Abdominal peso pesado: saiba como manter a barriguinha sarada

O número exagerado de repetições dá lugar à carga em cima do corpo com o objetivo de maximizar o exercício

O abdominal mudou, desde os anos 90, época em que o recomendado era fazer cerca de mil repetições
O abdominal mudou, desde os anos 90, época em que o recomendado era fazer cerca de mil repetições Foto: Gilmar de Souza

A receita para se obter um abdome sarado contém um ingrediente básico, mas nem por isso simples, afinal, lá se vão duas décadas em que os exercícios abdominais não são mais meras flexões e extensões.

Hoje, especialmente para os atletas, eles estão mais completos e contam com a companhia de pesos e bolas para intensificar os resultados. As longas séries de 500 exercícios foram deixadas de lado. Vale a máxima: quantidade não é sinônimo de qualidade.

Foi assim com o capoeirista e personal trainer Carlos Santana, que fazia exatos mil abdominais todos os dias. Os exercícios têm a função de fortalecer a parede abdominal, que serve de sustentação ao corpo, e é base, principalmente, dos movimentos das pernas, os mais utilizados na capoeira.

Carlos passou a fazer apenas 300, mas acrescentou carga. “Quando você faz os abdominais com o peso gera potência e acaba adquirindo força. Quando você faz muitos abdominais, você só ganha resistência”, compara.

Manobra de estabilização
Em pé, a partir da posição relaxada, contrai-se o abdome e permanece contraído de 30 segundos a 1 minuto. Por ter várias formas de se fazer, não existe um manual de posições certas e erradas dos abdominais. Mas, para um melhor aproveitamento, o peso, nesse caso, não deve ficar sobre a barriga ou sobre os seios, e sim na extremidade do corpo. “É preciso ver o corpo como um uma gangorra. O peso deve ficar na ponta”, exemplifica Marco Rodrigo Vieira, gerente de ginástica de uma grande academia da cidade.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna