Advogado elabora cartilha para orientação de mulheres vítimas da violência

Confira o manual completo e salve no seu computador em PDF

Mulheres representam 88% das vítimas de violência física no estado do Rio
Mulheres representam 88% das vítimas de violência física no estado do Rio Foto: Luciano Moraes

No Brasil, há anos existem milhares de casos de mulheres agredidas por companheiros. Mas, infelizmente, a maioria dessas mulheres se cala. Elas se sentem ameaçadas e pressionadas, tem medo de consequências graves, como agressões mais sérias, medo de perder guarda de filhos e de envolver familiares e terceiros.

Há mais de 35 anos advogando em prol de mulheres e crianças Ângelo Carbone resolveu ceder uma cartilha, intitulada “Manual de Sobrevivência da Mulher”, com o objetivo de orientá-las como proceder em cada situação de conflito com os homens.

:: Acesse a cartilha completa (em PDF)

A mulher, na maioria das vezes, sente-se indefesa e fraca diante das ameaças dos homens, assim calando-se e deixando a situação “de lado”. Nesses casos as consequências podem não ser tão graves, mas também podem ser gravíssimas, ocorrendo agressões físicas e até mesmo homicídios.

O advogado Ângelo Carbone já atendeu centenas de mulheres que sofrem casos semelhantes, mas que recorrem ao Advogado para orientar-se e defender-se, pois assim se sentem protegidas e são orientadas em como proceder em cada caso e, a partir daí, ele toma as medidas cabíveis para cada fato, colocando em evidência a proteção da mulher, das crianças e das famílias envolvidas.

O “Manual de Sobrevivência” é baseado em todos os casos que já vivenciou em seu escritório e distribuirá gratuitamente para as mulheres terem como base para proceder em cada situação. Traz diversos tópicos, desde uma simples “ficada” entre um homem e uma mulher até divórcios, separações, agressões, guarda dos filhos, alimentos, bens e cuidados básicos e essenciais que a mulher deve ter em um relacionamento.

Leia mais
Comente

Hot no Donna