A Pequena Cozinha em Paris: em livro, chef ensina 99 receitas receitas clássicas e simples

O espaço era muito limitado: 21 metros quadrados de um flat em Paris. Neste caso específico, tamanho nunca foi documento, sobretudo para registrar o talento e a habilidade da chef inglesa Rachel Khoo.

Foi neste cubículo de 21 metros quadrados com uma cozinha compacta que Rachel preparou verdadeiros banquetes – 99 clássicos da culinária francesa que agora ela apresenta em A Pequena Cozinha em Paris. É um daqueles livros deliciosos na forma e no conteúdo, com ilustrações da própria autora que dão bossa extra à obra, além de fotos de dar água na boca e a certeza de que a cozinha de qualquer casa, independentemente do tamanho, ficará muito mais charmosa com a bíblia de Rachel na estante.

:: Na Cozinha: tudo sobre culinária para você preparar receitinhas deliciosas em casa

Formada na prestigiada Le Cordon Bleu, a autora dividiu as 288 páginas em capítulos para diversas refeições: pratos do dia a dia, lanches, piqueniques, aperitivos, jantares e sobremesas, como os famosos tarte tatin e crème brûlée. Escreve ela na página 231 sobre este último: “Na primeira vez que fui a Paris, pedi um crème brûlée e estava horrível. Em meu francês quase inexistente, tentei em vão reclamar com o garçom que o doce tinha gosto de queimado. Felizmente, agora o meu francês já melhorou e eu consigo explicar que crème brûlée é um creme de gemas coberto com um caramelo duro, não um caramelo queimado”.

008dc9f4Rachel Khoo largou o trabalho com moda em Londres para especializar-se na Le Cordon Bleu, em Paris

Ao se propor a lançar o livro, Rachel teve como objetivo ir contra as exigências da alta gastronomia, mas sem perder a essência dos clássicos franceses.

– Meu livro inclui todos os pratos franceses mais conhecidos, como o boeuf bourguignon e o coq au vin, mas não é uma simples coletânea de clássicos – avisa. – É a história de como eu descobri essas receitas, fosse realizando um piquenique à beira do Sena numa noite abafada de verão, fosse jantando com amigos e fazendo experiências em casa.

A Pequena Cozinha em Paris também é uma delícia porque Rachel acompanha as criações com curiosidades sobre cada prato e detalhes do dia a dia na capital francesa. É possível descobrir que a barra de pralina de chocolate meio amargo preferida dela é vendida na À la Petite Fabrique du Chocolat. Ela também entrega o endereço obrigatório para jovens chefs iniciantes: a loja Mora, onde é possível adquirir apetrechos indispensáveis de cozinha para todos os bolsos.

008dca1b

Outra dica é uma casa de vinhos com seleção de orgânicos e naturais difíceis de encontrar, a Ma Cave en Ville. A parte do livro dedicada à base da culinária francesa, além das 99 receitas, disseca os procedimentos de preparo de caldos e molhos e apresenta os truques de cozimento e armazenamento. A autora também revela alguns de seus toques pessoais, como a pimenta do reino usada para conferir um paladar interessante ao merengue que acompanha as tortinhas de toranja.

Filha de mãe austríaca e pai sino-malaio, Rachel formou-se na incensada faculdade de arte e design Central Saint Martins, em Londres, e iniciou sua carreira como relações públicas na indústria da moda. Foi a paixão nunca adormecida pela pâtisserie francesa que levou-a a mudar-se para Paris e ingressar na escola de culinária Le Cordon Bleu.

Após se formar, trabalhou no salão de chá da La Cocotte, conhecida livraria e loja de artigos para culinária. Atualmente, Rachel ministra workshops e organiza bufês para grandes eventos e restaurantes exclusivos, além de apresentar programas de TV como a Pequena Cozinha em Paris, exibido no Brasil pelo canal GNT. É também colunista de receitas do jornal London Evening Standard.

Se ela se mudou para um apartamento maior depois de todas essas conquistas? Rachel responde:

– Todos os testes para todos os meus trabalhos sâo realizados na cozinha minúscula do meu apartamento, só com um miniforno e um fogão de duas bocas.

 

untitled

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


A Pequena Cozinha em Paris, de Rachel Khoo
288 páginas, R$ 59,90 (impresso) e R$ 39,90 (e-book)

* Fotos: David Loftus, Divulgação

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna