A hora de Adele

Conheça a cantora britânica que, com seu segundo álbum, quebrou recorde que pertencia a Madonna

Após virar febre no YouTube, a cantora Adele, de 22 anos, estoura como sucesso internacional
Após virar febre no YouTube, a cantora Adele, de 22 anos, estoura como sucesso internacional Foto: Divulgação, Columbia

Foi em novembro do ano passado que um vídeo de Adele cantando sua nova música Someone Like You no programa de Jools Holland, na BBC, caiu no YouTube e virou febre na rede. Havia algo na postura da cantora, de 22 anos, que provava o amadurecimento desde o modesto sucesso do álbum de estreia da artista, 19. De repente, todos estavam interessados em ouvir mais do lançamento seguinte.

Desde então, a canção ajudou a provocar ainda mais barulho. Na semana passada, o segundo álbum de Adele, 21, triturou o recorde de Madonna como a obra de uma artista feminina a permanecer mais semanas consecutivas no topo das paradas britânicas – e já ameaça bater a marca de todos os tempos, ainda pertencente à compilação Legend, de Bob Marley. E o sucesso de Adele não se limita apenas ao Reino Unido ? 21 já liderou as vendagens em outros 17 países europeus, além dos Estados Unidos.

Qual a razão de a estrela de Adele ter ascendido tão rapidamente e por que ela está engrenando agora? Sim, ela tem uma ótima voz e canções boas – mas obviamente há algo de especial acontecendo que a destaca da horda de cantoras de soul music na qual ela originalmente se embrenhava (ao lado de nomes como Duffy, Joss Stone e Pixie Lott, por exemplo). Então, o que é?

A resposta envolve uma miríade de fatores, mas talvez o principal seja a gravadora XL. Eles viram em Adele não apenas uma cantora com uma boa voz, mas uma artista que poderia florescer ao longo da carreira. Foi assim que Adele teve liberdade para escolher com quem trabalhar, quais músicas lançar e decidir sobre o marketing dos seus álbuns. O foco é em poderosas baladas ao piano, cada uma transformada pela gigantesca voz de cantora soul. Alguns podem torcer o nariz para a falta de inovação sonora, mas não é isso que garante o público, de adolescentes a velhinhos.

? Adele é uma dessas artistas cada vez mais raras que têm talento e apelo para ir além do que seria seu público típico e atingir uma audiência muito mais ampla ? afirma Gennaro Castaldo, porta-voz da rede de lojas de música HMV.

Claro que ter um apelo tão amplo é pedir para ser criticada ? e muitos acham o som de Adele convencional demais para ser realmente inspirador. Mas tal percepção ignora o fato de que Adele tem uma personalidade tão grande como sua voz. A isso, a editora do New Musical Express Krissi Murison credita o sucesso dela:

? O que as cantoras e compositoras britânicas de sucesso nos últimos anos ? Amy Winehouse, Florence and the Machine, Lily Allen ? têm em comum são suas personalidades fortes. Adele também é assim, hipnotizante quando se está cara a cara com ela. Ela também é totalmente normal, e é essa humanidade básica que as pessoas tanto amam.

Em um mundo em que as gravadoras estão constantemente em busca da nova Lady Gaga, chega a ser quase óbvio por que as pessoas seriam tão acolhedoras a uma garota manequim 42 que prefere se expor em palavras em vez de fotos e cuja sensualidade exala por meio de suas músicas em vez de pelas roupas. Seus próximos shows estão marcados para teatros em Londres e Leicester, locais que não combinam com uma estrela que acaba de desbancar Madonna. O que parece apenas acrescentar à história de Adele – uma garota comum, verdadeiramente surpresa por estar vivendo um sonho de verdade. Talvez seja essa natureza inesperada o que torne o sucesso dela tão doce.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna