Ácido hialurônico é alternativa eficaz para o tratamento de celulite

Substância ajuda a atenuar as depressões causadas pela inflamação das células subcutâneas

Cada região deve ser massageada por, no mínimo, três minutos
Cada região deve ser massageada por, no mínimo, três minutos Foto: Gil Wikom

Se as mulheres pudessem eleger a vilã número um da beleza feminina, a eleita certamente seria a famigerada celulite. Para combater este mal, a estética médica disponibiliza uma série de tratamentos que visam atenuar o aspecto ondulado que a celulite provoca na pele. Com a chegada do verão, a busca por tratamentos aumenta e a grande oferta de técnicas salvadoras provoca um nó na cabeça das pacientes.

Entre os tratamentos mais famosos, encontram-se a carboxiterapia, injeções antigordura, cosméticos anticelulite, massagens e aparelhos específicos desenvolvidos para atenuar os “furinhos” desagradáveis. Para o verão 2011, a vedete da tropa anticelulite atende pelo nome de preenchimento com ácido hialurônico.

A substância, que se tornou conhecida devido ao seu uso em procedimentos de aumento de volume labial e atenuação de linhas de expressão na face, é aplicada com uma cânula nas depressões mais profundas da pele.

? Seu uso é indicado para pacientes com celulite caracterizada por retrações que causam aquele aspecto de casca de laranja. Após uma anestesia local infiltrativa, libera-se a trave fibrosa do tecido que causa a depressão e depois injeta-se o ácido hialurônico ? explica a especialista em medicina estética da Clínica Scipioni, Sharon Senger.

A ação do procedimento é temporária, durando aproximadamente dois anos. Porém, após este período, o local no qual é aplicado o ácido hialurônico mantém um aspecto satisfatório devido ao estímulo de produção de colágeno causado pela substância. A técnica é rápida e não exigem internação.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna