Acima dos nove anos, todas mulheres devem vacinar contra HPV, indica Agência Europeia

No Brasil, o câncer de colo de útero é a principal causa de morte entre todos os tipos de câncer

A vacina quadrivalente contra o HPV é a única que protege contra quatro tipos do papilomavírus humano (6, 11, 16 e 18)
A vacina quadrivalente contra o HPV é a única que protege contra quatro tipos do papilomavírus humano (6, 11, 16 e 18) Foto: Fernando Gomes

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) acaba de ampliar a indicação da vacina quadrivalente contra o papilomavírus humano (HPV), fabricada pela MSD, para mulheres a partir dos nove anos de idade, em todas as faixas etárias, ao longo da vida. O medicamento, já era indicado para meninas e mulheres de nove a 26 anos.

A vacina quadrivalente é a única que protege contra quatro tipos de HPV (6, 11, 16 e 18). O parecer é favorável para a prevenção de lesões genitais no colo do útero, vulva e vagina relacionados aos tipos 16 e 18 de HPV, além da proteção contra verrugas genitais.

No Brasil, o câncer de colo de útero é a principal causa de morte entre todos os tipos de câncer, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), de 2009, na faixa etária de 15 anos aos 44 anos. Cerca de 70% dos casos de câncer de colo do útero são causados pelos tipos 16 e 18 do papilomavírus humano (HPV), que é a doença sexualmente transmissível viral (DST) mais frequente ? atinge mais de 630 milhões de pessoas no mundo.

Certos tipos de HPV são relacionados ainda com outros tipos de doença. Estima-se que os tipos 16 e 18 do vírus causem também de 40% a 50% dos cânceres vulvares e 70% dos cânceres vaginais, bem como 85% dos casos de câncer anal. Os tipos 6 e 11 causam 90% das verrugas genitais e cerca de 10% das lesões iniciais do colo do útero. Para se ter uma ideia, oito em cada dez indivíduos sexualmente ativos entrarão em contato com o vírus no decorrer de suas vidas.

Ao longo da vida, mulheres de todas as idades ficam continuamente expostas ao risco de contrair infecções e doenças relacionadas ao HPV. Acima de 25 anos, observa-se avanço da infecção pelo HPV, além de aumentarem as chances de contrair infecção persistente pelos vários tipos do vírus.

Os resultados sugerem que os anticorpos gerados durante a infecção natural podem não fornecer proteção completa com o passar do tempo e que a resposta imune à vacina previne a reinfecção ou reativação da doença pelos tipos de HPV 6, 11, 16, 18.

Sobre a vacina

A vacina quadrivalente contra o HPV é a única que protege contra quatro tipos do papilomavírus humano (6, 11, 16 e 18). Os estudos em mulheres jovens têm demonstrado uma eficácia na prevenção das lesões associadas a esses quatro vírus de 99% a 100%.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna