxuoso da Two Denim

Fotos: Agência Fotosite, Divulgação
Fotos: Agência Fotosite, Divulgação

Neste quinto e penúltimo dia de  São Paulo Fashion Week, foi a vez da Apartamento 03 surpreender com uma coleção repleta de cores – algo nada usual para o estilista Luiz Cláudio -, interpretada na passarela por um casting de modelos negras. Também foi a vez da cool Cotton Project e da label de jeans Two Denim mostrarem sua temporada.

Tudo sobre a #SPFWn46
:: Conheça as novidades da 46ª edição da São Paulo Fashion Week
:: SPFW, dia 1: Lilly Sarti abre semana de moda com tops Carol Trentini e Isabeli Fontana

:: SPFW, dia 2: a sustentabilidade da Osklen, o street de luxo da Torinno e a índia de João Pimenta
:: Em desfile emocionante, Ronaldo Fraga fala de judeus e palestinos e pede mais tolerância
:: SPFW, dia 3: a praia luxuosa da PatBo e as motoqueiras de Reinaldo Lourenço

:: SPFW, dia 4: a estreia da Bobstore e os 40 anos de moda de Lino Villaventura
:: Representatividade, sim! Apartamento 03 faz desfile somente com modelos negras

Donna, claro, está na capital paulista e mostra os principais highlights do que rola por aqui. Acompanhe nossa cobertura nas redes sociais pela #DonnaNaSPFW e os vídeos com os melhores momentos da passarela no IGTV do nosso InstagramNo resumão a seguir, a gente te conta o melhor de cada desfile do dia.

Two Denim e a história do jeans

Em seu terceiro desfile na SPFW, a Two Denim reforça sua vocação para dar uma cara totalmente nova ao jeans. Desta vez, Flávia Rotondo e Alexandre Manetti trazem à passarela uma reflexão sobre a história do próprio denim – e volta aos anos 1950, quando o material era utilizado para a confecção de uniformes. Daquela época, vem o macacão com pegada utilitária, no estilo operário, que abriu o desfile.

– O desfile tem esse clima de construção. É uma evolução do jeans, quase que como se fosse um olhar dele para ele mesmo – explica Flávia, direto do backstage. – É uma matéria-prima tão diversificada que você consegue fazer coisas incríveis, mesmo uma peça básica, sem lavagem nenhuma. Na evolução (do trabalho), consegui fazer a aplicação de cristais, que ficar incrível e você consegue mudar a cara do look – completa.

Além da aplicação de cristais, a Two Denim também trouxe o brilho em fios de lurex – uma combinação que deu supercerto, principalmente com o jeans branco. Mas o destaque do inverno da marca fica por conta das peças com efeito tye-dye, que aparecem por aqui na lavagem acid em jeans clarinhos, que promete ganhar força por aqui também. Outra aposta da etiqueta é o jeans color – na passarela da 2DNM, em laranja, uma das cores da temporada.

 

Cotton Project e a hiperrealidade

Foi a partir do conceito de hiperrealidade mostrado no documentário Hypernormalisation (2016) que a Cotton Project traçou a temática da coleção apresentada nesta SPFW. No longa, o diretor Adam Curtis fala sobre a chegada de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos e conta como a noção do que é real e o que é ficção pode ser perfeitamente misturado e confundir os interlocutores.

– Trata-se da diferença entre realidade e ficção, e como é difícil separar isso hoje em dia – resume Acácio Mendes, estilista da marca ao lado de Rafael Varandas, diretor criativo.

A tradução para a passarela foi inspirada no estereótipo do turista de veraneio que transita por aí – e como sua imagem de pessoa alegre e bem-resolvida pode esconder outra realidade.

– Pensamos no hype do verão e o que existe por trás dele. A inspiração é na Riviera Francesa de 1950 e 1960, quando foi o boom do verão na Europa. Era glamuroso, todo mundo ia para lá, mas ao mesmo tempo iam casais que estavam traindo a mulher com um amante, ou porque estavam depressivos, ou fugindo de alguma coisa. A coleção permeia essa dualidade entre o glamour do verão e o lado obscuro, mas de uma forma leve, como a Cotton trabalha – completa Mendes.

A grife também aproveita para lançar sua coleção feminina, que segue os mesmos preceitos do masculino, tão querido e já usado por elas: tempero cool a uma roupa com pegada esportiva, sempre atenta ao que há de novo. Está lá a alfaiataria leve e despojada, com camisas e bermudas para os dias quentes, e blazeres soltinhos como pede o momento de menos sisudez na moda. O feminino da etiqueta ainda ganha vestidos alongados e bodies.

Apartamento 03 e a descoberta do arco-íris

Luiz Cláudio é daqueles que, como muitas de nós, sente dificuldade em usar (e criar com) outra cor que não seja o preto. Diz que tem medo de cor. E também houve um feedback de suas clientes, que pediam por novas matizes nas araras da marca. Por isso, o estilista mineiro retratou, na passarela, aquele momento em que, finalmente, se abriu às cores. Tudo começou com os tons escuros. Graduais, seguros. Logo, como se fosse um rasgo, as cores começaram a surgir em acessórios e em belos degradés. Foi como um rasgo na ferida, define o próprio. Para ele, mais do que nunca, vivemos um momento de sair das nossas zonas de conforto, por mais dolorido que seja.

– Queria falar de uma forma mais clara do que eu sou e do que é meu trabalho, e quis ser mais pontual sobre o que a gente é. Isso de misturar… Só temos no nosso país. Somos um dos poucos países com essa diversidade de pessoas e ainda a gente tem que voltar a discutir coisas que achava que não precisava mais discutir. De espaço, de apropriação, de onde é o lugar de tal pessoa. Temos que aproveitar isso que temos, e misturar mesmo! – defendeu o estilista durante papo com Donna, pouco antes do desfile começar.

Do arco-íris de Luiz Claudio saem laranjas, azuis, rosas, amarelos e até néons. Degradés, patchworks luxuosos de cores, tudo para dar ainda mais vida à sua alfaiataria precisa, que não perde a identidade, mesmo com a nova paleta. Ao ver passar a fila final, somente com as modelos negras que compunham o casting, a sensação é de que sempre dá para ir além, se desafiar, enfrentar os próprios medos, mesmo quando você é uma das grandes mentes criativas nacionais de seu tempo.

Veja mais sobre o desfile da Apartamento 03
:: Representatividade, sim! Apartamento 03 faz desfile somente com modelos negras na SPFW
:: Assista a trechos do desfile no IGTV do nosso Instagram

O que vem por aí

 

Sexta, dia 26

15h30min – Cacete Company
16h30min – João Pimenta (masculino)
18h – Piet
19h – Ratier
20h30min – Água de Coco

Leia mais
Comente

Hot no Donna