Afinidade com o assunto influi na aprendizagem, diz pesquisa

Cérebro não assimila, porém, tudo o que deve ser lembrado

Cérebro dos homens tende a pensar 2,5 mais vezes em sexo do que o das mulheres
Cérebro dos homens tende a pensar 2,5 mais vezes em sexo do que o das mulheres Foto: Stock Photos, Divulgação

Boa memória não é sinônimo de inteligência.A primeira está ligada a qualquer registro de atividade passada que fique armazenado e possa ser lembrado quando acionado. A segunda tem a ver com a capacidade de achar soluções para situações complexas.

A aprendizagem está muito ligada à afinidade que se tem com um assunto. Há aqueles que decoram e vão bem em uma prova e, depois de duas semanas, esquecem tudo. A informação fica na memória transitória e se dilui ali. De acordo com o neurologista André Palmini, você só se lembra daqui a 10 anos de algo que tem muito a ver com o seu interesse.

Também não é tudo o que você acha que deve lembrar que o seu cérebro vai assimilar. O órgão tem essa capacidade de fazer seleção justamente porque precisa ser poupado para armazenar informações realmente necessárias.

A neurologista Márcia Lorena Fagundes Chaves, professora da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e chefe do Serviço de Neurologia do Hospital de Clínicas, é contra medicação para pessoas esquecidas por conta do estresse.

? É o quadro de estresse que precisa ser resolvido. Faça um planejamento estratégico da sua vida. Você pode estar se expondo a tarefas além da sua capacidade ? orienta.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna