Anorexia na gravidez preocupa especialistas em saúde

Distúrbio já atingiu celebridades como Victoria Beckham e Rachel Zoe

Victoria Beckham: magreza aparente aos 8 meses de gestação
Victoria Beckham: magreza aparente aos 8 meses de gestação Foto: Reprodução

Quando uma mulher engravida, costuma-se dizer que ela “come por dois”, mas um crescente número de mulheres em diversas cidades do mundo parecem sequer comer por um. Um novo distúrbio, inspirado em celebridades magérrimas como Rachel Zoe e Victoria Beckham, é o de mães que acabaram de ter bebês, ou mesmo gestantes, chegarem a extremos para lutar contra qualquer excesso de peso causado pela gestação.

A “moda” é tão forte que toda uma indústria emergiu em torno das chamadas “mães anoréxicas” (em inglês, “mommyrexia”), que aceitam pagar caro na tentativa de restaurar as formas físicas pré-gravidez.

Marcas de roupa para gestantes também estão de olho no fenômeno, lançando coleções para grávidas, já que muitas praticam exercícios até o nascimento dos bebês. Até marcas de roupas para futuras mães estão sendo forçadas a produzir tamanhos menores para atender à demanda.

Essa tendência tem preocupado especialistas em saúde, que culpam as influências das celebridades. Lisa Cohn, nutricionista em Manhattan, disse em entrevista ao “New York Post” que Victoria Beckham, 37 anos, que está com oito meses de gravidez de seu quarto filho, é o principal exemplo das “mães anoréxicas”.

– Victoria Beckham está em seu oitavo mês e continuar parecendo muito magra ainda está em seus planos – de forma saudável ou não. Ela não parece vibrante: seu rosto está pálido e olhos, opacos – afirma Cohn ao jornal norte-americano.

O psiquiatra Isaac Herschkopf acrescenta que as mulheres que mais correm risco de passarem por episódio de anorexia são as “mulheres cuja beleza faz parte de seu fascínio”.

– É um ciclo vicioso – quem está preocupada em perder o marido, e vai ignorar o bebê e até se ressentir dele – afirma o psiquiatra.

Leia mais
Comente

Hot no Donna